As cores originais das capas de Tex nº 676 e do Tex Magazine nº 2

janeiro 30, 2017

As cores originais das capas de Tex nº 676

e do Tex Magazine nº 2

Claudio Villa

Por José Carlos Francisco

No próximo mês de Fevereiro, mais precisamente no dia 7, a Sergio Bonelli Editore irá publicar a edição número 676 de Tex, intitulada “Il ragazzo rapito” (“O rapaz raptado”) que contém a primeira parte de uma história escrita por Tito Faraci e desenhada por Gianluca Acciarino, onde um assassino vestido de negro inicia um longa trilha de mortos:

Na pista de sangue seguida por Tex Willer e por Kit Carson há um cruel assassino chamado Ken Bowen e Tim, um rapazito cuja família foi brutalmente massacrada precisamente pelos comparsas do homem que cavalga com ele…

A capa, tal como todas posteriores ao número 400, é da autoria do conceituado desenhador Claudio Villa, capa essa que divulgamos hoje aqui no blogue do Tex acompanhada da capa original pintada pelo próprio Claudio Villa tal como temos feito com alguma regularidade devido à gentil cortesia de Villa que nos tem dado a conhecer nos últimos tempos as suas cores originais das capas que vai produzindo para Tex.

Mas hoje também damos a conhecer, aqui no blogue do Tex, as cores originais de Claudio Villa para a publicação de Tex Magazine nº 2, edição lançada na semana passada, mais precisamente no dia 25 de Janeiro e que contém duas histórias inéditas de Tex, ou melhor, uma delas é exclusivamente dedicada a Kit Willer, aventura escrita pelo norte-americano Chuck Dixon com desenhos de Michele Rubini. A segunda aventura é da autoria da dupla Antonio Zamberletti (textos) e Walter Venturi (desenhos), mas vamos lá então divulgar as cores originais de Claudio Villa comparando com a capa publicada:

Nestas capas e cores que temos dado a conhecer com alguma regularidade aos nossos leitores aqui mesmo no blogue português do Tex elas têm gerado um grande número de comentários e na esmagadora maioria dos casos é considerada pelos fãs e coleccionadores do Ranger como sendo infinitamente superior a colorização original do Maestro italiano em relação à colorização digital realizada na Sergio Bonelli Editore, mas com relação a estas capas divulgadas hoje, qual a sua opinião, caro leitor?

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

4 Responses to “As cores originais das capas de Tex nº 676 e do Tex Magazine nº 2”

  1. Capa lindíssima do Tex 676!

  2. Duas coisas me chamaram atenção nesta edição:
    Primeira: Não havia reparado que desde a edição 48 do Almanaque Tex é publicado uma história da edição italiana Tex Magazine. Ela substituiu o Almanacco del west? Será que sempre teremos esse padrão: Uma história normal do Tex mais uma história curta com um coadjuvante, se for eu aprovo.

    Segunda: Chuck Dixon conheço dos tempos de Batman, eu sempre quis ver como os desenhistas/roteiristas americanos que eu gosto se sairiam com o Tex, antes do Chuck só tivemos essa experiência com o Joe Kubert. Creio que o formato das histórias Bonellianas com muitas páginas afastava os artistas americanos, mas agora que temos edições como o Tex Especial Colorido com histórias mais curtas espero que mais sejam chamados para roteirizar e desenhar as aventuras do ranger.

  3. Olá, prezado pard Paulo César.
    Seja bem aparecido :-)
    Quanto à sua primeira nota, a nova série Tex Magazine veio mesmo substituir o “velho” Almanacco. E no futuro terá o mesmo padrão já que depois de uma aventura curta de um jovem Kit Carson e outra do Kit Willer, no próximo ano teremos também uma história a solo de Jack Tigre :-)

  4. Pois é Zeca, de vez em quando eu apareço…
    Adorei o formato, espero que outros personagens secundários como Jim Brandon, Pat Mac Ryan também tenham suas participações.

Leave a Reply