As cores originais da capa de Tex nº 666

Por José Carlos Francisco

Claudio Villa

No próximo mês de Abril, mais precisamente no dia 7, a Sergio Bonelli Editore irá publicar a edição número 666 de Tex, intitulada “L’onore di un guerriero” (“A honra de um guerreiro“) que contém a primeira parte de uma história escrita por Pasquale Ruju e desenhada por Giovanni Ticci, onde uma pacífica aldeia Cheyenne é atacada por um bando de assaltantes.

O massacre é brutal e somente se salva uma jovem squaw que conseguiu reconhecer os assaltantes: os índios Crow. Mas também alguns comerciantes e colonos brancos acabaram por sofrer ataques terríveis fazendo com que Tex e os seus pards se dirijam para a aldeia Crow. O altivo chefe Lança Longa é seu amigo e garante nada ter a ver com o derramamento de sangue, mas Tex apesar de considerá-lo um guerreiro leal começa a ter algumas dúvidas. Além disso, após terem resistido a um ataque, os quatro pards descobrem que os atacantes dispunham de espingardas Springfield iguais às fornecidas aos soldados de Forte Logan…

A capa, tal como todas posteriores ao número 400, é da autoria do conceituado desenhador Claudio Villa, capa essa que divulgamos hoje aqui no blogue do Tex acompanhada da capa original pintada pelo próprio Claudio Villa tal como temos feito com alguma regularidade devido à gentil cortesia de Villa que nos tem dado a conhecer nos últimos tempos as suas cores originais das capas que vai produzindo para Tex.


.

Nestas capas e cores que temos dado a conhecer com alguma regularidade aos nossos leitores aqui mesmo no blogue português do Tex elas têm gerado um grande número de comentários e na esmagadora maioria dos casos é considerada pelos fãs e coleccionadores do Ranger como sendo infinitamente superior a colorização original do Maestro italiano em relação à colorização digital realizada na Sergio Bonelli Editore, mas com relação a esta capa divulgada hoje (Tex nº 666), qual a sua opinião, caro leitor?

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

3 Comentários

  1. Pard Zeca, eu como sempre prefiro as cores originais do Villa, a colorização da Bonelli está perfeita, mas se publicassem a arte original, iria valorizar mais a Revista. Chegaram à propor isso aos Diretores da Bonelli Zeca?
    Você sabe se o Ticci já esta ilustrando a História dos 70 anos da personagem Tex?

    Nei Campos

  2. Eu estava esperando uma história com o ocultismo como temática nessa edição. Me parece que perderam de aproveitar o número.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *