Visita (de Dorival Vitor Lopes, Júlio Schneider e José Carlos Francisco) à Casa Bonelli em DESTAQUE nas edições de Tex 579 e Tex Coleção 444

janeiro 12, 2018

Visita (de Dorival Vitor Lopes, Júlio

Schneider e José Carlos Francisco)

à Casa Bonelli em DESTAQUE

nas edições de Tex 579 e Tex Coleção 444


As edições brasileiras de Tex número 579 e Tex Coleção número 444, ambas publicadas neste mês de Janeiro de 2018 pela Mythos Editora, contêm, nas suas contracapas interiores, uma matéria de duas páginas alusiva à Visita (de Dorival Vitor Lopes, Júlio Schneider e José Carlos Francisco) à Casa Bonelli, em Outubro do ano passado, com o título “VISITA À CASA BONELLI“.

Matéria essa onde o editor Dorival Vitor Lopes mostra aos seus leitores a passagem de Júlio Schneider, José Carlos Francisco e do próprio Dorival Vitor Lopes à Sergio Bonelli Editore, em Milão, com passagem inclusive pela paradisíaca Veneza, no passado mês de Outubro.

Matéria essa que o blogue do Tex dá hoje a conhecer, com a devida autorização da Mythos Editora, conforme se pode vislumbrar de seguida:

Para um fã de Tex, fazer uma visita à Casa Bonelli é como uma criança entrar numa loja de brinquedos ou visitar uma fábrica de chocolates.
O deslumbramento, o prazer e a alegria são imensos, indescritíveis mesmo. Foi essa alegria que senti nos dias 4, 5 e 6 de Outubro último, quando, por motivos profissionais, estive na sede da Sergio Bonelli Editore.

Recebido pela simpática secretária da direcção, Ornella Castellini, pude rever velhos amigos, como os directores Davide The Man Bonelli e Giulio Terzaghi, os roteiristas e editores Mauro Boselli, Moreno Burattini, Alfredo Castelli, Luigi Mignacco, o director editorial Michele Masiero, os redactores Graziano Frediani, Maurizio Colombo, Luca Crovi, o grande desenhista Pasquale Del Vecchio e o querido Roberto Paravano, do suporte editorial. Além disso, tive o prazer de conhecer novos amigos, como o director-geral Simone Airoldi, os redactores Tino Adamo e Gianmaria Contro, o coordenador de informática Luca Del Savio, o relações-públicas Giovanni Boninsegni, entre outros.

Tive uma proveitosa reunião com os directores Davide e Simone, além da secretária Ornella, onde fiz um resumo da situação editorial das publicações Bonelli no Brasil e discutimos
bastante o nosso plano editorial para 2018, principalmente sobre as edições comemorativas dos 70 anos de Tex. Posso garantir aos nossos prezados texianos que este ano teremos
muitas novidades. Comigo nesse passeio de sonho estavam o tradutor e redactor Júlio Schneider, e nosso representante em Portugal José Carlos (Zeca) Francisco.

Um dos pontos altos dessa viagem foi uma visita a Veneza, a belíssima cidade dos canais, também conhecida como a Cidade Flutuante. Sua arquitectura, suas pontes, seus canais, deixaram Júlio, Zeca, Roberto Paravano e eu deslumbrados. Agora, aprecie mais algumas fotos na ultima capa, que documentaram nossa esplêndida viagem.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima clique nas mesmas)

2 Responses to “Visita (de Dorival Vitor Lopes, Júlio Schneider e José Carlos Francisco) à Casa Bonelli em DESTAQUE nas edições de Tex 579 e Tex Coleção 444”

  1. Que material incrível! E que experiência sensacional! Fiquei aqui curtindo pelas fotos! Parabéns pelo trabalho meu amigo Zeca.

    Tomara que um dia eu consiga conhecer a Casa Bonelli e quem sabe ganhar um desenho de algum dos mestres!

    Grande abraço!

  2. Estou ansioso de rever velhos rostos conhecidos, a partir de março, como Martin Mystere, Nick Raider, etc. Eu só não entendo uma coisa. A editora Lorentz, que já teve matéria publicada neste blogue estava publicando Dylan Dog até agora. Alias o volume 3 está sendo vendido neste momento. Então como a Mythos conseguiu a licença, se já tinha editora no Brasil ? Achei estranho, a Bonelli deveria ter entrado em contato com o Adriano pra saber se tinham interesse em continuar a lançar a personagem. Fica esta dúvida.

Leave a Reply