TEX GOLD – A SÉRIE MAIS LUXUOSA (no momento) DE TEX

Por Ezequiel Guimarães



E a colecção da Salvat avança: chegou às bancas brasileiras, o terceiro volume da série TEX GOLD, a aclamada “Patagónia“.

A colecção terá apenas os quatro primeiros números lançados, e com distribuição acontecendo em algumas cidades seleccionadas, para a Editora Salvat testar o mercado.

Após isso, a Salvat procederá ao encerramento dos mapas de vendas para decidir se prosseguirá ou não com a colecção, que os texianos torcem para que alcancem os 60 volumes idealizados, e possa ´esticar´ mais como ocorreu com a Graphic Novels Marvel, que de 60 dobrou de tamanho: 120 volumes.

A série nasceu, com a espanhola Salvat apostando num segmento – de luxo, onde se deu bem, como por exemplo com a Graphic Novels Marvel citada.  A intenção da Editora é publicar além da série homónima italiana, que lá fora contém as versões coloridas das séries Maxi Tex (Tex Anual no Brasil) e Almanacco del West (Almanaque Tex no Brasil), também os Tex Speciale (Tex Gigante no Brasil), em sua versão colorida. Os primeiros volumes da Salvat procedem do Gigante colorido.


.

Outro destaque é que as lombadas formarão um painel, como ocorre em Graphic Novels Marvel e Os Heróis Mais Poderosos da Marvel.

Mas, Tex no Brasil, infelizmente não tem o peso de vendas que a Marvel tem, apesar de seu enorme sucesso – ao contrário da Itália. Em território tupiniquim, infelizmente, as publicações de “luxo” do personagem não deram certo.


A belíssima Tex Gigante Edição Em Cores (essa sim a mais luxuosa até hoje), foi cancelada no 12º volume em Setembro do ano passado (e logo ela que é uma série importante dentro desta nova da Salvat). E a Tex Edição em Cores, sofreu um grande intervalo sem  publicação e retornou com o papel do miolo com qualidade inferior a partir do 31º volume (mas ainda bem que retornou).


Enfim, o mercado brasileiro está em crise, e afecta o mercado editorial também – há revistas que não são mais vendidas em bancas, ou tiveram a quantidade anual de publicações bastante reduzida. Consequentemente, o mercado de quadradinhos dentro do mercado editorial é afectado também.


Mas, por outro lado, Tex segue firme e forte nas demais séries da Mythos, sobretudo no formato p&b/formatinho.

Torçamos para que o mesmo ocorra com o Tex Gold da Salvat!


(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

13 Comentários

  1. Na expectativa! Espero que tudo dê certo. Colecionei a Tex Gigante em Cores até o 12, fiquei muito chateado de ter parado. Espero que os fãs respondam bem a esta edição, que é muito boa, mas a Tex Gigante em Cores é imbatível… pelo menos até agora!

  2. Esses números já estão nas mãos de atravessadores vendendo no Mercado Livre por preço bem alto. Nem todo mundo consegue completar essas coleções, tem comerciantes que compram quase todos os números de determinadas edições, ficando o colecionador sem completar as coleções, afora a distribuição muito ruim.

  3. Tex Gold da Salvat – Apresenta ser uma GGGrandiosa coleção e belíssima numa biblioTex! Dessejamos que saia completa dos seus 60 volmues programados (prometidos).

    Mas… esta ”fase-de-teste” realmente NÃO convence, deixando assim o ”mercado-negro” fluir solto…
    Poh Salvat! SALVE!
    Nenhum comunicado OFICIAL, nem no site?

    Distribuiçao ”setorizada”:
    Teresopolis-RJ,
    Juiz de Fora-MG,
    Goiania-GO.
    Mas como?
    Tex tem ”moral”, bem como seus Colecionadores/Leitores, idem!
    ALÔ SALVAT!?
    Atenda…
    Alô…

  4. Não vale a pena falar dessa coleção, nem mesmo os caras da Salvat Brasil sabem que existe. É Secreta demais pro meu gosto.

  5. Eu não consigo entender é esse teste de mercado, em que as revistas são distribuídas para pouquíssimas cidades; acho que se a distribuição fosse no país todo é que se poderia saber o quanto realmente está vendendo, para assim a editora decidir se vale a pena ou não a continuação.

  6. Essa coleção fará muito sucesso, aqui na minha cidade tem muitos amigos que estão esperando para comprar. Se lançar definitiva, vamos fazer a coleção completa!!

  7. Não deu para entender a editora SALVAT, lançou a revista, vendeu tudo a uns poucos distribuidores e deixou o colecionador chupando o dedo.
    Parabéns para a Mythos, que tem respeito pelo colecionador.

    • Pard Celso,
      Não existe monopólio das edições da Bonelli, nem no Brasil nem em outro país qualquer, há inclusive países onde há mais do que uma editora publicando Tex como por exemplo a Croácia ou Espanha…

Responder a Ivo F. Almada Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *