CITAÇÕES SOBRE TEX: A norte-americana DC Comics e Terror Brasileiro citam Tex Willer

Por Ezequiel Guimarães

Para aqueles que gostam de saber (e também coleccionar – acreditem, tem muitos que coleccionam), quando o seu herói favorito aparece numa BD de outra personagem, às vezes como homenagem, ou quando simplesmente é citado até mesmo numa matéria, o Ranger mais temido do Oeste, volta à cena.

Falo de, obviamente, Tex Willer, a expressão máxima da Casa Bonelli, e porque não dizer dos quadradinhos italianos.

Uma das mais recentes edições da norte-americana DC Comics, em solo tupiniquim através da Panini Comics, mais precisamente Grandes Astros do Faroeste em seu segundo número (Fevereiro 2013), aliás, um improvável título para uma editora centrada em super-heróis, traz uma interessante matéria assinada pelo competente Alexandre Callari abordando vários heróis de faroeste que passaram pelos comics americanos.

Jonah Hex (razão da existência da revista e nova tentativa da editora de aprovar o caçador de recompensas desfigurado, após o fracasso dos encadernados em título próprio), El Diablo, Bat Lash, Kid Colt Outlaw, Billy the Kid, Johnny Trovoada, Xerife Índio, Wyoming Kid, e Vigilante, entre outros, estão lá.

E como não poderia deixar de ser, Tex Willer, o fenómeno editorial é citado na matéria, exactamente assim mesmo, como “fenómeno editorial”, e que realmente é.

É muito bom ver uma publicação sobre faroeste numa grande editora, e ainda por cima numa recheada de super-heróis, principalmente porque os dias de glória do género ficaram no passado, então toda a publicação é bem-vinda. E que, pelo menos dessa vez, Jonah Hex sobreviva. Talvez Quentim Tarantino, com Django Unchained (Django Libertado, título  em Portugal e Django Livre, título no Brasil) – Óscar para melhor Argumento Original, durante a cerimónia de prémios em Fevereiro deste ano – , esteja dando uma ajuda…

Por outro lado, o terror brasileiro também não deixou de falar do chefe dos navajos. Não, não colocaram Tex sem autorização com monstros em BDs brasileiras – acalmem-se os mais exaltados. Mas citaram o temido justiceiro.

Na edição 55 (de Abril de 2012) da graficamente caprichada revista Calafrio (A ilha maldita) – uma co-publicação da editora D-Arte e do lendário Cluq Clube dos Quadrinhos, o heróico editor Wagner Augusto, aquele mesmo que fez uma grande epopeia para conseguir trazer Ken Parker em edições com acabamento gráfico de alto nível (para os padrões bonellianos brasileiros), leia-se Tendência/Tapejara, inseriu uma interessante matéria em homenagem àquele que foi o homem-forte dos quadradinhos italianos, Sergio Bonelli. E, obviamente, não faltaria alguma citação ao símbolo máximo da editora, Tex Willer (como também não faltaram citações a outros bonellianos de peso, como Ken Parker, Zagor, Dylan Dog…).

Ambas as edições (Grandes Astros do Faroeste e Calafrio) merecem ser lidas, e coleccionadas pelos fanáticos pelo Ranger.

Anotem para actualizarem as suas listas.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

9 Comentários

  1. Talvez Quentim Tarantino, com Django Unchained (…) esteja dando uma ajuda…“. Acredito mesmo que sim, Ezequiel. Principalmente depois que anunciaram o lançamento da HQ/BD do filme. Talvez esse fosse até um bom assunto para uma matéria a ser publicada em um Tex, não?

  2. Olá N. Dieger, grato pela participação. Sim, é uma idéia muito boa. Como o editor Dorival acompanha esse blog, ele lerá sua idéia, mas mesmo assim, já encaminharei sua idéia ao editor. Abraço.

  3. Sei que não passa de uma mera impressão da minha parte, mas, esse sujeito caindo e apontando a arma para Hex me pareceu muito o maior ranger do Oeste! “Tex x Hex“! Já imaginaram tal coisa? Como diria Chico: “Caramba y Carambita“! Dessa vez, Tex iria encarar um adversário à sua altura como ele nunca encarou antes em toda a sua carreira!!!

  4. Olá Eduarthmaul. Muito interessante sua observação, e realmente seria um grande encontro. Quem sabe…

  5. Li esse Grandes Astros do Faroeste mas os desenhos da HQ do Jonah Hex são muito toscos. Os caras precisavam melhorar isso. Tex numa revista de terror é muito estranho.

  6. Como seria um Confronto Texiano e Hexiano? Seria extremamente LOCO. Ambos iguais porém com muitas diferenças. Tex busca sempre a Justiça, faz se respeitar pela Lei de Ranger. Jonah Hex é obstinado, vingativo e teve uma vida bem mais trágica do que o nosso Tex. Ficaria difícil saber.

  7. Entre Jonah Hex e Tex sou sempre Tex Willer.
    Em um Duelo entre os Dois Torço por Tex.

Responder a Rodolpho Neto Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *