Tex nº 562 (de Agosto de 2016) dará GRANDE DESTAQUE à 3ª. Mostra do Clube Tex Portugal que contou com as presenças de Massimo Rotundo e Maurizio Dotti

junho 30, 2016

Tex nº 562 (de Agosto de 2016) dará

GRANDE DESTAQUE à 3ª. Mostra do Clube Tex

Portugal que contou com as presenças de

Massimo Rotundo e Maurizio Dotti

A edição brasileira de Tex número 562 será publicada no Brasil em Agosto de 2016 pela Mythos Editora e conterá, nas suas contracapas interiores, uma matéria de duas páginas alusiva à 3ª Mostra do Clube Tex Portugal, com o título “TERTÚLIA TEXIANA EM PORTUGAL“.

Matéria essa onde o editor Dorival Vitor Lopes mostrará aos seus leitores a passagem de Massimo Rotundo e Maurizio Dotti pela 3ª Mostra do Clube Tex Portugal, ocorrida na cidade de Anadia, em Portugal, no passado mês de Abril.

Num rigoroso exclusivo, o blogue do Tex dá já hoje a conhecer, com a devida autorização da Mythos Editora, a matéria que somente seria vista na edição de papel em finais de Agosto, conforme se pode vislumbrar de seguida:

Tertúlia Texiana em Portugal - Parte 1

Tertúlia Texiana em Portugal - Parte 2

TERTÚLIA TEXIANA EM PORTUGAL

Anadia, Portugal, 23 de Abril de 2016. No palco do auditório repleto de gente, José Carlos Francisco abre oficialmente a 3ª. Mostra do Clube Tex Portugal. Logo após, um breve discurso do vice-prefeito da cidade seguido da apresentação dos dois principais convidados do evento: os desenhistas italianos Massimo Rotundo e Maurizio Dotti. A mostra deste ano, além de ter sido um grande sucesso de público, com a visita de quase 500 pessoas nos dois dias de exposição, também contou com a presença de muita gente ligada ao mundo de Tex: Fernanda Martins (Holanda), Tizziana Giorgini (Espanha), Dorival Vitor Lopes, Júlio Schneider e sua esposa Rosália, Paulo Guanaes e a esposa Luciana (Brasil) e, claro, os mentores do Clube Tex Portugal: Zeca Francisco, Carlos Moreira e Mário Marques. Agora deixaremos as fotos contarem o restante da história.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima clique nas mesmas)

1

Frontera! de Mauro Boselli e Mario Alberti, na maravilhosa colecção Tex Graphic Novel

junho 29, 2016

Frontera! de Mauro Boselli e Mario Alberti,

na maravilhosa colecção Tex Graphic Novel

Por José Carlos Francisco

Frontera!, de Mauro Boselli e Mario Alberti

O ano de 2016 trouxe-nos algumas novidades texianas com o selo brasileiro da Editora Mythos, como por exemplo a série  Tex Platinum, mas o herói de  G. L. Bonelli e Aurelio Galleppini prosseguiu a sua infinita cavalgada nas pradarias dos quiosques, sem descansar à sombra dos “louros” e para enredar cada vez mais os leitores houve que saber aguçar a sua curiosidade, explorando também horizontes inéditos e novos formatos editoriais, como sucedeu com a publicação de uma colecção que a Mythos Editora denominou Tex Graphic Novel e que se estreou no passado mês de Maio. Como certamente os nossos leitores sabem, a honra do baptismo desta nova experiência totalmente a cores e em grande formato (20,5 x 27,5 cm) foi de um grande nome do panorama da banda desenhada mundial: Paolo Eleuteri Serpieri!

Tex Graphic Novel que a 8 de Julho, no Brasil, terá o seu segundo número à venda, novamente com o preço de capa de 29.90 Reais (em Portugal custará 10.00 €) e cuja capa damos hoje a conhecer em mais um EXCLUSIVO. E neste segundo número teremos Mauro Boselli nas letras e o consagrado Mario Alberti no desenho, inclusive na capa e nas cores, numa aventura intitulada “Frontera!“, onde na prisão mexicana de Frontera definha um misterioso prisioneiro, que a bela francesa Blanche Denoel quer ver livre a todo o custo, para que a ajude na sua vingança! E é somente o rastilho que acende uma colorida explosão de aventura e violência nas ensolaradas pradarias do Sudoeste, entre murros, cavalgadas, tiroteios e Comanches!

Frontera!, de Mauro Boselli e Mario Alberti

É mais uma edição espectacular e verdadeiramente imperdível, onde os leitores encontrarão um jovem Tex como nunca foi visto anteriormente, nas sensacionais páginas coloridas de Mario Alberti, como a que damos a conhecer ilustrando este texto! Colecção esta que trará nos próximos números a assinatura de autores como por exemplo Angelo Stano (numa história escrita por Mauro Boselli) e Giulio De Vita (numa aventura escrita por Gianfranco Manfredi).

Frontera!, de Mauro Boselli e Mario Alberti

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2

Entrevista com o fã e coleccionador: Francisco das Chagas Martins

junho 28, 2016

Entrevista conduzida por José Carlos Francisco.

Para começar, fale um pouco de si. Onde e quando nasceu? O que faz profissionalmente?
Francisco das Chagas Martins: Sou Francisco das Chagas Martins. Nasci em São Mateus do Maranhão, mas moro em Tucuruí no estado do Pará há quase trinta anos, tendo nascido a 4 de Fevereiro de 1964. Sou autónomo. Tenho uma serralharia.

Quando nasceu o seu interesse pela Banda Desenhada?
Francisco das Chagas Martins: O meu interesse por Tex começou em 1980, quando li pela primeira vez uma revista de Tex.

Quando descobriu Tex?
Francisco das Chagas Martins: No mesmo ano de 1980, através de um amigo que me emprestou uma revista de Tex.

Porquê esta paixão por Tex?
Francisco das Chagas Martins: Porque ele é honesto, ele mostra respeito a minorias e luta pelo bem de todos.

O que tem Tex de diferente de tantos outros heróis dos quadradinhos?
Francisco das Chagas Martins: Ele é um Ranger que está sempre ao lado dos mais oprimidos.

Qual o total de revistas de Tex que você tem na sua colecção? E qual a mais importante para si?
Francisco das Chagas Martins: Eu tenho no total 853 revistas de Tex, entre elas tenho Tex Coleção completa, do Tex normal tenho 321 e as outras são variadas, entre Almanaque, Ouro e Grandes Clássicos. E a história mais importante para mim foi a publicada no nº 112: El Muerto!

Colecciona apenas livros ou tudo o que diga respeita à personagem italiana?
Francisco das Chagas Martins: Colecciono as revistas de Tex, mas também tenho a minha colecção particular de camisas que eu guardo com muito carinho (como podem ver no vídeo que finaliza esta entrevista). Tenho ainda canecas, chaveiro e sobretudo o meu carro personalizado.

Qual o objecto Tex que mais gostava de possuir?
Francisco das Chagas Martins: O que eu mais gostava era de ter o revólver de Tex.


Qual a sua história favorita? E qual o desenhador de Tex que mais aprecia?
Francisco das Chagas Martins: A minha história favorita de Tex é a que foi publicada no número 68 (Caçada Humana) e o desenhador que mais aprecio é Fernando Fusco.

O que lhe agrada mais em Tex? E o que lhe agrada menos?
Francisco das Chagas Martins: A competência dele para resolver os problemas. E não há algo que eu goste menos nele.

Em sua opinião o que faz de Tex o ícone que é?
Francisco das Chagas Martins: Sua pessoalidade, seu carácter e sua honradez.  Ele é um justiceiro que está sempre pronto para ajudar.

Costuma encontrar-se com outros coleccionadores?
Francisco das Chagas Martins: Sim, tenho vários amigos coleccionadores de Tex, e também participo de grupos onde sempre estamos debatendo Tex e as suas aventuras.

Para concluir, como vê o futuro do Ranger?
Francisco das Chagas Martins: Eu vejo um futuro muito longo para o nosso Ranger.
Eu sempre incentivo muito os meus amigos para lerem Tex Willer e também estou incentivando os meus queridos netos a lerem Tex, pois são revistas com histórias fantásticas.

Prezado pard Francisco das Chagas Martins, agradecemos muitíssimo pela entrevista que gentilmente nos concedeu.
Francisco das Chagas Martins: Eu é que vos agradeço imenso. E para terminar em beleza deixo-vos com um vídeo sobre a minha colecção de camisas texianas onde se vê todo o carinho e paixão que eu tenho por este Ranger criado em 1948 por G. L. Bonelli e Aurelio Galleppini!


(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

1

Cerca de 300 exemplares da revista CLUBE TEX PORTUGAL #4 a caminho dos sócios espalhados pelo MUNDO

junho 27, 2016

Cerca de 300 exemplares da revista

CLUBE TEX PORTUGAL #4

a caminho dos sócios espalhados pelo MUNDO

Carlos Moreira e os cerca de 300 exemplares da revista CLUBE TEX PORTUGAL #4 a caminho dos sócios espalhados pelo MUNDO

Carlos Moreira, director do Clube Tex Portugal já recebeu da gráfica os cerca de 300 exemplares da revista CLUBE TEX PORTUGAL #4 e juntamente com a sua esposa Teresa Moreira, também ela sócia do Clube dedicado ao Ranger, já iniciou os preparativos para começar a enviar aos sócios do Clube Tex Portugal espalhados por Portugal e pelo mundo os tão ansiados exemplares de modo a enriquecerem as colecções de cada um dos sócios.

Teresa Moreira exibe orgulhosamente as suas duas versões da revista CLUBE TEX PORTUGAL #4

Para além de um novo recorde no número de páginas, exactas 52, também houve um recorde absoluto no que à tiragem diz respeito já que foram necessários cerca de trezentos exemplares para atender todas as solicitações oriundas dos sócios, sobretudo aqueles que desejavam mais do que a cópia que cada sócio tem direito, muito por causa de mais uma vez a revista contar com duas versões, já que Enrique Breccia (desenhador do Tex Gigante acabado de ser publicado na Itália)  brindou o Clube Tex Portugal com duas ilustrações para a capa, o que foi obviamente aproveitado pelo director Mário João Marques para fazer uma segunda versão e não privar os sócios de uma das duas capas, mas também pelo facto deste número trazer uma história de Tex, história essa que inclusive é INÉDITA no Brasil, mas que também em Portugal é publicada a CORES pela primeira vez. Trata-se da história “A presa“, escrita por Mauro Boselli e desenhada por Fabio Civitelli, tudo isto no prazeroso formato A4 acrescida com a excelente qualidade do papel da revista portuguesa e da  impressão de altíssimo quilate.

Teresa Moreira e a alegria por possuir já as duas versões da revista CLUBE TEX PORTUGAL #4

E se já ontem alguns sócios já tiveram o privilégio de receber em mão a revista (ou as revistas) CLUBE TEX PORTUGAL #4, durante a próxima semana o director Carlos Moreira irá começar a expedir os exemplares para os sócios espalhados por Portugal mas também para os sócios não residentes no nosso país porque com o crescimento e com a consolidação do único clube português dedicado a uma única personagem de banda desenhada, já há sócios em diversos países não só da Europa, mas também de outros continentes, daí alguns exemplares seguirem para Espanha, Itália, Holanda, Brasil, Argentina, Angola e Índia!

Carlos Moreira e as revistas CLUBE TEX PORTUGAL #4

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

0

Revista nº 4 do Clube Tex Portugal já se encontra em DISTRIBUIÇÃO aos sócios do Clube

junho 26, 2016

Revista nº 4 do Clube Tex Portugal

já se encontra em DISTRIBUIÇÃO

aos sócios do Clube

Jorge Magalhães e Catherine Labey a lerem atentamente a revista nº 4 do Clube Tex Portugal

A revista nº 4 do Clube Tex Portugal acaba de ser entregue pela gráfica aos responsáveis do Clube, que já durante este fim de semana começaram a entregá-las pessoalmente aos sócios do Clube (com as quotas do mês de Junho de 2016 pagas), entrega essa que prosseguirá nos próximos dias, inclusive enviando pelo correio as tão ansiadas revistas (mais uma vez temos duas versões de capa) aos sócios espalhados por todo o país mas também aos inúmeros sócios não residentes em Portugal.

Trata-se do mais recente número desta revista devidamente autorizada pela Sergio Bonelli Editore e que é feita exclusivamente para sócios do Clube já que a revista, uma vez mais, será somente distribuída aos sócios (embora cada sócio para além do seu exemplar gratuito poder comprar os exemplares que desejar) e cujas duas magníficas capas (inéditas) foram realizada pelo renomeado Enrique Breccia, conceituado desenhador, pintor, ilustrador e um dos maiores autores latino-americanos de sempre.

António Lança-Guerreiro e as duas versões da revista nº 4 do Clube Tex Portugal

Neste quarto número (pela primeira vez é ultrapassada a meia centena de páginas, um novo recorde que mostra bem o crescimento da revista) para além da preciosa colaboração de Enrique Breccia nas capas, o grande destaque deste quarto número prende-se com a publicação (a cores) da históriaA Presa“ escrita por Mauro Boselli e desenhada (magistralmente) por Fabio Civitelli porque a revista do Clube Tex Portugal tem a honra de publicar pela primeira vez uma história oficial de Tex, para mais inédita em alguns países, nomeadamente no Brasil, e que em Portugal também nunca foi publicada a cores. Destaque ainda para as colaborações EXCLUSIVAS dos consagrados desenhadores Dante Spada, Bruno Brindisi e Alessandro Nespolino .

Carlos Gonçalves e a alegria contagiante por já estar na posse da revista nº 4 do Clube Tex Portugal

Para além dessas fantásticas colaborações neste novo número regressam, para além de Italo Marucci, os textos do director Mário João Marques (com um extenso dossier sobre o Tigre Negro), de José Carlos Francisco (que nos fala das estatuetas do Mundo de Tex), do Rui Cunha (que escreve sobre a participação de Tex na Guerra da Sucessão), do Carlos Gonçalves (com um texto sobre os cowboys de antigamente),  do Jesus Nabor (escrevendo sobre histórias de fantasmas), do Paulo Guanaes (que aborda os índios na saga de Tex),  do Júlio Schneider (que escreve sobre o Wampum de Águia da Noite), do Moreno Burattini (que aborda as obras texianas de sua autoria) e teremos ainda uma reportagem sobre a 3ª Mostra do Clube Tex Portugal escrito por Mário João Marques e por José Carlos Francisco.

José Manuel Vilela, o mais recente sócio do Clube Tex Portugal exibe orgulhosamente a revista nº 4

Mas voltando ao início, aproveitando hoje a realização, num restaurante da Amadora, do tradicional almoço de aniversário (o 40º) do Clube Português de Banda Desenhada, “evento” esse que contou também com a presença de alguns sócios do Clube Tex Portugal, o director Mário João Marques, também sócio do CPBD entregou pessoalmente a revista nº 4, como se pode ver em algumas das fotos que ilustram este texto, revista esta que teve os mais rasgados elogios, sobretudo dos presentes que ainda não a conheciam, levando inclusive alguns sócios do CPBD a mostrarem-se interessados em se associarem também ao Clube Tex Portugal.

Por fim, pede-se aos sócios do Clube que conforme forem recebendo as suas revistas nos enviem fotografias e comentários alusivos à revista nº 4 para irmos publicando e divulgando aqui no blogue português do Tex para termos uma ideia mais fidedigna da forma como a revista está a ser vista por todos os nossos caros consócios de modo a podermos melhorá-la ainda mais no futuro!

José Manuel Cristóvão exibindo a revista (com a capa variante) nº 4 do Clube Tex Portugal

Quem ainda não é sócio e queira fazer parte do Clube Tex Portugal – cujos estatutos podem ser vistos aqui pode inscrever-se escrevendo via e-mail para José Carlos Francisco sendo necessário pagar uma jóia de inscrição de 5,00 € e uma quota mensal de 2,00 € (2,50 € se não for residente em Portugal). Desse modo já poderá passar a degustar desta belíssima edição texiana que é cada vez mais cobiçada por fãs de Tex de todo o mundo, como prova o cada vez maior aumento de número de sócios (portugueses mas também estrangeiros) do neófito (mas já consagrado) clube português dedicado a uma das mais carismáticas personagens da banda desenhada mundial: TEX!

(Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas)

0

Póster Tex Nuova Ristampa 264

junho 25, 2016

Póster Tex Nuova Ristampa 264

Espectacular e dramática ilustração de Claudio Villa, onde durante  uma emboscada numa ponte ferroviária sobre o Rio Grande, vemos Tex Willer e Kit Carson, que se dirigiam para Santa Fé, em grandes dificuldades, em especial este último ao desequilibrar-se após o seu aterrorizado cavalo cair no precipício…

Desenho INÉDITO no Brasil e inspirado na história “Intrigo a Santa Fe”, de Claudio Nizzi e Fabio Civitelli (Tex italiano #393 a #395).
(Para aproveitar a extensão completa do póster, clique no mesmo)

Texto de José Carlos Francisco

3

Apresentação do livro “Tempestade sobre Galveston” abrilhantou a passagem de Massimo Rotundo pela 3ª Mostra do Clube Tex Portugal

junho 24, 2016

Apresentação do livro

Tempestade sobre Galveston

abrilhantou a passagem de Massimo Rotundo

pela 3ª Mostra do Clube Tex Portugal

Por José Carlos Francisco (texto), Marco Guerra (fotos) e Orlando Santos Silva (fotos e vídeo)

Apresentação da obra Tempestade sobre Galveston no Museu do Vinho Bairrada

Um dos pontos mais altos da 3ª Mostra do Clube Tex Portugal foi a apresentação do livro de Tex “Tempestade sobre Galveston, escrito por Pasquale Ruju e desenhado por Massimo Rotundo, com o selo da Polvo naquela que é a segunda obra da agora denominada Tex Romance Gráfico. A apresentação foi realizada com a presença do consagrado desenhador Massimo Rotundo na tarde de sábado, 23 de Abril, em pleno Auditório do Museu do Vinho Bairrada e que teve a moderação do jornalista e crítico de BD João Miguel Lameiras, tendo contado ainda com as participações do editor Rui Brito, de Mário João Marques e de Tizziana Giorgini, esta última no papel de intérprete.

José Carlos Francisco fazendo a apresentação de Tempestade sobre Galveston perante os olhares atentos de Rui Brito, Massimo Rotundo e João Miguel Lameiras

Editor Rui Brito no uso da palavra na apresentação de Tempestade sobre Galveston

O segundo Tex Gigante genuinamente português publicado no nosso país foi uma mais uma vez uma edição altamente elogiada, sobretudo pela qualidade do papel usado e da magnífica impressão que surpreendeu, obviamente pela positiva, inclusive o próprio Massimo Rotundo, que considerou a edição nacional como a melhor edição da sua história no binómio qualidade papel/impressão, já que esta respeita fielmente toda a qualidade do seu traço e do detalhe, mas nesta apresentação há a destacar uma vez mais a emoção do editor Rui Brito, responsável da Polvo e quem tornou possível esta publicação, aquando da apresentação de mais esta histórica publicação.

Rui Brito e a emoção da apresentação de mais uma edição portuguesa de Tex

Massimo Rotundo no uso da palavra na apresentação de Tempestade sobre Galveston

Há ainda a destacar os depoimentos enriquecedores e cheios de conhecimento de Mário João Marques e do moderador João Miguel Lameiras, com abordagens mais específicas em relação à história desta edição, considerada uma muito boa aventura do Ranger, não esquecendo a oportunidade de ouvir da boca do próprio desenhador muitos dos pormenores sobre a realização desta excelente aventura publicada em 2015 mas que ainda hoje arranca suspiros do próprio Rotundo.

Intérprete Tizziana Giorgini aquando da tradução das palavras de Massimo Rotundo

Um numeroso público assistiu no auditório do Museu do Vinho Bairrada à apresentação de Tempestade sobre Galveston

Massimo Rotundo e as duas versões portuguesas de Tempesta sobre Galveston

Esta apresentação de “Tempestade sobre Galveston” foi uma espécie de cereja no topo do bolo servida então a todos os que puderam estar presentes no lançamento desta edição, uma vez que puderam não somente ouvir o próprio desenhador assim como o editor, mas também conviver pessoalmente com Massimo Rotundo, obtendo do desenhador italiano, após a apresentação, uma dedicatória especial e inédita na obra adquirida enriquecendo-a sobremaneira, mas melhor do que as palavras é ouvir de própria voz a intervenção do próprio editor Rui Brito no vídeo que se segue:

(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima, clique nas mesmas)

0