Tex Willer – A história da minha vida, da Mythos Books

Por José Carlos Francisco

Tex Willer: A história da minha vida

É já no início de Março que chega aos quiosques brasileiros “Tex Willer – A história da minha vida”, uma publicação da Mythos Books, com mais de 200 páginas que contam as aventuras do Ranger sob um único ponto de vista: o de Tex!
.

Com o único precedente constituído por “Il massacro di Goldena” (“O massacre de Goldena”), escrito por Gianluigi Bonelli, Tex abandona insolitamente a narrativa desenhada para assentar entre as páginas de um verdadeiro romance real, ainda por cima autobiográfico! Estamos a falar de “A história da minha vida“, um livro publicado pela Mythos Books e assinado por Tex Willer em pessoa (com um custo de Reais 24,90)! Como escreveu Sergio Bonelli no prefácio do livro, trata-se quase  de um retorno aos tempos ingénuos dos anos 50, quando os leitores escreviam para a redacção abordando directamente o Ranger, pensando que Tex  existisse verdadeiramente.  Com esta iniciativa, na verdade, os responsáveis por Tex quiseram voltar aos tempos “míticos”, no alvorecer do sucesso da personagem bonelliana, imaginando que o nosso herói tivesse realmente existido e tenha decidido contar nas páginas deste livro a sua vida e as suas aventuras.
.
Naturalmente, um verdadeiro autor, o “intérprete”, das palavras de Tex existe e é, nesta ocasião, Mauro Boselli. Boselli, argumentista de numerosas aventuras do nosso herói, dedicou-se à escritura deste volume, tendo bem presente o estilo da prosa de G. L. Bonelli (“romancista emprestado à banda desenhada”), mas também o modo em que eram contadas as verdadeiras (ou presumíveis) autobiografias dos heróis do Oeste, como Kit Carson, Calamity Jane, John Wesley Harding e outros do mesmo calibre. Lendo “A história da minha vida“, portanto, o leitor não encontrará descrições românticas de belas paisagens e nem sequer introspectivas análises psicológicas. Como nas autobiografias acima mencionadas, os factos serão contados a galope, indo directamente ao cerne da questão com concisão e senso prático. Assim como convém a um verdadeiro homem da fronteira, que narra a sua vida diante da fogueira num improvisado acampamento, disseminando na descrição de aventuras e tiroteios e, talvez, narrando os longos anos da sua vida, em poucas palavras.

De facto, é precisamente a voz de Tex que conta a sua história de vida, ainda que, na ficção literária, e a recolher o seu testemunho e a transcrevê-lo é um repórter do Oeste, amigo do célebre Martin Floyd que os leitores mais atentos recordarão entre os protagonistas de “Sangue Navajo” (número 34 da série brasileira). O empreendedor repórter foi visitar Águia da Noite à reserva e obtém um depoimento que começa numa recordação dos velhos tempos, a partir do momento em que o jovem Willer, vingando a morte do seu pai e irmão, foi forçado a viver às margens da lei, até ao seu ingresso no Corpo dos Rangers e ao encontro com Kit Carson, passando pela Guerra da Secessão e pelo aventuroso casamento com Lilyth, sem esquecer os factos que mais influenciaram a sua vida, como a morte trágica da sua esposa índia, os encontros com Montales e Jim Brandon, o longo despique com o diabólico Mefisto, a defesa do povo Navajo e a vingança contra os assassinos da sua amada.

Estas e outras aventuras, narradas como jamais foram lidas, estão inseridas dentro de um livro de mais de 200 páginas, onde cada capítulo seria suficiente para preencher um romance inteiro. Naturalmente são todas histórias clássicas geradas da desenfreada imaginação de G. L Bonelli, mas nesta edição da Mythos as encontraremos narradas pela voz do protagonista e por isso aparecerão sob uma luz diferente. Como exemplo, a aventura contra Mitla e Diablero é contada por Tex como ele a viveu e interpretou, mantendo no obscuro muitos factos narrados nas páginas da história original em banda desenhada. Isso por si só torna ainda mais interessante esta edição, já que dá uma nova visão sobre a saga “texiana”.

Para não tornar os leitores do livro muito órfãos de imagens, cada capítulo será enriquecido por magníficas ilustrações de Fabio Civitelli. O bravíssimo desenhador aretino pôs a sua arte ao serviço da iniciativa, desenhando cada cena como se ela fosse realizada por um ilustrador dos finais do século XIX, oferecendo um conjunto de reproduções muito agradável e encantador, como se pode constatar na ilustração que mostramos de seguida.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

15 Comentários

  1. O preço está ótimo!

    Esse livro em italiano, na Livraria Cultura fica por R$ 55,80 + R$ 6,00 de frete para a minha cidade.
    Eu estava esperando o lançamento da Mythos para decidir se compraria o volume italiano ou brasileiro. Diante do preço anunciado, a decisão já foi tomada 🙂

    Abraços,

    Sílvio Introvabili

  2. Sílvio,
    deve-se levar em conta o frete da Itália para o Brasil, somado ao preço do livro e o lucro da Livraria Cultura. Como a edição da Mythos Books, além do preço menor, o livro está em Português. 🙂
    Eu espero que haja, no Brasil, distribuição nacional.

  3. 24,90R$???!! Praticamente de graça!! E eu que pensava que ia ser uns 50R$ e que já planejava comprar 2 exemplares!… Com esse preço então vou comprar 4!!
    VIVA A MYTHOS!!
    VIDA LONGA A TEX!!!

  4. Grande Mister AfraNO!

    A Mythos não trabalha com distribuição setorizada, ao menos que eu saiba, mas, como bem sabemos, a distribuição, principalmente para o Norte e o Nordeste, é péssima, assim, não creio que vejamos esse livro nos “quiosques” físicos dessas Regiões, mas, sempre existem os virtuais 🙂

    Abraços desde as terras áridas!!

    Sílvio Introvabili

  5. Aguardo ansioso a chegada dessa obra. Escrito por Boselli desenhos de Civitelli e o preço quase de graça, muito bom mesmo. Parabéns Mythos!

  6. Sou leitor de Tex desde os 12 anos, já passei dos 40 e continuo colecionando as revistas do ranger. O Antonio Marcos está arguindo a desnecessidade da obra; por este diapasão, tudo que não for essencial será desnecessário: futebol, música, romances, ficção científica… não concordo com tal opinião, ademais, compra quem gosta e quer!

    Parabéns a Mythos por este lançamento!

  7. Sinceramente, esperava mais desse livro. Não que tenha achado pouco a iniciativa da editora ou ruim a obra, longe disso, mas eu esperava mais, pois que formei uma expectativa particular mais abrangente. Chegou ontem na banca daqui de Charqueadas, eu comprei e o li todo. O livro é bem escrito, prende a atenção mesmo a gente já conhecendo as histórias relatadas. Na verdade a saga de Tex é muito grande, e a gente que é fã espera uma obra mais abrangente e com um aprofundamento maior do psicológico do personagem na escrita, embora Boselli tenha inserido um pouco disso. Um outro ponto é a morte de Carson. Sei lá, o Tex está por volta de 65 anos na obra e Kit teria uns 75. Poderia ter durado 100 né, conforme previu a índia aquela. Eu acho que ter colocado isso no livro, datando a morte dele, não foi uma coisa legal. Poderia-se ter um livro de Tex na idade que chegou GianLuigi Bonelli e Carson já centenário nos estertores, por exemplo, rememorando aventuras, numa obra de maior fôlego tanto de espaço quanto de aprofundamento do estilo literário. Jack Tigre , então, poderia ser o morto recente, de poucos anos. Mas valeu a pena, com certeza vou reler ao longo dos anos. Valeu Mythos, boa iniciativa a um preço de mercado.

    • Prezado Roberio,
      Entre em contacto com a própria Mythos Editora através do próprio editor Dorival Vitor Lopes (dvitor@mythoseditora.com.br) que o mesmo lhe dirá como obter essa fantástica obra que não pode faltar na colecção de todo e qualquer texiano que se preze 😉

Responder a Antonio Marcos Matias Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *