NOVO Color Tex, com histórias curtas, tem capa de LAURA ZUCCHERI

Por José Carlos Francisco (páginas das histórias extraídas do Tex Willer Magazine nº 9)

No próximo dia 20 de Novembro a Sergio Bonelli Editore publica, na Itália, o número #4 de Color Tex, a colecção do Ranger enriquecida com o advento das cores, que nasceu em Agosto de 2011 após o estrondoso sucesso da “Collezione Storica a Colori” de Tex que, realizada com a colaboração do semanário “l’Espresso” e do quotidiano “la Repubblica” e que marcou a introdução triunfal da cor do universo do nosso Ranger, uma “entrada” que, em doses assim maciças, nunca se tinha visto antes.

E se nos três números anteriores a fórmula desta colecção foi de uma única história com 160 páginas (#1 “E venne il giorno“, de Boselli e Brindisi; #2 “I banditi delle nebbie“, de Ruju e Cossu; #3 “Lo sciamano bianco“, de Boselli e Ticci) neste quarto número teremos uma outra receita: quatro histórias completas de Tex com 32 páginas cada.

Modelo este, o primeiro de uma nova fórmula com periodicidade semestral contendo sempre 4 histórias curtas e que nesta sua estreia traz, nas primeiras quatro aventuras entre intrigas políticas, assassinos impiedosos, caçadores de recompensas e vales sagrados dos índios, assinadas por quatro consagrados argumentistas de Tex, quatro desenhadores que pela primeira vez se vêem às voltas com o lendário Ranger. Tex como nunca foi visto antes mas que ainda irá surpreender todos os leitores.

Neste novo número teremos então quatro histórias, com os seguintes intérpretes: Faraci & Casertano, Ruju & Scascitelli, Manfredi & Biglia e Boselli & Genzianella, como podemos ver nas quatro páginas que mostramos de seguida:

L’uomo sbagliato (O homem errado)
Argumento e roteiro: Tito Faraci
Desenhos: Giampiero Casertano
Cores: Oscar Celestini

Quem, entre os passageiros da diligência é o assassino que se prepara para matar o Senador?

Un covo di belve (Um covil de feras)
Argumento e roteiro: Pasquale Ruju
Desenhos: Sandro Scascitelli
Cores: Overdrive studio

Nos rastos de Murray estão o seu antigo bando, Tex Willer… e a mão do destino!


.

L’ultimo della lista (O último da lista)
Argumento e roteiro: Gianfranco Manfredi
Desenhos: Stefano Biglia
Cores: Oscar Celestini

O caçador de recompensas Scott Wannabe capturou todos os componentes do bando Dillon… excepto um!

La valle sacra (O vale sagrado)
Argumento e roteiro: Mauro Boselli
Desenhos: Nicola Genzianella
Cores: Overdrive studio

No vale dos espíritos está escondido um fabuloso tesouro… mas somente os índios e os puros de coração podem pisar o solo sagrado sem incorrer na vingança de Manitu…

Esta nova versão de Color Tex surge também com a intenção de no futuro dar a conhecer na saga de Tex outros desenhadores e escritores alheios ao staff do Ranger, em especial alguns que no passado se tinham recusado a integrá-lo devido ao excessivo número de páginas que habitualmente comporta uma história de Tex.

Mas o grande destaque para este número vai para o facto inusitado, ou melhor dizendo, facto inédito, da capa ser desenhado por uma autora: LAURA ZUCCHERI de seu nome que deste modo se torna oficialmente a primeira mulher a desenhar o mítico Ranger criado em 1948 por G. L. Bonelli.

Laura Zuccheri

Nascida em 1971 em Budrio, cidade italiana da região da Emília-Romanha, província de Bolonha, Laura Zuccheri, começou a publicar a sua arte em 1992 na revista Ken Parker Magazine, criada por Giancarlo Berardi e Ivo Milazzo, tendo sido integrada em 1993 na Sergio Bonelli Editore. Na editora milanesa desenha numerosas aventuras entre as quais Lampi di paura, Metis e Caccia di sangre. Em 1994, começa a desenhar, em colaboração com Pasquale Frisenda, a aventura de Ken Parker “Os condenados“. Em 1996 abandona Ken Parker para desenhar Hardware, uma série de ficção científica da revista Zona X. A partir de 1997 passa a colaborar com a revista Júlia e em 2006 conhece Sylviane Corgiat com a qual desenha Le spade di vetro, série fantástico-medieval em quatro volumes, iniciados em 2009, tendo inclusive se mudado para a Alemanha, país onde acabou por realizar esta magnífica capa que damos agora a conhecer nas suas versões originais: esboço a lápis e finalizada com as cores da própria autora que segundo rumores insistentes, deverá ser convidada para desenhar um Tex Gigante:

Desenho de Laura Zuccheri, a lápis, da capa do Color Tex nº 4

Desenho pintado por Laura Zuccheri, da capa do Color Tex nº 4

Antes de finalizar podemos desde já informar que para o Color Tex, com histórias curtas, de 2014, já estão a trabalhar na arte gráfica Luca Rossi e Andrea Accardi, em histórias escritas por Mauro Boselli e Roberto Recchioni, respectivamente, mas para deleite de todos os nossos leitores deixamo-vos com mais quatro páginas deste novo Color Tex:

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

15 Comentários

  1. Por favor, o maravilhoso desenho do Tex com a águia é de Laura Zuccheri ou de outro desenhista? Quem?
    Agradeço, abraços.

    • Acredito que a Mythos publicará no Brasil este Color Tex com 4 histórias curtas no primeiro semestre de 2014 🙂

  2. Essas cenas com a águia são de uma realeza impressionante, parece que a gente sente as garras dela penetrando na carne. Muito lindo mesmo!!!

  3. Isto promete!

    Ai de nós em Portugal que daqui a pouco nem para comermos, quanto mais para Tex!!!

  4. Excelente aquisição para o staff do Ranger!!!!

    Vi no Facebook, num post do Zeca, algumas criticas machistas ao fato dela ser mulher (e por isso não poder desenhar western), o que é um preconceito idiota e sem o menor sentido.

    Também há outra italiana fazendo sucesso este mês nas bancas do Brasil. Trata-se de SARA PICHELLI, que desenhou o especial HOMENS-ARANHA. Também outra italiana talentosa!!!!

    Vida longa a estas mulheres desenhistas!!!!

    Abraços

    Alvarez

  5. Excelente! Tex Willer, o Ranger mais temido de todo o Oeste, sob o talento de novos autores a seu serviço. Eu creio que seja a primeira capa de um álbum texiano desenhada por uma mulher.

    A luta de Águia da Noite com a águia lembrou aquela do seu irmão francês, Blueberry, em “Nariz Partido” – http://blueberrybr.blogspot.com.br/2013/10/50-anos-de-blueberry.html

    Parabéns aos autores – roteiristas, desenhistas, coloristas e capista – do quarto volume da série “Color Tex“, que deve ser lançado, no Brasil, em breve.

    Tex em cores está sensacional. O cinema em história em quadrinhos, banda desenhada, fumetti.

  6. A capa está sensacional. Realmente estão usando novos tons, com um efeito como se fosse de tinta a óleo, muito bonito.
    Essa desenhista da capa já desenhou Pato Donald (Topolino)?

  7. Fantásticas imagens! Estou curioso pra ter esse gibi em mãos. Aquela página do bandido vadeando um charco enquanto procura por Tex ficou simplesmente sensacional.

    Bom ver que a Bonelli não se acomodou. Acho mesmo que a série do Tex pode se beneficiar de uma aproximação ao modelo dos comics americanos…

    Não quero dizer que a série deva virar uma espécie de X Men do faroeste, ou adotar aquele estilo musculoso ridículo. Mas sim que modernizar e dinamizar um pouco sua linguagem talvez pudesse ajudar a atrair novos públicos.

    O modelo “industrial” de produção, com arte elaborada por mais de uma pessoa (o trio desenhista/ finalizador/ colorista) também poderia ajudar aumentar a periodicidade desses gibis coloridos.

    Desde que se mantenha a qualidade dos roteiros e a série não perca a identidade, acho que valia a pena tentarem. Em Blueberry e Jonah Hex já deu pra ver o impacto que a cor pode trazer… Todos gostamos do Tex tradicional, mas o ranger precisa de novos leitores para garantir uma vida longa

  8. Outra coisa, tirando os desenhos do Casertano e do Biglia, achei os outros bem abaixo da média.

  9. A SBE está apostando numa colorização mais caprichada, com efeito nas cores. Será uma nova era para os Fumettis?

  10. SENSACIONAL!!!!

    Acho que, se continuar assim com esse sucesso todo dessa nova fase colorida… breve, breve a SBE lançará uma nova COLEÇÃO MENSAL COLORIDA DE TEX (com histórias inéditas)!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *