Leomacs e os desenhos feitos na passagem pela 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, em Anadia

maio 19, 2017

Leomacs e os desenhos feitos na passagem

pela 4ª Mostra do Clube Tex

Portugal, em Anadia

Por José Carlos Francisco (texto), Cristina Amaral, Orlando Santos Silva e Marco Guerra (fotos)

Leomacs a desenhar para os seus fãs, em Anadia

No decurso da 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, Leomacs brindou dezenas de Texianos presentes com desenhos feitos no momento por si, para gáudio de alguns dos presentes no evento bairradino.

Mas os desenhos realizados por Leomacs não se ficaram apenas pelos produzidos no decorrer do evento, isto porque Leomacs foi muito assediado pelos seus fãs na tentativa de conseguirem um desenho original de sua autoria feito na hora e com a respectiva dedicatória, levando a que o autor italiano tivesse por vezes que os realizar em condições inapropriadas, mas a todos Leomacs sempre respondeu positivamente, apesar de em alguns casos o cansaço do autor ser bem visível no seu rosto, fazendo um belíssimo desenho a cada Texiano e sempre com um sorriso encantador no rosto dando uma verdadeira lição de profissionalismo e de humildade, confirmando porque Leomacs foi tão admirado pelos seus fãs portugueses.

O blogue do Tex mostra de seguida, a todos os interessados, alguns desses fantásticos desenhos que esperamos sejam do agrado de quem acessa o blogue.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

2 Responses to “Leomacs e os desenhos feitos na passagem pela 4ª Mostra do Clube Tex Portugal, em Anadia”

  1. É preciso ter um grande estofo artístico para fazer tantos desenhos sem modelo e num curto espaço de tempo! Ainda por cima com uma qualidade digna de nota, variando sempre as atitudes e as expressões de Tex e dos seus “pards“. Mesmo os esboços a lápis são magníficos!
    Leomacs e Venturi foram insuperáveis! Mais uma boa escolha do Clube Tex Portugal!!!
    Quem serão os senhores que se seguem? :-)

  2. Simplesmente extraordinário! Que grande dedicação, que grande pachorra, que magnífico autor!
    Já tenho o seu “Ouro Negro” da Polvo e os desenhos são espectaculares​…

Leave a Reply