Dylan Dog: Mater Morbi – A PRIMEIRA edição PORTUGUESA de Dylan Dog

agosto 11, 2017

Dylan Dog: Mater Morbi
-
A PRIMEIRA edição PORTUGUESA

de Dylan Dog

Dylan Dog: Mater Morbi

Umberto Eco declarou: “Posso ler a Bíblia, Homero e Dylan Dog dias e dias sem me aborrecer”.
Esta sexta-feira, 11 de Agosto, a Levoir e o jornal Público apresentam em
estreia nacional Dylan Dog: Mater Morbi o popular detective do sobrenatural criado pelo Tiziano Sclavi em 1986 para a Editora italiana Sergio Bonelli. Mais de trinta anos depois da sua estreia se mantém como um verdadeiro fenómeno de culto, que aliou o sucesso do público à aclamação da crítica e mesmo de intelectuais. Com prefácio de João Miguel Lameiras, por mais 9,99€ com o jornal Público.


Dylan Dog é tão interessante quanto os clássicos, lá encontramos referências não gratuitas à literatura, aos clássicos, à música, que vão desde o pop ao cinema de autor, temos filosofia, crítica social, religião, reflexões acerca da humanidade, uma enorme mistura tratada com muito bom humor, inteligência e um cinismo ácido e mordaz.

Massimo Carnevale e Roberto Recchioni são os autores da obra apresentada esta semana, Dylan Dog: Mater Morbi. Nomes grandes dos fumetti italianos, o argumentista Recchioni e o desenhador Massimo Carnevale criaram uma história em que o conhecido detective Dylan Dog, hipocondríaco confesso, enfrenta o seu medo mais profundo: a deterioração do próprio corpo devido a uma doença desconhecida e talvez até incurável. Uma doença que o levará às profundezas de um mundo onírico e aterrorizador, onde encontrará… Mater Morbi!


Prémio de melhor novela gráfica de terror pelos prestigiados The Ghastly Award 2016, Dylan Dog: Mater Morbi é uma reflexão carregada de crueza sobre os efeitos que uma doença grave tem no ser humano, sobre o medo irracional dos hospitais e da perda de saúde, o terror provocado pela aproximação da morte, a atitude com que cada pessoa enfrenta a sua doença e com ela convive.

Dylan Dog: Mater Morbi é um presente para os amantes de comic de terror, capa dura e 120 páginas no formato 170×257 mm e é um objecto de culto.


(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

4 Responses to “Dylan Dog: Mater Morbi – A PRIMEIRA edição PORTUGUESA de Dylan Dog”

  1. Espero que o plano editorial para Dylan Dog dê frutos, e que venha mais publicações do Detetive do Pesadelo. No Brasil o volume 2 da Lorentz deverá chegar em breve nas bancas tupiniquins.

  2. Aqui no Brasil temos atualmente apenas as edições trimestrais Lorentz (que inicialmente terá apenas 3 edições). Espero um dia ver edições de Dylan Dog com maior frequência e nos moldes dessa lançada em Portugal…

  3. Amigo e pard ZECA, eu, agora, além de Tex estou começando uma coleção de Dylan Dog. É com muito entusiasmo que vejo esse artigo no Blog do Tex sobre essa publicação espetacular!
    Então, meu caro amigo, gostaria de um link de alguma livraria onde eu possa comprar essa edição.

    Muito grato!

  4. Pard Rouxinol, em breve vamos também dedicar um espaço aqui no blogue à nova série brasileira dedicada ao Dylan Dog… fico feliz que você esteja gostando do Dylan e que está inclusive a começar uma nova colecção. Quanto à edição portuguesa, a primeira e única publicada no meu país, como se trata de uma revista integrada numa colecção feita com um jornal, o melhor é contactar a editora através do Facebook, enviando uma mensagem privada, já que é isso que a Levoir indica aos interessados em obras desta colecção de novelas gráficas. O link para o facebook da editora é https://www.facebook.com/Levoir-153654638025205/
    Um grande abraço desde Portugal

Leave a Reply