Ranger Paulo Magalhães, sócio do Clube Tex Portugal, em missão de segurança a Rui Vitória, treinador do Benfica

Por José Carlos Francisco

Treinador Rui Vitória na bancada com o Ranger Paulo Magalhães a potegê-lo

Nesta última quarta-feira, durante o jogo de futebol Benfica – Bayern de Munique a contar para os quartos de final da Liga dos Campeões Europeus, encontro realizado no Estádio da Luz, em Lisboa, Rui Vitória, treinador do Sport Lisboa e Benfica, foi expulso antes de Talisca, de livre, fazer o 2-2. O árbitro holandês Björn Kuipers não perdoou os protestos do treinador na sequência do cartão amarelo exibido a Javi Martínez por falta sobre Gonçalo Guedes, numa altura em que o português partia em direcção à baliza.

Ranger Paulo Magalhães em missão de segurança ao treinador Rui Vitória

Na sequência da expulsão, Rui Vitória foi para as bancadas onde foi engolido pelos adeptos após o enorme golo de Talisca, golo esse que fez levantar o Estádio da Luz e explodir um enorme festejo junto do treinador benfiquista já que os adeptos reagiram efusivamente ao golo do brasileiro em torno do treinador mas este manteve-se sereno e sobretudo seguro porque entretanto o Ranger Paulo Magalhães, ilustre sócio do Clube Tex Portugal (para além de treinador e responsável pela modalidade de boxe olímpico do Sport Lisboa e Benfica e coordenador do Núcleo de Desportos de Combate do SLB e presidente da Federação Portuguesa de Artes Marciais), tinha sido convocado para a missão de segurança em torno de Rui Vitória, num estádio repleto e com um ambiente fantástico, missão essa que proporcionou que o treinador do Benfica pudesse assistir ao resto da partida sem grandes sobressaltos!

Treinador Rui Vitória debaixo do olhar atento do Ranger Paulo Magalhães

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *