OS PRIMEIROS APONTAMENTOS SOBRE A 2ª MOSTRA DO CLUBE TEX PORTUGAL

Por João Amaral (texto) e Cristina Costa Amaral (fotos)

O retrato de família nesta segunda mostra do Clube Tex Portugal

O fim de semana que passou foi fantástico. Pela primeira vez, fui à Mostra do Clube Tex Portugal, em Anadia, uma vez que, no ano passado, não pude estar presente. E a experiência, acreditem, valeu a pena. Se, por um lado, foi mais um evento que me proporcionou conhecer alguns dos autores que fazem o Tex, como seja o caso de Pasquale Frisenda e Stefano Biglia, foi também uma oportunidade de convívio com muitos dos autores, leitores e fãs que estiveram presentes.E, obviamente, eu também estive lá na qualidade de admirador desta personagem, que tem já uma muito vasta obra.
.

Pranchas de Pasquale Frisenda

Pranchas de Stefano Biglia

Se os jantares dedicados a Tex, nos quais estive presente, já me tinham oferecido momentos memoráveis, esta mostra superou em tudo as minhas melhores expectativas. Foram dois dias intensos, durante os quais pude conhecer um pouco melhor Biglia (já que Frisenda só pôde estar presente no sábado), tendo nós, inclusive, trocado galhardetes, que é como quem diz desenhos e impressões. Mas, para além disso, foi também uma oportunidade de ver, não só algumas pranchas dos dois desenhadores, bem como alguns notáveis objectos de colecção dedicados a esta personagem que eu conheço já, de há longos anos e que me foi apresentada por Rui Carlos Cunha, que colaborou comigo em A Voz dos Deuses e, de quem sou amigo, desde o tempo em que frequentámos juntos o liceu.
.

Alguns dos muitos objectos dedicados a Tex que puderam ser vistos

Vista parcial da exposição

Fui também agraciado com um desenho de António Lança Guerreiro, a quem também agradeço e, que mostra, de forma muito original, dois dos pards de Tex, desenho esse que irei guardar na minha pequena colecção com muito carinho. Por isso e por muito mais, conforme se pode facilmente constatar, estes foram, para mim, dois dias recheados de momentos inesquecíveis.
.

Cartaz da 2ª Mostra do Club Tex Portugal, ladeado pelas biografias de Frisenda e Biglia

José Carlos Francisco, o grande mentor deste evento e Pasquale Frisenda na sessão de autógrafos

Resta-me, por fim, agradecer a José Carlos Francisco, o grande organizador deste evento  pelo notável trabalho que tem desenvolvido e pela sua constante disponibilidade. Quem quiser ver um pouco melhor o que se passou em Anadia, poderá consultar o seu Tex Willer Blog nos próximos dias. Aqui, ficam apenas algumas memórias e fotografias do que, na minha opinião, foi um excelente fim de semana…
.

O autógrafo de Frisenda para João Amaral

E uma aguarela de Biglia

João Amaral e Rui Carlos Cunha, a equipa de A Voz dos Deuses junto a Tex

João Amaral e António Lança Guerreiro com o muito original desenho que António Guereiro ofereceu a João Amaral

Stefano Biglia e João Amaral, em pleno trabalho

E cá estão os dois, com o resultado final…

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Parabéns ao Zeca pela realização da Mostra e a todos que contribuíram para o seu sucesso!

    Um abraço, desde o Brasil, de
    Paulo Guanaes (tradutor de Tex no Brasil)

  2. Amigo e Pard, ZECA, parabéns pela Mostra. Quem sabe um dia não estarei participando?

    Abraços texianos a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *