Coleccionismo: paixão ou vício?

O Portugal Diário falou com vários coleccionadores e o blogue do Tex  também apresenta o resultado final!

Logótipo do IOL Portugal DiárioTexto do IOL Portugal Diário, de 17 de Maio de 2008
Por Miguel Morais

Coleccionismo: paixão ou vício?

Sérgio Sousa e Tex«Sou bastante racional nas minhas compras, no entanto, adquirir 200 euros de banda desenhada pode ser considerada uma loucura para muita gente». A afirmação é de Sérgio Sousa, coleccionador de livros de BD há mais de 30 anos. A timidez em miúdo fê-lo refugiar-se numa paixão especial pela personagem Tex, que diz ser para a vida. Actualmente possui cerca de três mil livros de BD, que guarda com todo o cuidado em dois roupeiros, que adquiriu propositadamente para a colecção. Sérgio é apenas um entre milhares de portugueses que, pelas mais diversas motivações, se dedica ao coleccionismo. Todos os motivos são válidos para se iniciar uma colecção.

Joaquim Barbosa e JB«Esta paixão por objectos que contenham as iniciais JB, nasce precisamente pelo facto de coincidirem com as letras que iniciam o meu nome, e também porque familiares e amigos me chamam assim», refere Joaquim Barbosa, responsável por uma colecção que integra todo o tipo de objectos relacionados com a JB.
Em apenas oito anos como coleccionador, já atingiu o número de 775 objectos, que fez questão de catalogar, numerar e expor num espaço reservado. Revela já ter sido um coleccionador «insaciável», mas hoje em dia diz preferir «partilhar paixões».
Quando questionado sobre o objecto que mais valoriza de todos os que possui, a resposta é politicamente correcta. «Na minha opinião, um coleccionador, raramente consegue distinguir este ou aquele objecto no seio de tantos», sublinha Joaquim Barbosa. No entanto, destaca uma mesa de bilhar da JB como um objecto «especial», devido ao preço que custou o seu transporte.
Joaquim Barbosa, ou JB – como é conhecido – possui uma ambição que é comum à maioria dos coleccionadores: «Quero poder partilhar este espólio, dando a conhecê-lo à sociedade em geral».

Moedas, selos e pacotes de açúcar
Bruno Santos e as suas moedasEm Portugal existem várias empresas e lojas que se dedicam à venda de material para coleccionadores. Moedas, selos e pacotes de açúcar estão no topo das preferências.
Bruno Santos colecciona moedas desde os 12 anos. «Gosto de moedas. E as moedas contam histórias, especialmente as comemorativas», justifica. Em vinte anos juntou mais de 1300, que guarda em caixas próprias de coleccionador. A mais antiga que possui é de 1778. Ao contrário de outros coleccionadores, refere que «não procura as moedas», nem frequenta feiras de objectos antigos. Mas reconhece a autoria de uma loucura, quando adquiriu uma pequena moeda de ouro por 50 euros.

Pedro Freire e os cachecóis do BenficaA paixão clubística também assume relevância no coleccionismo. Pedro Freire é coleccionador há apenas um ano e meio. A paixão surgiu após ter ensinado a filha sobre como criar um blogue. O tema escolhido foi os cachecóis e desde esse momento nunca mais parou. Actualmente tem mais de 400 modelos. «Tenho duas doenças, sou asmático e do Benfica. Interesso-me pelos cachecóis mas a paixão é pelo Benfica», sublinha Pedro Freire.
A colaboração da esposa assume um papel preponderante. «Quando recebo cachecóis em mau estado peço ajuda à minha mulher, que os lava», explica. O seu objectivo é tentar obter todos os cachecóis que existem do clube da Luz, naquele que considera ser «um hobby para a vida e para continuar em família».

O coleccionismo é, segundo vários psicólogos, uma forma de aprendizagem e satisfação para o ser humano. «Se nos dedicarmos a algo que não termina e enquanto continuarmos a sentir prazer, pode ser para a vida inteira», reforça Sérgio Sousa.

Copyright: © 2008 IOL Portugal Diário; Miguel Morais
http://diario.iol.pt/sociedade/coleccionismo-moedas-coleccionadores-tex-cachecois-jb/953504-4071.html
(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. Numa jornada de final da Taça de Portugal entre FCPorto e Sporting, nada como ver no blogue do Tex duas grandes paixões de muitos Texianos, como é o meu caso: TEX e BENFICA, com um bom Whisky e muito dinheiro pelo meio (…risos…)
    Muito obrigado ao Portal IOL Portugal Diário por este artigo e também ao Texiano Sérgio Sousa por ter contribuído com mais esta divulgação ao nosso Ranger ao falar da sua paixão (ou será vício?)!

  2. Muito legal esse Post’ Zeca, bem interessante. Mas o que importa é que um vício desses é totalmente perdoável…

    Abraços.

    Jário Costa.

  3. Acho muito bem. Quando era mais novo tive uma colecção de calendarios.
    Tenho moeda de ouro com inscrições que creio ser em latim tem escrito “orus oristus salusanos / 20 domina(e) aduardus(?)

    Gostaria que alguem me podesse dizer o que é e quanto vale para possível negócio… peso-6.7gr
    Mando fotografia por mail
    fernando.ferreira.vc@hotmail.com

Responder a José Carlos Francisco Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *