(Quase) TUDO sobre TEX GOLD, a nova colecção da SALVAT que começará no dia 15 de Setembro (no Brasil)

agosto 21, 2017

(Quase) TUDO sobre TEX GOLD,

a nova colecção da SALVAT

que começará no dia 15 de Setembro

(no Brasil)

Por José Carlos Francisco


* Depois do período de experiência, a Salvat vai lançar (no Brasil) a coleção TEX GOLD a partir de 15 de Setembro, quinzenalmente e sempre numa sexta-feira.
.

* Colecção terá 60 volumes, todos a cores e irá publicar histórias publicadas originalmente na Itália, no Speciale Tex, Maxi Tex, Almanacco del West e Color Tex, publicando também todas as histórias curtas de Tex feitas aos longo dos primeiros 66 anos da saga.
.

* Tex Gold publicará uma história INÉDITA de Tex (no Brasil).
.

* Número de páginas é variável e vai desde as 204 às 364 páginas.
.

* Todas as histórias terão início e fim no mesmo volume, ao contrário de Itália onde Tex Gold (a colecção italiana que publicou os Maxi Tex e os Almanacco del West) teve sempre o mesmo número de páginas (272) fazendo com que as histórias começassem num volume e terminassem no volume seguinte.
.

* Publicamos também os títulos dos primeiros números de Tex Gold a publicar em 2018, ano em que Tex comemora os 70 anos de vida editorial.
.

Para quem não conseguiu comprar o Tex (a cores) da Salvat – que se chamará TEX GOLD – na fase de teste, agora o lançamento, no Brasil, será regular, começando no dia 15 de Setembro, como já informamos anteriormente. Continuamos sem saber se será a nível nacional, no Brasil, ou por fases, mas hoje já podemos dizer (quase) tudo sobre esta deslumbrante colecção de Tex que tem atiçado a curiosidade de todos os fãs e coleccionadores de Tex, em mais um rigoroso EXCLUSIVO graças ao que os nossos detectives descobriram e que comprovam uma vem mais que o Blogue do Tex tem agentes melhores do que os da Agência Pinkerton.

Depois de já termos então anunciado a lista de TODOS os números a publicar este ano, ou seja, os primeiros 8 números, respectivos título, autores, data de lançamento e publicação original, vamos então às principais NOVIDADES DE TEX GOLD, da Salvat, em mais um RIGOROSO EXCLUSIVO do Tex Willer Blog, o blogue português do Tex!


- Tex Gold da Salvat tem como génese as colecções italianas “Tex Speciale (a colori)” e “Tex Gold“, ambas publicadas pelo La Repubblica e pelo L’Espresso com colaboração da própria Sergio Bonelli Editore, mas se os “Tex Speciale” sempre traziam histórias completas, “Tex Gold” trazia um número fixo de páginas, alternando histórias dos Maxi Tex e dos Almanacco del West com a agravante das histórias começarem num volume e concluírem num posterior. A Editora Salvat no Brasil optou, e quanto a nós bem, por não misturar histórias de colecções originalmente diferentes e teve o bom senso de somente publicar histórias completas em cada volume, o que fará com que tenhamos nesta colecção (chamada já de definitiva) de Tex um número variável de páginas, indo das 204 (volume 30) até às 364 páginas (volumes 42, 44 e 46).

- Mas para além das histórias dos Tex Speciale, Maxi Tex e Almanacco del West, nesta colecção da Salvat também vamos ter histórias publicadas originalmente na série “Color Tex“, tanto histórias longas como por exemplo as publicadas nos números 1, 2 e 3, como histórias curtas publicadas por exemplo nos números 4 e 6. Mas a Salvat também vai publicar todas as histórias curtas de Tex publicadas anteriormente, já que também o volume especial da Collezione Storica a ColoriStorie brevi” será “aproveitado” e por isso esta colecção brasileira trará uma HISTÓRIA DE TEX INÉDITA NO BRASIL, “La preda” (“A presa“), de Mauro Boselli e Fabio Civitelli, história essa que será então publicada no volume nº 40 e será então inédita a não ser que a Mythos Editora até lá a publique numa das suas séries dedicadas ao Ranger.

Fabio Civitelli exibe a primeira vinheta da história "A presa", a história inédita de Tex a publicar pela Salvat

Por fim, depois de termos publicado a lista dos primeiros oito volumes e enquanto não temos autorização para divulgar todos os restantes 52 volumes, vamos dar a conhecer os títulos dos dois primeiros volumes a publicar em 2018, ano em que Tex comemora os 70 anos de vida editorial:

Tex #9 – O preço da vingança, de Claudio Nizzi e Carlo Ambrosini, 236 páginas – 05/01/2018 (Tex Speciale 19, de 2005)

Tex #10 – O desfiladeiro da cobiça, de Claudio Nizzi e Giancarlo Alessandrini, 236 páginas – 19/01/2018 (Tex Speciale 20, de 2006)

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

7 Responses to “(Quase) TUDO sobre TEX GOLD, a nova colecção da SALVAT que começará no dia 15 de Setembro (no Brasil)”

  1. Eu ainda preferia que depois dos Texone a coleção trouxesse material clássico de artistas ainda não vistos a cores por aqui como Fusco e Letteri, os Maxis e Almanaccos não me interessam depois de Tex anual republicado no Platinum… enfim, hora de pensar profundamente em se fazer toda a coleção.

  2. Espero que a Mythos traga boas novidades no ano de 2018. Que saiam boas histórias e quem sabe alguns relançamentos de edições do Tex Ouro que se encontram esgotadas. Eu vou comprar e espero que dê certo e que tenha expansão desta coleção na Salvat, assim como ocorre em outras coleções da Salvat-Marvel.

  3. Concordo com o pard Jim Halley… Essa coleção é um PRIMOR, e merecia histórias clássicas como FLECHAS PRETAS ASSASSINAS, CAÇADA HUMANA, OS REBELDES DO CANADÁ, O SINAL DE CRUZADO, etc… Mas… quem sabe se com o esperado sucesso dessa coleção a SALVAT não atenda nosso pedido depois com uma coleção com as TOP do Ranger???

  4. Já nós vamos torcendo para que apareça por estes lados…
    Uma verdadeira coleção…
    Quem sabe?

  5. Que joia! Ansioso para saber se haverá assinatura, como de costume nas demais coleções Salvat! :)

  6. Uma colecção destas de Tex, a cores, também devia existir em Portugal. Mas quando?
    A verdade é que os fãs portugueses de Tex estão a tornar-se cada vez mais ávidos de novidades, na sua língua natal, depois dos excelentes álbuns publicados pela editora Polvo.

  7. Eu queria pelo menos a primeira para uma espécie de degustação, mas acho improvável vir aqui na minha cidade.

Leave a Reply