Maurizio Dotti e Tex em destaque no “Papo de Leitor #02″ da Comics TV

setembro 6, 2015

Maurizio Dotti e Tex em destaque no

Papo de Leitor #02” da Comics TV

Por José Carlos Francisco


O consagrado desenhador italiano Maurizio Dotti e o Ranger Tex estão em destaque na Comics TV, mais precisamente no segundo programa “Papo de Leitor”, um programa jornalístico especializado em banda desenhada e com apresentação do excelente  Thiago Gardinale e com conhecedores comentários de Cal Zillig.


A paixão pelas histórias aos quadradinhos somada à experiência com jornalismo e televisão fez com que Thiago Gardinali criasse a Comics TV, oferecendo aos leitores a possibilidade de se informar acerca dos inúmeros títulos e personagens que fazem parte do fascinante universo da nona arte. Com muito conteúdo, formato dinâmico e qualidade técnica, a Comics TV produz programas nos quais a banda desenhada é abordada com enfoque jornalístico, abrindo espaço para a interacção com os telespectadores. Seja na televisão, no computador ou nos dispositivos móveis, assistir os programas da Comics TV é garantia de muita informação sobre o que acontece nas páginas das BDs.

Para além de um grande apaixonado e conhecedor da nona arte Thiago Gardinali é um jornalista com grande experiência em televisão e rádio, já que actua há vinte anos nesta área, trabalhando tanto na frente quanto por trás das câmaras. Apresentou programas na Rede Vida, foi repórter na RedeTV e CNT. Durante dez anos, foi âncora jornalístico na Rádio Jovem Pan, sendo premiado pela APCA por seu programa em rede nacional. Realizou diversas coberturas nacionais e internacionais, entre elas a Guerra do Iraque, as Olimpíadas na China, a Copa do Mundo na África do Sul, o Papa no Vaticano e uma erupção de vulcão no Chile. Nos últimos anos, apresentou o jornalístico diário Em Cima do Fato e dirigiu a programação da TV Mix. Como empresário, Gardinali comanda sua própria produtora de TV, fornecendo conteúdo para emissoras no Brasil e em outros países.

Neste momento de lançamento deste excelente projecto que tem um especial carinho pelo nosso Ranger e inclusive pelo Clube Tex Portugal como se verá num dos próximos programas é preciso intensificar a divulgação. E é por isso muito importante atingir o público português, brasileiro e de outros países que acessam o nosso blogue, assim como os amantes de Tex de forma geral, por isso nós aqui no blogue do Ranger sentimo-nos na “obrigação” de com a nossa força divulgar a página da ComicsTV no Facebook (https://www.facebook.com/comicstv.com.br) e o seu canal no Youtube (https://www.youtube.com/channel/UCq_bM8TOGa4eA02ClMWJb3A) porque certamente é preciso aumentar o número de inscritos para que este  projecto se consolide cada vez mais como é merecedor, daí o pedido dos responsáveis do blogue do Tex, para que os nossos leitores do blogue curtam (como dizem os nossos irmãos brasileiros) a página no Facebook e se inscrevam no canal do Youtube porque será certamente algo de grande valor para Tex Willer e para toda a banda desenhada, por isso prezados leitores vamos lá todos colocar um GOSTO na página da Comics TV e subscrever o canal televisivo no Youtube.


O programa Papo de Leitor conta com reportagens sobre personagens, colecções, lançamentos e títulos que marcaram época, sempre com a participação dos telespectadores e entre outros assuntos relacionados com a 9ª Arte na sua estreia no passado mês de Agosto deu um amplo destaque ao Fã Clube Tex Brasil sobretudo apresentado o álbum de figurinhas (cromos) produzido pelo clube brasileiro do nosso Ranger, continuando neste seu segundo programa a dar atenção a Tex Willer, desta vez chamando à atenção para a magnífica arte de Maurizio Dotti como podemos ver de seguida:

Mas o blogue do Tex também disponibiliza na íntegra o vídeo deste segundo programa Papo de Leitor que para além do destaque dado ao nosso Ranger, noticia as mudanças na Marvel, Disney revela origem de Fantomius, Miracleman, álbum de luxo do Fantasma e a viagem de Mauricio de Sousa à Coreia e ao Japão. Tudo isto com a magnifica apresentação de Thiago Gardinali e os conhecedores comentários de Cal Zillig, como pode assistir de seguida num vídeo com cerca de 30 minutos que serão muito bem desfrutados por todos os apreciadores de banda desenhada:


(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2

Os esboços das capas de Tex 632, 641 e 645

setembro 5, 2015

Os esboços das capas de Tex 632, 641 e 645

Por José Carlos Francisco

Claudio Villa

Claudio Villa, o conceituado autor de todas as capas de Tex a partir da edição nº 401 datada de Março de 1994, data em que substituiu o mítico criador gráfico do Ranger, Aurelio Galleppini, na realização das capas de Tex Willer, tem nos dado a conhecer nos últimos tempos alguns dos seus esboços, inclusive alguns descartados, e algumas das suas cores originais nas capas das mais recentes edições de Tex.

Capas, esboços e cores essas que temos inclusive dado a conhecer aos nossos leitores aqui mesmo no blogue português do Tex e que têm gerado um grande número de comentários. Hoje damos a conhecer os esboços iniciais (onde se pode ver algumas ligeiras diferenças com as capas finais) das capas de Tex nº 632 “I volontari di Hermann“, de Junho de 2013, Tex nº  641 “Giovani assassini“, de Março de 2014  e Tex nº 645 “Furia comanche“, de Julho de 2014:

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

1

Tex por Luca Raimondo (esboço e arte-final)

setembro 4, 2015

Tex por Luca Raimondo (esboço e arte-final)

Esboço de Tex por Luca Raimondo

Tex por Luca Raimondo

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

1

Pranchas da (ainda inédita) história de Tex da autoria de Stefano BIGLIA, expostas na 2ª Mostra do Clube Tex Portugal

setembro 3, 2015

Pranchas da (ainda inédita) história de Tex

da autoria de Stefano BIGLIA, expostas na

2ª Mostra do Clube Tex Portugal

Por José Carlos Francisco (texto) e Marco Guerra (fotos)

Tex e vinho... em exposição no Museu do Vinho Bairrada em Anadia

Esteve patente no Museu do Vinho Bairrada em Anadia, integrada na 2ª Mostra do Clube Tex Portugal, uma exposição com 10 pranchas INÉDITAS de Tex Willer da autoria de Stefano Biglia, pranchas essas de uma história que ainda está a ser desenhada e que tem como título provisório Bad Hand, aventura criada a partir de uma sugestão de Sergio Bonelli, e centrada na histórica figura de Ranald Slidell MacKenzie, um general da cavalaria dos Estados Unidos, com muitas cenas de batalhas e guerras índias, com lançamento previsto, na Itália, para o Verão de 2016.


Ler uma história de Tex, é uma aventura maravilhosa,  mas poder apreciar as pranchas no seu formato original, é uma aventura muito maior. É uma daquelas coisas que nos ficará na retina durante muito tempo. Quem foi a Anadia para ver as pranchas expostas no evento, pôde constatar isso mesmo. Até porque hoje a BD tem o estatuto de Arte – a 9ª. Além disso, através da visão e apreciação ao pormenor das pranchas no formato original, apercebe-se que entre a prancha desenhada pelo autor e a página que será impressa na revista, por vezes há algumas mudanças, umas mais subtis, outras menos.


Para aguçar ainda mais a curiosidade de quem não pôde se deslocar a Anadia, sobretudo os pards italianos e brasileiros (mas não só porque o blogue português do Tex é seguido mundialmente), mas também portugueses que por um ou outro motivo não puderam vir à capital bairradina desfrutar desta antestreia MUNDIAL, deixamo-vos com algumas fotografias da exposição dedicada então à aventura de Tex desenhada por Stefano Biglia, até porque todos aqueles que visitaram este evento nos dias 9 e 10 de Maio não lhe ficaram indiferente.


Tex e espumante... no Museu do Vinho Bairrada em Anadia

(Para aproveitar a extensão completa das fotos, clique nas mesmas)

0

Portugal – Edições da Mythos Editora à venda em Setembro

setembro 2, 2015

Relação das revistas da Mythos Editora, distribuídas em Portugal, pela VASP – Distribuidora de Publicações Lda, para o mês de SETEMBRO de 2015:

TEX 513
Batalha fumegante
Texto: Mauro Boselli – Desenhos: Alessandro Piccinelli

História originalmente publicada em Tex italiano 613

Tex e os seus pards estão no parque Yellowstone para procurar três abastados homens de negócios e o superintendente do parque, Langford, que foram sequestrados por um bando de índios nez percé. Nesse ínterim, indo em auxílio do guardião de Yellowstone, Harry Yount, desbaratam um bando de caçadores da C.ª de Peles Moon Valley. O chefe da companhia, Crawford, recruta um pequeno exército de sicários e de índios crees para se vingar de Tex e de seus companheiros. Mas Crawford não contava que os heróis teriam uma retumbante ajuda da mãe-natureza na batalha final. E mais, o início de uma nova aventura intitulada O MATADOR MEXICANO.
3,40€

TEX COLEÇÃO 305
O rosto do traidor

Texto: Guido Nolitta – Desenhos: Giovanni Ticci

História originalmente publicada em Tex italiano 252

Tex e o seu filho Kit participam de uma expedição científico-militar na selva da Colômbia, cuja tarefa é estudar as possibilidades de abertura de um canal entre os oceanos Atlântico e Pacífico – o futuro Canal do Panamá. Os técnicos e os fuzileiros do major Martin, que formam a escolta, são dizimados pelos contínuos ataques dos índios guaymis. Além disso, Tex chega à conclusão de que alguém está a tentar sabotar a operação. Após verem quase todos os componentes da expedição serem massacrados, os heróis finalmente conseguem desmascarar o traidor e têm uma das piores surpresas de suas vidas.
3,40€

ALMANAQUE TEX 47
Na trilha da vingança
Texto: Pasquale Ruju – Desenhos: Sandro Scasciatelli

História originalmente publicada em Almanacco del West 2015

Strong é um bandido impiedoso, o seu habilidoso e sangrento assalto ao Silver Luck é a prova. Mas na sua alma oculta-se um profundo ferimento de infância, um ferimento provocado por Machadinha Negra, o navajo. Em pleno território indígena, Tex e Carson cruzam com a longa trilha de sangue deixada pelo único desejo de Strong: a vingança! O bandido não se detém diante de torturas e massacres e caberá aos dois rangers encerrar a trilha de sangue!
4,00€

TEX EM CORES 25
O homem da caveira
Texto: G. L. Bonelli – Desenhos: Aurelio Galleppini

Nesta edição temos o final da aventura de Tex contra Mefisto. O diabólico mago consegue fazer com que Carson e Kit Willer fiquem sob o seu poder e cometam horrendos crimes sob o seu comando. Desesperado, Tex usa todo o seu poder como chefe dos navajos e como ranger para tentar salvar os seus parceiros, mas tudo parece em vão. Mefisto, Carson e Kit parecem ter desaparecido da face da terra. Em uma outra história completa, Tex salva um negro da forca e depois tem que lutar contra o preconceito de uma cidade inteira no interior do estado do Nevada.
17,00€

Juiz Dredd Megazine 14

Formato Magazine 20,5 x 27,5 cm – 68 Páginas; Capa de Neil Roberts

A Mythos lança no nosso país Juiz Dredd Megazine nº 14 e continua a resgatar o melhor da banda desenhada britânica.

O Juiz Dredd frente a frente com ninguém menos que… Jack, o Estripador! E ainda: um ancião quer a todo o custo enterrar a sua esposa, mas Dredd está no seu caminho. Leia também: aprisionado e prestes a ser sacrificado, Sláine encontra uma figura importante do seu passado. Área Cinzenta: Birdy e Bulliet tentam desvendar um duplo homicídio sem criar um incidente diplomático. E mais: Choques Futuristas! E a volta de Nikolai Dante!
Para os fãs de Tex: Esta edição traz a única história do Juiz Dredd desenhada magnificamente por José Ortiz!
5,00€

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

4

ÚLTIMA história de José Ortiz será PUBLICADA este ano no Maxi Tex nº 19

setembro 1, 2015

ÚLTIMA história de José Ortiz será

PUBLICADA este ano no Maxi Tex nº 19

José Ortiz ao serviço de Tex!

O consagrado desenhador espanhol José Ortiz, um dos grandes nomes da banda desenhada espanhola, apesar de ter falecido em Valência a 23 de Dezembro de 2013, com 81 anos de idade devido a um problema cardíaco, terá a sua última história de Tex publicada neste ano de 2015 na Itália, mas também no Brasil, isto porque o autor que dizia ser catalão e não espanhol, antes de falecer ainda tinha concluído uma anterior aventura do Ranger, aventura essa escrita por Tito Faraci e que será publicada em Outubro, no volume nº 19 da série italiana Maxi Tex, com publicação no Brasil prevista para Dezembro no número 17 da série Tex Anual.

Arte de José Ortiz na sua última aventura

O volume que terá capa de Claudio Villa e cujo título é “La giustizia di Tex” (“A justiça” de Tex“) trará duas longas e dramáticas aventuras sem um único momento de trégua, isto porque para além da história desenhada por José Ortiz, o Maxi Tex nº 19 trará uma segunda aventura, também escrita por Tito Faraci, mas desenhada por Ugolino Cossu.

Há casos em que a lei dos homens não chega para fazer justiça. É nestas circunstâncias que é necessário um homem como Tex! Primeiro ele tem que salvar o jovem Rick Melville de si mesmo e do desejo de vingança que ele arrasta numa espiral de sangue. Depois, na aventura desenhada por José Ortiz, tentará resgatar de uma falsa acusação um bando de rebeldes apaches.

Arte de Ugolino Cossu em Maxi Tex nº 19

Arte de Ugolino Cossu em Maxi Tex nº 19

Mas ainda a propósito deste histórico Maxi Tex, duas particularidades referentes à capa, a primeira é que apresentamos de seguida as cores originais do próprio Claudio Villa, seguindo-se a curiosidade de se constatar que esta capa inicialmente tinha sido concebida para a edição nº 633 da série mensal do Ranger conforme se comprova pelo esboço inicial e que nos foi facultado pelo próprio desenhador italiano:

As cores originais de Claudio Villa para a capa deste Maxi Tex nº 19

Esboço inicial para capa de Tex nº 633

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

9

A revista nº 2 do Clube Tex Portugal, nas suas duas versões, continua a chegar aos sócios espalhados pelo mundo

agosto 31, 2015

A revista nº 2 do Clube Tex Portugal,

nas suas duas versões, continua a chegar

aos sócios espalhados pelo mundo

Por José Carlos Francisco

A revista nº 2 do Clube Tex Portugal, nas suas duas versões, continua a chegar aos sócios espalhados pelo mundo, sócios esses que têm-nos enviados fotografias, como foi por exemplo o caso do sócio Francisco Borges, comprovando o recebimento da cada vez mais cobiçada e elogiada revista como se constata também por alguns comentários que nos têm enviado como podemos ler através de alguns depoimentos publicados de seguida.

Francisco Borges e a revista nº 2 do Clube Tex Portugal

Do sócio Rui Cunha recebemos as seguintes palavras, acompanhadas de uma bela foto tirada junto a uma refrescante piscina:Sobre a revista do Clube Tex Portugal, eu pouco tenho a dizer a não ser parabenizar toda a equipa que trabalhou para a pôr de pé. Como sobre o artigo com que contribui para este número, eu não me vou pronunciar (deixo isso para os outros sócios e também para quem me desafiou a dar tal contributo!),  vou apenas referir tudo o que me agradou neste número, pois nada me desagradou.
Gostei muito do artigo do Mário Marques sobre os 30 anos de Fabio Civitelli com Tex (considero o melhor artigo da revista), muito bem escrito e muitíssimo bem documentado; também gostei muito dos artigos de Carlos Gonçalves sobre os quase 70 anos de justiça de Tex e também gostei do de Jorge Machado-Dias sobre o verdadeiro Kit Carson (eu tive um livro sobre o Oeste que falava deste Kit Carson, pertencia a uma série que se chamava “Histórias do Oeste” e eram a preto-e-branco, se não estou em erro, eram cerca de 15 a 20 volumes de tamanho médio, não sei se são as mesmas histórias do oeste a que Carlos Gonçalves se refere no seu artigo).
As capas, assim como todos os desenhos que ilustram a revista estão impecáveis. Olhando para as duas capas de Civitelli, ambas estão maravilhosas, mas mantenho a opinião que sempre tive desde que vi as duas capas aquando do anúncio do segundo número da revista: prefiro a preto-e-branco, mas quis ter as duas edições, é uma questão de coleccionismo.
Na qualidade de sócio do Clube Tex Portugal, acho que estamos todos de parabéns pelo  trabalho feito na revista e reafirmo os parabéns a toda a equipa que trabalhou para pôr a revista nas mãos dos seus sócios, dentro e fora de Portugal; como colaborador neste número, sinto um grande orgulho, não só pelo trabalho feito por todos aqueles que colaboraram, como também por ver o meu trabalho publicado numa revista com esta qualidade e espero poder colaborar em próximos números se for essa a vontade dos editores da revista. Parabéns ao clube pela sua iniciativa pioneira e arriscada de lançar uma revista como esta! Continuem este excelente trabalho!

Rui Cunha exibe orgulhosamente o seu artigo dedicado ao Tenente Blueberry

Também o sócio Carlos Fernando Oliveira Santos, residente em Calvão (Vagos), enviou-nos uma bela fotografia onde para além de posar com a revista nº 2 do Clube Tex Portugal, bastante do seu agrado e que lhe proporcionou uma aprazível leitura, exibe-nos uma prancha, devidamente emoldurada, da aventura “Patagónia“, prancha essa com a devida dedicatória do consagrado desenhador italiano que esteve presente em Anadia no decurso da 2ª Mostra do Clube, Pasquale Frisenda, e que é sem dúvida alguma um dos seus mais valiosos tesouros agora expostos na sua BiblioTex.

Carlos Santos e a revista do Clube Tex Portugal ao lado de uma prancha de Patagónia

Do Brasil, o sócio Jesus Nabor Ferreira Barbosa enviou uma bela e alegre fotografia, onde exibe na sua vastíssima e riquíssima bibliotex, as duas versões da revista nº 2 do Clube Tex Portugal.

Jesus Nabor Barbosa Ferreira com as duas versões da revista nº 2 do Clube Tex Portugal

Também do Brasil, o mais recente sócio do Clube Tex Portugal, Jesse Bicodepena, o presidente do Fã-Clube Tex Brasil, mostra-nos também da sua bibliotex as revistas nº 1 e 2 do clube português juntamente com um dos itens mais apreciados e desejados produzidos pelo clube irmão, o magnífico álbum de figurinhas (cromos) de Tex, dizendo que “As revistas são lindas porém ainda sem tempo de sentar e degustar com calma, o que esta semana ainda o farei“.

Jesse Bicodepena exibe as duas primeiras revistas do Clube Tex Portugal juntamente com o belo álbum de figurinhas do Ranger, uma iniciativa do clube brasileiro

Outra fotografia oriunda do Brasil provém do sócio Cléber Marques de Oliveira que juntamente com a revista nº 2 do Clube Tex Portugal exibe também orgulhosamente o seu cartão de sócio e escreveu dizendo “A revista está muito bem produzida. Textos, acabamento, imagens. Fantástico. Parabéns a toda a equipa de produção!“.

Cléber Marques de Oliveira exibindo orgulhosamente a revista nº 2 do Clube Tex Portugal e o seu cartão de associado

Igualmente do Brasil, mais elogios e fotos chegam do ilustre sócio Antonio Carlos da Silva, popularmente conhecido por Rouxinol do Rinaré: “Chegou às nossas mãos a revista nº 2 do Clube Tex Portugal, uma preciosidade que não surpreende a quem já teve em mãos a edição nº 1, de Novembro de 2014.
Com 16 páginas a mais esta edição, a exemplo da anterior, prima pela qualidade editorial, gráfica e literária. Mesmo sendo um apaixonado por Tex e por tudo que se relaciona à personagem, isto posso afirmar, sem paixão, pois sou autor, revisor de textos e trabalho há mais de oito anos em uma editora no Brasil (Editora IMEPH).
Os desenhos originais assinados e dedicados aos sócios do Clube, é outra coisa que tem abrilhantado a Revista desde seu primeiro número.
Apreciei a Revista como um todo, mas gostaria de destacar alguns dos artigos que mais me chamaram a atenção. As doze páginas dedicas ao artista Fabio Civitelli, em FABIO CIVITELLI TRÊS DÉCADAS CAVALGANDO COM TEX, onde Mário João Marques apresenta toda a trajectória desse fantástico desenhador do nosso Ranger, por si só já torna a revista uma jóia para todo coleccionador que se preze. Com o artigo “TEX, O PISTOLEIRO – o filme de Tex Willer” (de José Carlos Francisco) aprendi dados novos sobre o filme. Mas quero dar destaque, de modo especial, a dois artigos que li com avidez: “Heróis do Oeste – BLUEBERRY”, escrito por Rui Cunha, verdadeira enciclopédia de dados e datas históricas da personagem, fazendo sempre contraponto com as aventuras do nosso Tex. E, por fim, EVOLUÇÃO OU PERDA DE IDENTIDADE?, o polémico e bem urdido texto de Sérgio Sousa que, com certa imparcialidade, mostra as opiniões de fãs tradicionais de Tex sobre a revolução no staff de desenhadores texianos, bem como as mudanças crescentes na edições, nos enredos, etc.
Que mais teria eu a dizer? – Que venha a revista nº 3. Aguardo ansiosamente!
Parabéns ao presidente José Carlos Francisco, aos directores Mário João Marques e Carlos Moreira e a todos que fazem o Clube Tex Portugal.

Sócio Antonio Carlos da Silva, popularmente conhecido por Rouxinol do Rinaré, mostrando a revista nº 2 e os itens do clube português

Da cidade do Rio Claro no estado de São Paulo, Brasil, o sócio Jean César Vasconcelos escreve dizendo “A revista como era de se esperar esta óptima, com um número maior de páginas em relação à edição anterior e com a mesma qualidade, o clube Tex Portugal está de parabéns.
Sobre o conteúdo da revista está óptimo, com muitas matérias sensacionais, mas acho que vou destacar a entrevista/reportagem com o Fabio Civitelli que está excelente.

Jean César Vasconcelos com a revista nº 2 e com os desenhos oficiais da 2ª Mostra do Clube Tex Portugal

Renato Alves da Silva, sócio residente em Teresina, capital e o município mais populoso do estado brasileiro do Piauí também nos enviou uma bonita fotografia onde exibe as duas versões da revista do clube português tendo por trás parte da sua maravilhosa e rica bibliotex, juntamente com algumas palavras muito elogiosas relacionadas com este segundo número: “Com relação à revista, gostaria de destacar que a mesma já é um item especial, pois foi impressa com duas obras de arte do mestre Fabio Civitelli, por ser o foco central da revista por suas “Três Décadas Cavalgando com Tex”, uma mais que merecida homenagem a um dos melhores, se não o melhor, desenhador da saga texiana, num texto primoroso do Mário João Marques, mas a revista tem muitos outros atractivos, como o texto interessante de José Carlos Francisco a respeito do único filme já feito sobre a personagem Tex, cujo papel do Ranger foi interpretado na telona pelo falecido actor italiano Giuliano Gemma, mas que não obteve o mesmo sucesso do personagem nos quadradinhos, o texto “Tex Quase Setenta Anos de Justiça” do Carlos Gonçalves, cheio de informações a respeito da saga texiana e seus criadores. Também merece destaque o texto “Heróis do Oeste Blueberry” do Rui Cunha, que conta a saga do Tenente Mike Blueberry da dupla francesa Jean-Michel Charlier e Jean Giraud, que por sinal também gosto muito e que espero sejam publicados textos com outros heróis para os próximos números. Sobre a evolução da personagem Tex ao longo das décadas, é bastante esclarecedor o texto do Sérgio Sousa “Evolução ou Perda de Identidade”, não esquecendo outras colaborações como a do Pedro Cleto, com suas leituras, que também acompanho no blogue do Tex, do conterrâneo brasileiro Júlio Schneider, com o texto “Somos Humanos”, que nos apresenta algumas curiosidades a respeito de pequenos equívocos na composição de algumas capas de Tex, as notícias da 2ª Mostra do Clube Tex Portugal, escritas por José Carlos Francisco e o Mário João Marques, a colaboração mais que especial do zagoriano Moreno Burattini, que tive o prazer de conhecer aqui no Brasil, com seu texto “Eu e Tex” e que agora passou a escrever histórias de Tex. Se me permitem, gostaria só de sugerir que ao final de cada texto fosse feito um resumo de apresentação do articulista em foco, mas enfim uma edição para ser lida e guardada com muito carinho, pena que eu tenha chagado ao final da leitura com dois sentimentos, que apesar do aumento do número de páginas, ainda foi pouco e que a demora até o próximo número é muito longa e difícil de ficar na espera.“.

Sócio Renato Alves da Silva com as duas versões da revista nº 2 do Clube Tex Portugal

Voltando a Portugal, mais precisamente ao Fundão, terra de cerejas por excelência, mas também terra de gente beirã com forte personalidade e de grande hospitalidade, o sócio Sérgio Miguel Tomé Bispo envia-nos uma bela foto tirada junto à lareira da sua quinta.

Sérgio Miguel Tomé Bispo com as duas versões da revista do Clube Tex Portugal numa bela foto tirada junto à lareira da sua quinta

Mais a norte de Portugal, mais precisamente de Loureiro, em Oliveira de Azeméis, o sócio Manuel Ventura de Pinho Costa também enviou oa blogue português do Tex uma bonita fotografia onde orgulhosamente posa com as duas versões da revista nº 2 do Clube Tex Portugal na sua belíssima e cada vez mais vastíssima bibliotex.

Manuel Ventura de Pinho Costa na sua bibliotex exibindo as duas versões da revista do clube português

Para finalizar este longo post dedicado aos sócios do clube português que espalhados pelo mundo já receberam o segundo exemplar, o conceituado jornalista Pedro Cleto, ilustre sócio (e colaborador) do Clube Tex Portugal, enviou-nos duas particulares e refrescantes fotos tiradas neste quente mês de férias, com a seguinte legenda: “Boas leituras… (refrescantes) em qualquer lugar!“.

Pedro Cleto a desfrutar de uma prazerosa e refrescante leitura da revista nº 2 do Clube Tex Portugal

Pedro Cleto dentro de uma fresquíssima piscina exibindo orgulhosamente o seu texto publicado na revista nº 2

Para fazer parte do Clube Tex Portugal – cujos estatutos podem ser consultados em http://texwillerblog.com/wordpress/?page_id=47999 e usufruir de todos os brindes e regalias, entre os quais se inclui a revista do Clube, é necessário pagar uma jóia de inscrição de € 5,00 e uma quota mensal de € 2,00 (€ 2,50 para sócios não residentes em Portugal).

(Para aproveitar a extensão completa das fotografias acima, clique nas mesmas)

3