Claudio Nizzi regressa em força escrevendo VÁRIAS histórias de Tex

Por José Carlos Francisco

Claudio Nizzi volta a escrever Tex

Claudio Nizzi viu ser terminada a sua longa e importante colaboração na saga de Tex Willer nas edições italianas nº 631 e 632 de Tex, respectivamente publicadas em Maio e Junho de 2013 com a aventura “L’oro dei monti San Juan“ desenhada por Lucio Filippucci, que desse modo representava a última peça posta por Claudio Nizzi no mosaico das aventuras de Águia da Noite, depois de mais de 30 anos de carreira bonelliana e culminando precisamente o trigésimo aniversário a escrever aventuras do Ranger já que essa sua última aventura permitiu, casualmente, a Nizzi cobrir com as suas histórias um arco de precisas 360 edições (de Tex 273 a Tex 632) que equivalem a exactos 30 anos.

Claudio Nizzi aceitou o convite de Mauro Boselli para escrever novas histórias de Tex

A estreia na série principal de Tex aconteceu em Julho de 1983 e dois anos depois já era o escritor principal, tendo em conta que mais de 50% das páginas publicadas tinham a sua assinatura e inclusive em 1988, 1990 e 1992 cometeu a façanha de escrever todas as histórias publicadas nesses anos. Tal não acontecia desde 1975 quando pela última vez Gianluigi Bonelli tinha conseguido assinar todos os edições da série num só ano- e, sobretudo, não voltou mais acontecer até aos nossos dias.

Mas para grande surpresa do mundo texiano, a carreira de Claudio Nizzi em Tex afinal não tinha terminado há quatro anos como todos já tinham imaginado, porque recentemente Nizzi aceitou o convite, de Mauro Boselli, para voltar a escrever novas histórias de Tex.

A primeira história neste seu regresso será de 32 páginas e será publicada no próximo Color Tex como já tínhamos anunciado AQUI mesmo no blogue do Tex. Trata-se da história “Dal tramonto all’alba” desenhada por Roberto Zaghi. Mas numa recente visita à redacção da Sergio Bonelli Editore, conseguimos apurar que o regresso de Nizzi será em força e em grande estilo já que Claudio Nizzi já escreveu TRÊS novas histórias do Ranger, todas elas longas e para séries bem consolidadas, mais precisamente duas para a série principal e uma para a série Maxi Tex.

E segundo nos confidenciou Giorgio Giusfredi, vice-editor de Tex, as histórias são muito boas e vão certamente agradar aos fãs e coleccionadores de Tex já que Nizzi voltou em grande forma, tanto que Nizzi já escreveu as 714 páginas que comporão estas três histórias, tendo a particularidade de uma delas ainda nem sequer ter sido começada a ser desenhada, já que o desenhador eleito, Giovanni Ticci, está ainda a concluir a história comemorativa dos 70 anos de Tex e só depois então começará a desenhar a aventura escrita por Nizzi que terá assim uma velha dupla de muitos sucessos no passado: Ticci & Nizzi!

As três novas histórias de Claudio Nizzi já estão na redacção da Sergio Bonelli Editore e já foram aprovadas

Mas também as outras duas histórias de Claudio Nizzi, já estão destinadas a dois dos mais consagrados desenhadores da editora Bonelli: Lucio Filippucci e Giancarlo Alessandrini conforme se pode ver numa das fotografias que ilustra este texto. Inclusive podemos desse modo dar a conhecer os títulos provisórios destas suas três novas histórias de Tex:
Fuga verso il confine – Tex – Claudio Nizzi e Giovanni Ticci; 220 páginas
– L’assedio di Mezcali – Tex – Claudio Nizzi e Lucio Filippucci; 220 páginas
– La grande congiura – Maxi Tex – Claudio Nizzi e Giancarlo Alessandrini; 274 páginas

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

9 Comentários

  1. Bem… Nizzi deu uma boa descansada desde 2013, fico feliz em saber de seu retorno, o Mauro Boselli é bom, mas acredito que a função de editor esteja interferindo em sua criatividade… o ponto forte do retorno de Yama, pra mim foi a arte do Fabio Civitelli cheia de reticulados manuais, o texto ficou legal digamos médio… Nizzi deve trazer um respiro novo à saga Texiana.

  2. Legal, sempre gostei do trabalho do Nizzi, Não sei porque parou mas é uma ótima notícia, o seu retorno!

  3. Na história do retorno de Yama, Boselli esqueceu de colocar algo que o mestre Bonelli sempre inseriu em suas histórias com Mefisto ou Yama, que era o poder que anulava as trevas; um exemplo é o TEX número 78 da editora Vecchi “Espectros” onde temos o Lama PADMA que se apresentou a TEx como aquele que caminha numa estrada de luz e disse para Mefisto que quem tem as chaves das sete portas dos céus também pode usá-las para fechar as três postas dos abismos. Mostrando deste modo que a luz é mais poderosa.
    Um retorno de Padma para ajudar Tex seria legal como nas histórias do mestre Bonelli que sempre mostrava que quem caminha na estrada da luz vence.

  4. Claudio Nizzi é muito provavelmente o melhor argumentista de Tex. Salvo raras exceções, as melhores histórias são escritas por Nizzi.

  5. É de aplaudir o regresso do veterano Claudio Nizzi, que depois de tão longo interregno (quatro anos é muito numa série como Tex, que evolui a olhos vistos) ainda demonstra ter energia e vontade para competir com Boselli e outros bons argumentistas, fazendo renascer o espírito Bonelliano, que andava um pouco adormecido, e trazendo às histórias de Tex aquele ritmo pausado que tantos leitores apreciam, tributo de Nizzi a um grande realizador de “westerns“: John Ford.

    • Grazie per la notizia, pard Saverio.
      Fantastico record per il mitico Claudio Nizzi!!!!

  6. Vedo al centro la sceneggiatura dell'”Assedio di Mezcali” alla quale sto lavorando. Ho in mano solo la prima parte ma devo dire che promette bene: una solida storia Western che fila dritta come un treno. Per un disegnatore è una pacchia lavorare con Nizzi. Le sue sceneggiature non presentano contraddizioni e incongruenze e l’aria che si respira è quella dell’avventura pura!
    Ah dimenticavo, sono a pagina 59. La cavalcata è ancora lunga…

  7. Ótima notícia! O roteirista mais regular (histórias com as maiores médias) de toda a saga, na minha opinião.

Responder a Emanuel Neto Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *