FABIO CIVITELLI, O EMBAIXADOR DE TEX NO BRASIL

Por João Batista da Cunha

“Um dia, Gian Luigi Bonelli disse:

Tex sou eu mesmo!


Hoje compreendo melhor isso, depois deste encontro no 17º Fest Comix de São Paulo, com Fabio Civitelli posso afirmar que o consagrado autor italiano é o irmão mais novo de Tex. Ele transpira Tex, ele é verdadeiramente o melhor embaixador de Tex para o mundo. Quando fala de Tex, os seus olhos brilham, ele passa uma emoção muito forte em suas palavras sobre Tex Willer.

Fabio Civitelli atendeu todas as pessoas que o solicitaram no decorrer do evento, com muita simplicidade e cordialidade, fazendo a alegria dos fãs com fotos, abraços, sorrisos e ainda oferecendo um presente especial, um desenho de “Tex em São Paulo na Avenida Paulista”. Ao olhar para o desenho parecia que eu via o próprio Fabio Civitelli naquela maravilhosa arte.

A alegria dos fãs junto de Fábio Civitelli era contagiante. Mais que um evento, uma celebração de paz e harmonia entre as pessoas junto dele, cada fã de Tex e dos quadradinhos, conhecendo-se um ao outro, apresentando-se, abraçando-se, tirando fotografias, perguntando uns aos outros sobre as suas cidades, enfim, uma alegria contagiante.

G. G. Carsan com traje de gala, vestido de Tex parecia o sósia do próprio Tex presente no evento. Muito solicitado, mais que tudo, super prestativo, atendendo a todos para fotos. Além de todos os fãs presentes, pudemos ter a companhia Júlio Schneider, Paulo Guanaes e Marcos Maldonado.
Destaco também a presença das esposas no evento, acompanhando os seus maridos, o que veio a abrilhantar mais ainda o evento em si. Todos nós fãs ficamos agradecidos também ao José Carlos Francisco, carinhosamente chamado aqui no Brasil de Zeca, que mesmo dizendo que o seu italiano era rudimentar, a todo o momento estava junto a Fabio  Civitelli  fazendo  as traduções e conduzindo da melhor maneira possível as conversas dos fãs e a palestra com Fabio Civitelli.

O que foi surpreendente em Fabio Civitelli, foi que percebemos que nas conversas com os fãs, ele entendia muitas das palavras dos pards brasileiros e na palestra, no final de cada pergunta, ele já estava pronto a responder antes mesmo do Zeca traduzir. Foram poucas as vezes em que Civitelli mostrou dúvida nas perguntas o que me leva a ter a seguinte opinião pessoal: Ele estudou muito a nossa língua para esta visita ao Brasil.

A minha pergunta para Fabio Civitelli na palestra: Tex ou a família??? Ele todo sorridente responde: – Os dois, são amores diferentes, diz que concilia ambos. Com a família ele gosta de fazer passeios de montain bike, uma sua outra paixão, inclusive já tendo participado no passado de campeonatos oficiais. Fabio Civitelli, um exemplo para todos nós do seu amor por Tex e pela família.

A presença dos amigos e fãs foi grande e por isso não colocarei nomes aqui, pois poderia esquecer de alguém. Posso dizer que de Norte a Sul, Leste a Oeste, vieram seus representantes já que várias partes do Brasil foram muito bem representadas. Importante é que: – Quem veio para o evento representou muito bem os fãs do Brasil todo. E ainda tivemos o amigo Zeca representando todos os fãs de Portugal.

Registo aqui para todos os fãs e coleccionadores de Tex e de outras revistas Bonelli, os louvores à Mythos Editora nas pessoas de Dorival Vítor Lopes e Helcio de Carvalho, que abrilhantaram o evento com este grande trabalho de trazer Fabio Civitelli para todos nós fãs de Tex, mesmo para aqueles que ficaram em suas cidades e não puderam vir a São Paulo para essa festa memorável, única, magnífica, inesquecível. Tenho certeza que muitos irão receber um pouquinho dessa emoção nas próximas revistas de Tex a serem editadas, nos brindes e presentes que os participantes levarão para seus amigos texianos.

Agradecimento também à Comix, pela óptima organização; muito bem distribuídos os stands e as revistas à venda. Tudo bem separado, organizado e com centenas de opções, para todos os gostos e bolsos. As revistas Bonelli estavam imponentemente ocupando uma boa parte no local com bem visíveis e variados títulos. E os funcionários eram todos atenciosos e estavam empenhados com o sucesso do evento.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. O incrível é a fidelidade dos autores de Tex pelo personagem e por Bonelli, trabalham laboriosamente com amor pelos ideais de amizade, justiça e prazer no que fazem. Tex é um exemplo a todos nos roteiros, sobretudo da luta para corrigir injustiças e eternizar amizades, motivo principal pelo sucesso perene.

  2. Eu sou fã de Tex há pouco tempo, mais já conheço muitas histórias e cada vez mais me surpreendo e me admiro com elas, quero que estas histórias jamais acabem, quero que meus filhos possam se apaixonar por elas assim como eu. Eu conheci TEX pelo meu amigo em um dia que eu estava na casa dele e vi histórias de trinta anos atrás. Espero que leiam o meu recado. Até breve!

  3. O único “equívoco” foi encherem o Fest Comix de imagens do Tex de Claudio Villa! Nessa última foto, por exemplo, seria muito mais adequado ter fotografado criador (Civitelli) e criatura (Tex de Civitelli). Um pequeno tropeço com que Civitelli, com a elegância que o caracterizou no evento, nem se importou: e ei-lo sorridente junto ao querido ranger!

  4. Realmente interessante esse amor do Civitelli pelo personagem que desenha. Não vejo isso nas HQs americanas ao menos nas de hoje em dia.

Responder a Antonio Marcos Matias Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *