Tex em “Ken Parker” nº 15

Por Afrânio Braga, criador do blogue Blueberry, Uma Lenda do Oeste: https://blueberrybr.blogspot.com

Ken Parker nº 15 – Homens, Animais e Heróis – Capa da edição brasileira da editora Tapejara

Tex em “Ken Parker” nº 15

Ken Parker nº 15 – Uomini, Bestie ed Eroi – Capa da edição italiana da editora CEPIM

Uomini, bestie ed eroi

Argumento e roteiro: Giancarlo Berardi
Capa e desenhos: Ivo Milazzo
Data de lançamento: Setembro de 1978
Pranchas: 961, 2, 3, 4, 5, 6

N. C.:   
1 Edição em preto e branco;
2 Formato: 16,0×20,8 cm;
3 Língua: italiano;
4 Editora: Casa Editrice Periodici Italiani Milano – CEPIM, actual Sergio Bonelli Editore;
5 Local: Milano, Itália.

6 Títulos da história no Brasil: “Homens, Feras e Heróis”, Editora Vecchi, Janeiro de 1980, em uma tradução equivocada para “bestie” que se relacionava ao gado bovino; “Homens, Animais e Heróis”, Editora Tapejara, 2002.

Em duas palavras…

Ken Parker e Pat O’Shane metem-se à procura de alguns cowboys para conduzir uma manada de gado bovino de Dodge City ao rancho da pequena irlandesa em Sioux Falls…

Notas e citações

A história desenrola-se entre o fim do Verão e o início do Outono de 1874.

A procura, da parte de Ken Parker, de homens para engajar como vaqueiros torna-se um pretexto para fazer desfilar diante ao leitor um grande número de personagens western da banda desenhada, seja italiana como estrangeira, das origens aos anos 1970.

Em uma reelaboração à metade dentre a respeitosa homenagem, da parte de Giancarlo Berardi e Ivo Milazzo, nos confrontos dos autores que os precederam e a tomada em volta de histórias de banda desenhada bem diversa daquela representada por Ken Parker vê-se assim transitar no Heroe’s rest saloon (o saloon “O Repouso do Herói”) Kit Carson7 (página 11, vinheta 3) de Rino Albertarelli, Cisco Kid e Pancho (11/5) de Salinas8, Pecos Bill (12/2) de Guido Martina9, o Sergent Kirk (13/1) de Hugo Pratt10Sunday e Mortimer (18/2) de Victor de la Fuente11Tex e os seus pards (18/5), protagonistas de uma divertidíssima gag na qual são retomadas algumas tormentas da série de Bonelli pai e Galleppini12, Cocco Bill (reconhecível pela espinha de peixe e o salame que tem no prato) de Jacovitti e Rick O’Shay (19/1) de Linde13Rocky Rider14Comanche (20/2) de Hermann15Randall (23/2) de Del Castillo16, o jovem herói Capitan Miki17, Tim Carter (“Un ragazzo nel Far West”)18, Kit Teller (“Il piccolo Ranger”)19 e Kit Hodgkin (“Il piccolo Sceriffo”)20 (23/4), Zagor21 (24/1) e Larry Yuma22 (24/4). Em seguida, Ken Parker encontrará também Lucky Luke23 (35/3), Bill Adams, um dos protagonistas da bonelliana “Storia del West24 de Gino D’Antonio, e Matt Dillon25 (56/3) e Blueberry26 (84/5). No saloon, além disso, está o próprio Giancarlo Berardi (4/3) a fazer de cicerone a Ken Parker; ao término do desfile de heróis comparecem, por fim, Ivo Milazzo (28/4), Sergio Bonelli27 (com um insólito bigodão) e Decio Canzio28 (29/3). 29

Fonte: Francesco Manetti em UBC Fumetti, Italia.

N. C.:   
7 Personagem inspirado no verdadeiro Kit Carson;
8 Cisco Kid e Pancho de Rod Reed e José Luis Salinas;
9 Pecos Bill de Guido Martina e Raffaele Paparella;
10 Sergent Kirk de Héctor Oesterheld e Hugo Pratt;
11 Sunday de Victor Mora e Victor de la Fuente. Mortimer de Victor de la Fuente;
12 Tex de Giovanni Luigi Bonelli e Aurelio Galleppini;
13 Rick O’Shay de Stan Lynde;
14 Rocky Rider de Luigi Grecchi e Mario Uggeri;
15 Red Dust, de “Comanche”, de Greg e Hermann;
16 Randall de Héctor Oesterheld e Arturo Del Castillo;
17 Capitan Miki de EsseGesse;
18 “Un ragazzo nel Far West” de Guido Nolitta e Franco Bignotti. “Um Rapaz no Faroeste”, título no Brasil;
19 “Il piccolo Ranger” de Andrea Lavezzolo e Francesco Gamba. “O Pequeno Ranger”, título no Brasil;
20 “Il piccolo Sceriffo” de Tristano Torelli e Camillo Zuffi. “O Pequeno Sheriff”, título no Brasil;
21 Zagor de Guido Nolitta e Gallieno Ferri;
22 Larry Yuma de Claudio Nizzi e Carlo Boscarato;
23 Lucky Luke de Morris;
24 “Storia del West” – “Epopéia Tri” e “A História do Oeste”, títulos no Brasil;
25 Matt Dillon, delegado de “Gunsmoke”, de Harry Bishop;
26 Blueberry de Jean-Michel Charlier e Jean Giraud;
27 Sergio Bonelli, editor e roteirista (com o pseudónimo Guido Nolitta);
28 Decio Canzio, diretor geral da editora CEPIM;
29 Personagem não relacionado no artigo da UBC Fumetti: Black Bill, de “I fratelli Bill” – Black, Sam e Kid -, de Giovanni Luigi Bonelli e Giovanni Benvenuti, prancha 30, vinheta 1.
.

Ken Parker nº 15, prancha 1.

Kit Carson – prancha 9, vinhetas 2 e 3.

Cisco Kid e Pancho – prancha 9, vinheta 5.

Pecos Bill – prancha 10, vinhetas 2 e 3.

Sergent Kirk – prancha 11, vinheta 1.

Sunday e Mortimer – prancha 16, vinhetas 2 e 3.

Da esquerda para a direita: Kit Willer – prancha 16, vinheta 5; p. 17, v. 3 e 5; p. 18, v. 5; p. 20, v. 3; Jack Tigre – prancha 16, vinheta 5; p. 17, v. 3 e 5; p. 20, v. 3; Tex Willer – prancha 16, vinheta 5; p. 17, v. 1, 2, 3, 4 e 6; p. 18, v. 1 e 5; p. 19, v. 1, 2, 3 e 7; p. 20, v. 2 e 3; Kit Carson – prancha 16, vinheta 5; p. 17, v. 3 e 5; p. 18, v. 5; p. 20, v. 3.

Cocco Bill e Rick O’Shay – prancha 17, vinheta 1.

Rocky Rider e Red Dust – prancha 18, vinheta 2.

Randall – prancha 21, vinhetas 2 e 3.

Da esquerda para a direita: Capitan Miki, Tim Carter (“Um Rapaz no Faroeste”), Kit Teller (“O Pequeno Ranger”) e Kit Hodgkin (“O Pequeno Sheriff”) – prancha 21, vinheta 4.

Zagor – prancha 22, vinhetas 1 e 2.

Larry Yuma – prancha 22, vinhetas 4 e 6; p. 23, v. 1 e 2.

Black Bill – prancha 30, vinheta 1.

Lucky Luke – prancha 33, vinhetas 3, 4, 5, 6 e 7. Lucky Luke vai visitar o túmulo de René Goscinny, o criador de Astérix e o principal roteirista da série do cowboy solitário, que falecera em 1977, ano anterior à publicação de “Ken Parker” nº 15.

Matt Dillon – prancha 54, vinhetas 2, 3, 4 e 5; p. 55, v. 1, 2, 3, 4, 5 e 6; p. 56, v. 2; e Bill Adams – prancha 54, vinhetas 2, 3 e 4; p. 55, v. 1, 4 e 6; p. 56, v. 2.

Blueberry – prancha 82, vinheta 5; p. 83, v. 1, 2, 3 e 4.

Da esquerda para a direita, em cima: Giancarlo Berardi – prancha 5, vinhetas 1, 3, 4, 5 e 6; p. 5, v. 1, 2, 3, 4 e 5; p. 9, v. 1, 2, 4 e 5; p. 10, v. 1, 3 e 4; p. 16, v. 1, 3 e 4; p. 18, v. 4 e 5; p. 19, v. 6; p. 20, v. 4 e 5; p. 21, v. 1, 2, 4 e 5; p. 22, v. 3, 4 e 5; p. 23, v. 1 e 2; p. 26, v. 3 e 6; p. 27, v. 1, 4, 5 e 6; p. 28, v. 1 e 2; Ivo Milazzo – prancha 26, vinhetas 4, 5 e 6; p. 27, v. 1, 2, 4, 5 e 6; p. 28, v. 1, 2, 3, 4, 5 e 6; p. 29, v. 1, 3, 4 e 6. Da esquerda para a direita, embaixo: Sergio Bonelli e Decio Canzio: prancha 27, vinheta 3.

Inspirações

Robert Redford, actor americano, inspirou o visual de Ken Parker…

…e Hayley Mills, atriz inglesa, aquele de Pat O’Shane.

© Os editores, os autores e os seus herdeiros legais.
Afrânio Braga

Ken Parker nº 15

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Um comentário

Responder a Alberto Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *