Clube Tex Portugal

CLUBE TEX PORTUGAL

A criação do “CLUBE TEX PORTUGALocorreu aquando da presença de Andrea Venturi no 18º Salão Internacional de Banda Desenhada de Viseu, em Portugal, mais precisamente durante a Tertúlia Texiana realizada ao final do dia 10 de Agosto de 2013 e que juntou quase 30 pessoas numa alongada mesa num restaurante situado no interior da Feira de São Mateus e que contou, obviamente, com a presença do próprio Andrea Venturi, autor de Tex convidado pela organização do evento e que desse modo se tornou padrinho do Clube.

Clube Tex Portugal

Trata-se de uma iniciativa destinadas aos fãs e coleccionadores de Tex Willer residentes em Portugal, excepção feita aos sócios honorários, e que visa um maior convívio não somente entre os admiradores do Ranger, mas também, entre outras coisas, proporcionar a vinda a Portugal e consequente convívio com autores de Tex que se mostrem disponíveis para se deslocarem ao nosso país e também uma publicação periódica autorizada pela Sergio Bonelli Editore e destinada em exclusivo aos sócios do oficial CLUBE TEX PORTUGAL.

Segue-se a lista ACTUALIZADA dos sócios do CLUBE TEX PORTUGAL:
SÓCIOS FUNDADORES e SÓCIOS ORDINÁRIOS:
Sócio nº 1 – José Carlos Francisco
Sócio nº 2 – Hernâni Portovedo
Sócio nº 3 – Mário João Marques
Sócio nº 4 – João Dias
Sócio nº 5 – Carlos Moreira
Sócio nº 6 – Álvaro Machado
Sócio nº 7 – Gaspar Pereira
Sócio nº 8 – José Eduardo Monteiro
Sócio nº 9 – António Lança-Guerreiro
Sócio nº 10 – Orlando Santos Silva

Sócio nº 11 – Hillary Alessandra Arroyo Marques Valencia Machado
Sócio nº 12 – Ana Beatriz Gonçalves Francisco
Sócio nº 13 – Carlos Santos
Sócio nº 14 – Rui Brito
Sócio nº 15 – Rui Cunha
Sócio nº 16 – Victor Franco
Sócio nº 17 – BDJornal
Sócio nº 18 – Sérgio Sousa
Sócio nº 19 – Pedro Bouça
Sócio nº 20 – Gabriel de Sá Figueiredo e Sousa
Sócio nº 21 – Inês de Sá Figueiredo e Sousa
Sócio nº 22 – Manuel Ferreira Amaral
Sócio nº 23 – António Freire
Sócio nº 24 – José Manuel Cristóvão
Sócio nº 25 – José Manuel de Almeida
Sócio nº 26 – José Fernando Esteves de Almeida
Sócio nº 27 – Anabela Ferreira Esteves
Sócio nº 28 – Pedro Cleto
Sócio nº 29 – Jorge Carvalho
Sócio nº 30 – Jorge Magalhães
Sócio nº 31 – Luís Lima
Sócio nº 32 – Marco Aurélio da Silva Avelar
Sócio nº 33 – António Amaral
Sócio nº 34 – Sérgio Bispo
Sócio nº 35 – Olímpio Constâncio
Sócio nº 36 – Sebastián Pérez Retorta
Sócio nº 37 – Manuel Costa
Sócio nº 38 – Humberto Gonçalves
Sócio nº 39 – Paulo Pereira
Sócio nº 40 – Fernando Marques
Sócio nº 41 – Joana Gonçalves
Sócio nº 42 – Bruno Miguel dos Santos Duarte
Sócio nº 43 – Antonio Carlos da Silva Moreira
Sócio nº 44 – Carlos Gonçalves
Sócio nº 45 – Jorge Monteiro
Sócio nº 46 – Fabio Nardelli
Sócio nº 47 – Óscar Xavier Fangueiro
Sócio nº 48 – Ricardo Leite
Sócio nº 49 – Francisco Borges
Sócio nº 50 – José Maria Garcia
Sócio nº 51 – José Manuel Oliveira
Sócio nº 52 – Paulo Silva
Sócio nº 53 – José Varandas Fernandes
Sócio nº 54 – Delmar Ferreira
Sócio nº 55 – Teresa Maria R.G. Moreira
Sócio nº 56 – Ricardo Gouveia
Sócio nº 57 – Manuel Marinha
Sócio nº 58 – Marco Guerra
Sócio nº 59 – Pedro M. Martins
Sócio nº 60 – Francisco Garcia
Sócio nº 61 – Francisco Silva
Sócio nº 62 – Rui Martinho da Silva Rolo
Sócio nº 63 – Vasco Martinho da Silva Rolo
Sócio nº 64 – Luciano Mendes
Sócio nº 65 – José Gabriel Vasconcelos
Sócio nº 66 – Júlio Carlos Lemos Brandão
Sócio nº 67 – Henrique José Pereira Mendes
Sócio nº 68 – Wagner Macedo
Sócio nº 69 – Francesco Micoli
Sócio nº 70 – Antonio Mondillo
Sócio nº 71 – Antonio Carlos da Silva (Rouxinol do Rinaré)
Sócio nº 72 – Rogério Oliveira
Sócio nº 73 – Jean César Vasconcelos
Sócio nº 74 – Jesus Nabor Barbosa Ferreira
Sócio nº 75 – Nilson Pires Farinha
Sócio nº 76 – João Marcos Manon
Sócio nº 77 – Pedro Alexandre Matsu Martins da Silva
Sócio nº 78 – Ezequiel Guimarães
Sócio nº 79 – Marucci Italo
Sócio nº 80 – Renato Alves da Silva
Sócio nº 81 – Luiz Carlos Dias Machado
Sócio nº 82 – Paulo Magalhães
Sócio nº 83 – Paulo Jorge Pereira
Sócio nº 84 – Júlio Martins França
Sócio nº 85 – Roberto Roli
Sócio nº 86 – Maurizio Bergamini
Sócio nº 87 – Cléber Marques de Oliveira
Sócio nº 88 – José Afonso Zerbini
Sócio nº 89 – José Vítor Silva
Sócio nº 90 – Jorge Aveiro
Sócio nº 91 – Paulo Tomé Nobre Neto
Sócio nº 92 – Rui Campos Silveira
Sócio nº 93 – Jessé Bicodepena
Sócio nº 94 – Miguel Júlio Zinelli da Costa
Sócio nº 95 – Alci Silveira
Sócio nº 96 – Ricardo Elesbão Alves
Sócio nº 97 – Adriano Rodrigues Rainho
Sócio nº 98 – Augusto Crespo
Sócio nº 99 – Paulo José Gomes Aguilar
Sócio nº 100- António José Fava Rebocho
Sócio nº 101 – Leonaldo Gisti
Sócio nº 102 – Elizabete Rocha
Sócio nº 103 – Shriram Lakshmanan
Sócio nº 104 – Sérgio Manuel Baltazar Monteiro
Sócio nº 105 – António Luís Barbosa Azevedo
Sócio nº 106 – Ricardo Bispo
Sócio nº 107 – Ascensão Ferros
Sócio nº 108 – Ademar Mariotto
Sócio nº 109 – Rui Sousa
Sócio nº 110 – José Manuel Vilela
Sócio nº 111 – José Manuel Oliveira Pinto
Sócio nº 112 – Ivo Ferreira de Almada
Sócio nº 113 – Enrico Valcamonica
Sócio nº 114 – Nuno de Oliveira Leitão
Sócio nº 115 – José Fernando Alexandre de Matos Rodrigues
Sócio nº 116 – José Ramiro Maurício da Silva
Sócio nº 117 – Luiz Edilson Zanetti
Sócio nº 118 – Rui Manuel Salgueiro
Sócio nº 119 – Andreia Sofia Francisco
Sócio nº 120 – Maria de Fátima Francisco
Sócio nº 121 – Francisco Carneiro
Sócio nº 122 – Everton Pelisson
Sócio nº 123 – Valdivino Otilio de Almeida
Sócio nº 124 – Marco António Menezes Dias

SÓCIOS HONORÁRIOS:
Sócio honorário nº 1 –
Sergio Bonelli Editore
Sócio honorário nº 2 – Dorival Vitor Lopes
Sócio honorário nº 3 –
Davide Bonelli
Sócio honorário nº 4 –
Andrea Venturi
Sócio honorário nº 5 – Fabio Civitelli
Sócio honorário nº 6 – Gianni Petino
Sócio honorário nº 7 – Fernanda Martins

Sócio honorário nº 8 – Tizziana Giorgini
Sócio honorário nº 9 – Marcos Maldonado Rodrigues
Sócio honorário nº 10 – Dolores Maldonado
Sócio honorário nº 11 – Júlio Schneider
Sócio honorário nº 12 – Paulo Guanaes
Sócio honorário nº 13 – Pasquale Del Vecchio
Sócio honorário nº 14 – Grupo de Intervenção e Criatividade Artística de Viseu – GICAV
Sócio honorário nº 15 – Lucio Filippucci
Sócio honorário nº 16 – Stefano Biglia
Sócio honorário nº 17 – Mauro Boselli
Sócio honorário nº 18 – Maurizio Dotti
Sócio honorário nº 19 – Pasquale Frisenda
Sócio honorário nº 20 – Corrado Mastantuono
Sócio honorário nº 21 – Moreno Burattini
Sócio honorário nº 22 – Luca Vannini
Sócio honorário nº 23 – Massimo Rotundo
Sócio honorário nº 24 – Enrique Breccia
Sócio honorário nº 25 – Tex Willer Forum
Sócio honorário nº 26 – Bruno Brindisi
Sócio honorário nº 27 – Alessandro Nespolino
Sócio honorário nº 28 – Dante Spada
Sócio honorário nº 29 – Michele Benevento

Sócio honorário nº 30 – Alessandro Bocci
Sócio honorário nº 31 – Massimiliano Leonardo (Leomacs)
Sócio honorário nº 32 – Câmara Municipal de Anadia

A história acta da Fundação Oficial do CLUBE TEX PORTUGAL

As inscrições para sócio do CLUBE TEX PORTUGAL podem ser efectuadas via e-mail para José Carlos Francisco, com o pagamento de uma jóia de inscrição (que será de € 5,00) acrescido do pagamento da quota (€ 2,00 é o valor da quota mensal) desse mesmo mês. Menores de 18 anos estão isentos do pagamento de quotas e todos os associados terão um cartão oficial do CLUBE TEX PORTUGAL devidamente numerado e personalizado assim como um pin exclusivo do Clube!

ESTATUTOS DO CLUBE TEX PORTUGAL

Capítulo I

(Âmbito e Objectivos)

Artigo 1º

O Clube Tex, adiante designado por “Clube”, é uma associação sem qualquer orientação política ou religiosa e que se constitui por tempo indeterminado.

.

Artigo 2º

O Clube tem por objectivo a divulgação e o estudo da série de banda desenhada Tex Willer, pelo que, para o seu cumprimento, o Clube organiza e realiza várias actividades como encontros, reuniões, exposições, conferências e publicações.

.

Artigo 3º

O Clube poderá estabelecer relações com quaisquer outras organizações, entidades ou particulares, nacionais e internacionais, com elas acordando formas de cooperação que não colidam com os Estatutos do Clube.

.

Artigo 4º

O Clube estabelece como sua sede a seguinte morada:
RUA DA MALAPOSTA Nº 106

EDIFÍCIO UBP – BLOCO 1 – 4º ESQ.
MALAPOSTA 3780-294 ANADIA
PORTUGAL


Capítulo II

(Órgãos Sociais)

Artigo 5º

O Clube será gerido e representado por uma Direcção composta por três membros, sendo um o Presidente e os demais dois vogais, um o Secretário e segundo o Tesoureiro, sendo todos estes cargos não remunerados. A Direcção é designada e revogada pela Assembleia Geral e o seu mandato terá a duração de 2 anos.

.

Artigo 6º

Ao Presidente compete representar o Clube, convocar e presidir as sessões de trabalho ou qualquer reunião, assim como possui voto de qualidade. Ao Secretário compete dirigir os trabalhos puramente administrativos do Clube. Ao Tesoureiro compete gerir os fundos do Clube.

.

Artigo 7º

Os membros da Direcção podem renunciar voluntariamente por escrito, por incumprimento das suas obrigações ou por expiração do seu mandato, permanecendo no pleno gozo dos seus direitos até ao momento em que se produza a sua substituição.

.

Artigo 8º

A Direcção é o órgão de gestão permanente do Clube e da orientação da sua actividade, reunindo sempre que a pedido de um qualquer membro. São funções da Direcção:

……· Executar as deliberações da Assembleia Geral;
·
Organizar e superintender a actividade do Clube;
·
Exercer as demais funções previstas nos Estatutos;
·
Elaborar planos de actividade, relatórios e contas e submeter a aprovação da Assembleia Geral.

.

Artigo 9º

A Assembleia Geral é a reunião de todos os sócios no pleno gozo dos seus direitos e faculdades, expressamente convocada nos termos da lei e dos Estatutos do Clube.

.

Artigo 10º

A Assembleia Geral reúne-se em sessões ordinárias, uma vez por ano e no prazo de 3 meses após o fecho de contas, e sessões extraordinárias, sempre que as circunstâncias o aconselhem, a pedido do Presidente ou quando proposta por uma vigésima parte dos associados.

.

Artigo 11º

As convocatórias das Assembleias Gerais realizam-se por escrito, expressando o lugar, dia e hora da sessão, assim como a indicação dos assuntos a tratar, devendo ser enviadas preferencialmente com uma antecedência de quinze dias.

.

Artigo 12º

As Assembleias Gerais consideram-se validamente constituídas quando na primeira convocatória esteja presente pelo menos um terço dos associados com direito a voto ou na segunda convocatória esteja um qualquer número de associados com direito a voto. Os acordos obtêm-se por maioria simples dos associados presentes ou representados, sendo no entanto necessária obtenção de maioria qualificada para:

……· Dissolução do Clube
·
Modificação dos Estatutos
·
Expulsão de sócios
·
Alienação de um qualquer bem do Clube

.

Artigo 13º

São funções da Assembleia Geral

……· Aprovar a gestão da Direcção
·
Examinar e aprovar as contas
·
Eleger os membros da Direcção
·
Definir as quotas ordinárias e extraordinárias
·
Dissolver o Clube
·
Modificar os Estatutos
·
Qualquer outra que não esteja atribuída a outro órgão social

.

Artigo 14º

O Clube vincula-se com as assinaturas conjuntas de dois membros da Direcção, sendo obrigatoriamente uma a do Presidente. No caso de mero expediente, bastará a assinatura de um qualquer membro da Direcção.

.

Capítulo III

(Associados)

Artigo 15º

Podem ser sócios do Clube todos os interessados em participar nos fins propostos nos artigos 1º, 2º e 3º e que a lei permita, não colidindo ainda com estes Estatutos, nomeadamente nas disposições do artigo 17º.

Artigo 16º

Os sócios entram em pleno gozo dos seus direitos após aprovação da sua admissão em reunião de Direcção, mediante o pagamento de uma jóia e da primeira quota.

.

Artigo 17º

A admissão dos sócios deve ser previamente aprovada pela Direcção, podendo estes ter as seguintes categorias:

…..Sócios fundadores são os aderentes à data de aprovação dos presentes estatutos;
• 
Sócios efectivos residentes são os que aderirem ao Clube em data posterior à fundação, cuja residência seja em território português ou, residindo no estrangeiro, tenham já participado num evento realizado anteriormente em Portugal.
Sócios não-residentes são os que aderirem ao Clube em data posterior à fundação, cuja residência seja em local situado fora do território português e devem obrigatoriamente ter mais de 18 anos. Passam a ser sócios efectivos se participarem em evento organizado pelo Clube realizado em Portugal.
Sócios honorários são as personalidades e entidades de renome nacional ou internacional, cuja acção notável está de acordo com os objectivos do Clube. A designação dos sócios honorários é da competência da Direcção, devendo ser ratificada pela Assembleia Geral. Os sócios honorários não têm direito a voto nas sessões da Assembleia Geral e estão isentos do pagamento de quotas, desde que anteriormente a esta designação não tenham sido sócios efectivos do Clube.
Sócios Menores são os que aderirem ao Clube em data posterior à fundação, devendo ser obrigatoriamente residentes em território português e ter menos de 18 anos, encontrando-se isentos do pagamento de quotas até atingirem esta idade. Não usufruem de qualquer outra excepção ou benefício, nem têm direito a voto nas sessões da Assembleia Geral.

.

Artigo 18º

……1) Os sócios podem sair do Clube por renúncia voluntária, a comunicar por escrito à Direcção, ou pelo incumprimento das suas obrigações, nomeadamente o não pagamento das quotas definidas.
2)
As condições de admissão e exclusão dos associados, sua categoria, direitos e obrigações, constarão de regulamento a aprovar pela Direcção.

Capítulo IV
(Receitas e Despesas)

Artigo 19º
Constituem receitas do Clube as jóias e as quotas, cujo valor é aprovado em subsídios ou contribuições que lhe forem atribuídos ou ainda quaisquer outros donativos, heranças ou legados.

.

Artigo 20º

São despesas do Clube as que resultam do exercício das suas actividades em cumprimento dos Estatutos e das disposições que sejam impostas por lei.

.

Capítulo V

(Disposições Transitórias)

.

Ficam nomeados desde já:

Presidente: José Carlos Pereira Francisco

……Tesoureiro: Mário João Marques

……Secretário: Carlos Manuel Sousa Moreira
……Início do mandato: 1 de Novembro de 2013

Capítulo V

(Disposições Finais)

Artigo 21º

O exercício associativo e económico será anual, terminando em 31 de Dezembro de cada ano.

.

Artigo 22º

O Clube poderá dissolver-se por deliberação da Assembleia Geral convocada para o efeito nos termos da lei e dos Estatutos, mediante voto favorável de maioria qualificada de sócios com direito a voto.

.

Artigo 23º

Em caso de dissolução, deverá ser nomeada uma comissão liquidatária para extinção de eventuais dívidas. Havendo excedente, este deverá ser destinado a fins que não desvirtuem a natureza não lucrativa do Clube.

Artigo 24º

No que estes Estatutos forem omissos, vigoram as disposições da lei geral.

.

Lisboa, 26 de Outubro de 2013