A Capa (finalizada) de Ken Parker #1

UM HERÓI COMO NENHUM OUTRO!

* Esta coleção apresenta as aventuras de Ken Parker na ordem em que foram publicadas originalmente na Itália, em episódios duplos, e com a máxima fidelidade à edição original. É a mais completa coleção de Ken Parker já feita no Brasil.

Lutador de boxe, fazendeiro, xerife, ator shakespeariano, escritor, presidiário… a personalidade de Ken Parker tem uma infinidade de nuances.
Inspirado no personagem de Robert Redford no filme Jeremiah Johnson, de 1972, o herói criado em 1974 por Giancarlo Berardi e Ivo Milazzo transformou o conceito dos quadrinhos de faroeste e deu origem a uma verdadeira legião de seguidores ao redor do mundo.

Kenneth Parker nasceu em novembro de 1844, no Wyoming, EUA. Seu irmão Bill, assassinado na primeira história da série, foi o estopim que motivou Parker a caçar os responsáveis pelo crime e embarcar em uma verdadeira jornada de sangue e vingança. Ao contrário de Tex Willer, ele é falível e, às vezes, não muito brilhante, mas honrado até a raiz da alma, o que o torna extremamente humano.
Abordando os temas mais diversos em suas histórias, Ken Parker é altamente recomendado para todos os fãs de HQs que amam emoções fortes e aventuras no limiar da morte.

Ken Parker #1

KEN PARKER 1RIFLE COMPRIDO / MINE TOWN DUAS HISTÓRIAS COMPLETAS
Roteiro: Gianfranco Berardi
Arte: Ivo Milazzo
A caminho do Wyoming, Ken Parker e seu irmão Bill, depois de procurarem ouro na Califórnia e caçarem animais de pele, são vítimas de uma emboscada. Ken desperta ao lado do corpo sem vida do seu irmão e sai no rastro dos agressores. Ele chega ao Forte Smith, situado numa reserva indígena, poucas horas antes que uma tribo cheyenne, cansada das falsas promessas do grande pai branco, decida morrer lutando.
Formato: 17 x 23,3 cm

204 páginas • PB
Preço: R$ 69,90
ISBN: 9786559511044

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

36 Comentários

  1. Primeiramente, gostaria de parabenizar a Mythos por decidir publicar Ken Parker.
    Como sugestão, seria interessante, ao meu ver, reformular o texto presente na 4° capa, pois contém um spoiler totalmente desnecessário (a morte do irmão de KP).

    • Você acusou o spoiler e soltou ele ao mesmo tempo. Eu levei spoiler sem ler o texto de tanto que as pessoas comentaram sobre ele…

  2. Uma pergunta:
    Essa coleção vai publicar todas as historias do Ken Parker?

  3. Que texto precário esse da quarta capa…

    O texto, não tem salvação, não faz sentido citar Tex, não faz sentido nenhum dos spoilers (leitores novos vão comprar Ken Parker, e a editora deveria esperar por esses leitores, pensar neles tb, buscar alcançar esses leitores)… E não afastá-los com spoilers e “…às vezes não muito brilhante…”

    • Um lançamento há muito esperado. Comprei para o meu Filho. Será o primeiro fumetto que ele lerá, está ansioso p’rá saber porque gosto tanto. Todavia, terei que pedir-lhe que de modo algum leia o texto da quarta capa, texto este que parece ter sido escrito por quem não conhece a personagem. Levando em consideração que o assassinato do irmão, é o que faz o Ken Parker ser, ou se tornar, o que ele É, citar isso no texto é meio que quebrar o sentido do primeiro álbum. Para além disso, o Ken Parker é chamado de “burro” se comparado a Tex, confesso que fiquei em dúvida se sorria ou chorava. Qual a necessidade disso? Qual a necessidade de atrelar Ken Parker a Tex? Puxa vida, todos sabemos já que existe outras coisas além de Tex na Itália, a Mythos ainda não se deu conta disso? E citar Ken Parker presidiário, que é o final da saga?! Aí foi escancarar tudo mesmo. Bom, já que contaram o início, o que custa contar o final, né?
      Ah, em tempo, sim, eu já sabia de tudo isso, então, por que estou reclamando, né? É que o meu Filho não sabe…

    • Um texto abaixo da crítica. Concordo contigo. Além dos spoilers desnecessários, construção rasa ao discorrer sobre o personagem e a saga.

  4. Já que a maioria será de 2 histórias por livro encadernado, poderiam colocar as duas capas, como é feito na gibi da “Júlia”, com capa e contracapa. Acredito que assim aproveitaria a arte das mesmas.

  5. Concordo plenamente com os amigos aí!… Tem que vir a imagem da segunda capa!… Fica mais valorizada a coleção!… Espero que façam isso!… Ainda está em tempo de fazerem!!!

  6. Texto da quarta capa repleto de spoilers. Ajustem esse texto, por favor. Creio que ainda dá tempo. Essa espécie de sinopse deve conter apenas informações essenciais ao leitor iniciante. Fora isso, capa bonita, limpa. Espero um bom trabalho.

  7. Pard José Carlos, concordo com os leitores que reclamaram do texto da quarta capa, citar Tex como uma pessoa infalível em comparação ao “extremamente humano” Ken Parker é não conhecer o Tex criado por Bonelli, o qual tem habilidades acima da média na sua profissão, mas ainda dentro do limite humano e jamais infalível, pois já nas primeiras histórias Tex foi capturado por adversários e salvo por Kit Carson e na estréia de Gros-Jean foi salvo pelo mesmo, isto para não falar nas histórias posteriores, tanto de Bonelli quanto de outros autores em que que Tex cometeu erros e foi salvo por vários pards, principalmente Kit Carson que o salvou inclusive da prisão na história “A Grande Intriga”.
    Deste modo, acho completamente desnecessário comparações entre personagens, sejam eles Tex, Zagor, Ken Parker ou qualquer outro.

  8. Spoiler completamente desnecessário na quarta capa, espero que a Mythos corrija isso a tempo. E comparação sem nexo com o Tex, vamos refazer esse texto urgente para a tão aguardada coleção definitiva de Ken Parker!!!!

  9. Bom dia a todos. Tenho de concordar com todos os comentários acima. O texto da quarta capa inicia até de maneira decente, fazendo um release correto da “carreira” do personagem, mas a partir do segundo parágrafo põe tudo a perder. Não é possível que esse texto tenha sido aprovado por Dorival ou mesmo Hélcio, grandes conhecedores do universo dos quadrinhos e editores experientes de longa data. Certamente será modificado. De resto cabem os parabéns à Mythos editora por disponibilizar essa importante obra novamente. Longa Vida à Chemako.

  10. Bela matéria, Zeca. E bela capa.

    Sério, coleção aguardadíssima, comprei na pré-venda e já me arrependi. Olhando o que fizeram com a quarta capa (entregando a história), vou esperar o quê da coleção? Depois vão dizer que o personagem não vende. Claro, a Mythos faz questão de não vender!

    • Independente das críticas e elogios Ken Parker vende muito pouco,vamos nos esforçar pra ter o sucesso merecido. E o grande desafio do Dorival será ao menos igualar o perfeito trabalho da CLUQ com Wagner Augusto.
      Quanto à quarta capa, respeito muito a opinião do editor, no entanto, não fico em cima do muro e sou convicto que o pessoal tem razão, mencionar Tex e a morte do irmão de Ken Parker, não foi boa idéia.
      Já pensou relatar no filme O Sexto Sentido o que virá a conhecer… pra quem nunca assistiu?
      Comprarei 2 de cada Ken Parker e desejo Boa Sorte ao DORIVAL.

  11. De fato, os spoilers na 4ª capa, além da diminuição do personagem são totalmente desnecessários. Espero que refaçam o texto. O leitor, principalmente o novo, já terá o início da leitura prejudicado…

  12. Porque a Mythos não reproduz na 4ª capa a capa da segunda história de cada volume, como faz com Júlia?
    Fica bem melhor que aquela capa branca cheia de texto desnecessário.

    • Exatamente, retirar esse spoiler e colocar a capa da segunda história nesta 4ª capa é algo mais sensato e embelezaria a edição.

  13. Se é “com máxima fidelização a edição original” que sigam o que a Mondadori fez… E tirem esse texto horrível da quarta capa!

  14. “não muito brilhante” hahaha, ri aqui. Dá pra perceber quem escreveu esse texto hediondo, coloquem na mão do Julio Schneider e deixem a mágica acontecer, pois ele sim entende.

  15. Tão mais fácil ter colocado os dizeres do Berardi na última capa igual a primeira versão da Mondadori. A Mythos com suas Mythices sempre estraga o que já tá perfeito.

  16. Prezados amigos e inimigos, um afetuoso abraço a todos… aos que torcem pela Mythos e aos que torcem contra, talvez com inveja do nosso sucesso. Se o irmão de KP fosse desaparecer lá pela quinta ou sexta, ou décima história poderia se dizer que o texto da 4a. capa é spoiler. Mas o menino aparece na primeira página e morre algumas páginas depois. Então, após dois minutos de leitura já se sabe o que aconteceu. Portanto, nada de spoiler. Se for como vocês veem, não poderia haver trailer de filmes, que sempre mostra muitas cenas do filme, justamente para criar interesse. É o caso da menção ao “presidiário”… claro que isso vai causar curiosidade e interesse em quem não conhece o personagem. Lembrando que essa coleção não é só para quem já leu Ken Parker, mas também para novos leitores, que merecem ter o prazer de conhecer essa obra-prima dos quadrinhos.
    Esse texto na 4a. capa é só para apresentar o personagem… não sairá nas outras edições. Sobre publicar a capa da segunda história na 4a. capa, não é possível pois as capas de KP são sempre duplas, ou seja, a arte ocupa a primeira e a quarta capa. O que pretendo fazer é o que fiz nesta primeira edição, colocar a arte da segunda história no frontispício… isso até ter uma ideia melhor.
    Eu creio muito no antigo bordão “o cliente sempre tem razão”, mas ler que “a Mythos sempre estraga o que já tá perfeito” me dói muito, machuca demais. Sei que esta noite eu vou dormir muito, muito triste mesmo. Para quem não sabe, hoje estou completando 70 anos de vida, e este ano eu faço 50 anos trabalhando com quadrinhos. Comecei em 1971, quando entrei para a redação Disney da Editora Abril. Então, acho que aprendi alguma coisa sobre HQs para não “estragar o que já tá perfeito“. Aliás, Sergio Bonelli, Moreno Burattini, Gianfranco Manfredi, Mauro Boselli, Alfredo Castelli, já me falaram pessoalmente que gostam muito do meu trabalho, e que algumas vezes eu melhoro as revistas deles, seja com títulos melhores, seja com layouts de capas, seja com edições com histórias completas que eles não fazem na Itália.
    Saudações a todos.

    • Em primeiro lugar, meus sinceros parabéns a você Dorival, que tenha muitos mais anos de vida!… Quanto às críticas, não ligue muito não!… “Nem Jesus Cristo agradou a todos”!… Porque nós meros mortais iremos agradar?… Meus parabéns por esse novo lançamento da Mythos que é Ken Parker! Muito pedido por muitos leitores! Com certeza será um sucesso de público e venda!… Quanto à segunda capa, onde ela vir a ficar, será muito legal! Contanto que não seja tirando o frontispício!… Ah!… Olha, pode ter certeza de uma coisa, você na Mythos, acerta muito mais do que erra!… Meus parabéns mais uma vez, pelo lançamento, e por você! Por estar completando mais um ano de vida!… Até mais parceiro, felicidades e muita saúde!!!

    • Primeiramente, parabéns pelo seu aniversário, muita saúde e muitos anos de vida. Em segundo lugar, não ligue para as críticas grosseiras, pois a internet também deu voz para pessoas mal educadas. A Mythos, comparada a outras editoras, tem mais acertos do que erros. Ainda não conheço Ken Parker (sou leitor novo e já adquiri o primeiro volume na pré-venda). Para mim, a menção da morte do irmão de Ken Parker não é spoiler, porque esse é o fato que dá início à trajetória do personagem (sem contar que muitos canais de Youtube que comentam sobre essa obra também fazem menção a esse fato logo no início da história). Obrigado por republicar Ken Parker.

    • Poderiam publicar a edição “Avventure in Acquerello” para quem quiser apreciar a arte das capas

  17. Bom dia, Dorival.
    Por favor, desconsiderar os “haters” de plantão. Na área que você atua é um elogio para cada cinquenta críticas. No caso da Panini esta diferença aumenta exponencialmente. O problema não é a crítica, mas a grosseria implícita e na maioria das vezes explícita.
    Parabéns pelo seu aniversário e pelo lançamento de Ken Parker, o qual já adquiri e aguardo ansiosamente recebê-lo.

  18. Primeiro, que eu torço a favor dos personagens Bonelli independente de quem os edita, segundo, a verdade tem que ser dita pra ver se as coisas correm positivamente, levar para o lado pessoal é pura apelação pra escapar às críticas construtivas, se falou em spoiler que seria algo que acontecesse a quatro, cinco números pra frente, dessa forma já temos um problema no texto ao estar entregando que o personagem vai ser até detento, coisa que vai ocorrer lá pra frente.

    Layouts da Mythos não são legais, nunca foram e nem serão, vide o próprio Zagor Origem com aquela borda sofrível além da inversão de páginas na própria revista. Mágico Vento italiano tiveram a cara de pau de reutilizar os arquivos em baixa resolução numa publicação em formato maior, Tex mensal em formato italiano tiraram de circulação por “culpa dos leitores” sendo que a venda era segunda a editora “on demand” então não tem como haver prejuízo. Entre tantas e tantas coisas que não vale a pena mencionar aqui pois sempre levam como ofensa e não como algo a melhorar as publicações.

    Enfim, todo mês gasto com os personagens da casa Bonelli e isso há mais de vinte anos, pela qualidade deles em termos de roteiros e desenhos e não pelo trabalho da editora que sim, é fraco, mas devemos a ela estarem sendo publicados.

    Dito isso, sucesso à publicação do Ken Parker e vamos em frente.

  19. Bom dia a Todos,
    Parabéns Dorival! Sucesso e vida longa!
    Há muito esperava uma coleção decente de Ken Parker e agora acredito que vamos finalmente tê-la. Não entendi o porquê dessa gritaria toda na quarta página. Pra mim ficou ótimo! Só concordo com relação às capas, mas até isso você já resolveu, então já garanti a minha!!

  20. Infelizmente perderemos a arte das capas. Poderiam aproveitar e publicar “Avventure in Acquerello

  21. Parabéns Dorival pelos 70 anos, dessa vez não critiquei uma publicação.
    Não acho que torçam contra a editora, esses críticos são boas pessoas.
    Lamento que na época da Vecchi e Globo não tenham tido oportunidades de criticar as lambanças ocorridas nas publicações de Tex e outros personagens.
    Por causa desse pessoal que o padrão de qualidade melhorou muito no Brasil, não só nos quadrinhos, em tudo.

  22. Parabéns pelo aniversário Dorival! Muitos anos de vida e obrigado pelo trabalho executado ao longo de tantos anos! Como disseram alguns colegas, criticas construtivas ajudam a melhorar o trabalho. O problema é que muitas vezes discursos de ódio e ofensas são manifestados. Concordo que a Mythos deva melhorar em alguns aspectos ainda. Como o colega Jário disse, por exemplo, as ilustrações de Mágico Vento em formato italiano são horríveis.

  23. Parabéns, Dorival!
    Quanto aos comentários, não leve para o lado pessoal.
    Apenas apontamos o que achamos que não está bom e sugerimos correções. Não há “haterismo”.
    Queremos que seja a melhor edição possível.
    Acredito que a maioria aqui (eu incluso) já adquiriu a edição na pré-venda.
    Que Ken Parker seja um sucesso de vendas!

  24. Boa noite aos da Noite e bom dia aos do Dia. Debate desnecessário por ser inútil esse das informações antecipadas. Vamos para a frente e que venha todas as aventuras do Ken Parker.

  25. Afirmações relevantes dos nossos conceituados colecionadores, todo comentário é importante.
    Das palavras dessas pessoas que vem o padrão de qualidade ideal.

Responder a William Mendes Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *