PRANCHAS INÉDITAS de Corrado Mastantuono a Giovanni Bruzzo passando por Gianluca Acciarino, Lucio Filippucci, Michele Rubini e Stefano Andreucci

dezembro 17, 2016

PRANCHAS INÉDITAS de Corrado Mastantuono

a Giovanni Bruzzo passando por Gianluca

Acciarino, Lucio Filippucci, Michele

Rubini e Stefano Andreucci

Hoje no blogue do Tex vamos dar, uma vez mais, conhecimento aos nossos leitores de inúmeras páginas INÉDITAS de Tex que estão sendo desenhadas por alguns dos grandes nomes do staff de Tex, de Corrado Mastantuono a Giovanni Bruzzo passando por Gianluca  Acciarino, Lucio Filippucci, Michele Rubini e Stefano Andreucci.

Em 2017 Mauro Boselli e Corrado Mastantuono juntos numa nova história de Tex.

Página inédita de uma história de Faraci e Acciarino a ser publicada em 2017

Ruju e Filippucci juntos numa história de Tex a publicar em 2017

Página de abertura do Texone de 2017. Texto de Boselli e arte de Andreucci

Página de abertura da história de Chuck Dixon e Michele Rubini

Giovanni Bruzzo com uma página da sua longa história, em três volumes, de Tex que está a realizar com textos de Mauro Boselli e cuja ambientação será no Grande Norte

(Para aproveitar a extensão completa  das imagens acima, clique nas mesmas)

One Response to “PRANCHAS INÉDITAS de Corrado Mastantuono a Giovanni Bruzzo passando por Gianluca Acciarino, Lucio Filippucci, Michele Rubini e Stefano Andreucci”

  1. Se o Tex fosse publicado em formato italiano, no mesmo padrão italiano seria espetacular. Com esses maravilhosos desenhos, não consigo entender como um personagem que está no Brasil há 45 anos, afora a época dos Juniors, nunca teve uma coleção padronizada de respeito, até o Ken Parker teve a EBAL que mesmo na fase magra publicou as aventuras de Um Rapaz no Faroeste e O Pequeno Ranger, em formato italiano, a Record publicou o Zagor em formato italiano, já o Tex que é um dos maiores sucessos editoriais no Brasil nunca teve uma coleção de alto nível, mensal mesmo em preto e branco…
    O editor atual alegou no Correio do Tex 565 que não pretende lançar uma terceira edição do Tex, pensa em continuar o Tex em cores… penso que poderíamos ter o Tex em formato italiano apesar da crise, contudo, desde que comecei a ler o Tex que se fala em crise… fosse eu o editor do Tex no Brasil e passaria o Tex mensal para o formato italiano e uma terceira edição em formato italiano com capas todas originais.

Leave a Reply