Novidades e projectos de Gianfranco Manfredi

Ao reler hoje a entrevista que nos concedeu em exclusivo durante o mês de Fevereiro de 2008, o autor Gianfranco Manfredi, criador de personagens como Gordon Link, Mágico Vento ou Volto Nascosto e que escreveu histórias para personagens famosos como Dylan Dog, Nick Raider ou Tex Willer, inseriu um comentário de sua própria autoria com algumas informações actuais respeitantes ao que tinha dito na dita entrevista, assim como disponibilizou algumas novidades  importantes, e até hoje inéditas, confidenciando inclusive alguns dos seus próximos projectos e portanto devido à importância do dito comentário, apressamos a dar o merecido destaque que as palavras do autor merecem, publicando-o num post exclusivamente criado para o efeito, com o seu texto, que damos a conhecer de seguida a todos os interessados, já traduzido para a nossa língua pelo nosso tradutor (e também tradutor de Tex e Mágico Vento para o Brasil)  Júlio Schneider:

Gianfranco Manfredi por Bira DantasAo reler a entrevista, eu percebo que desde então se passou muito tempo: Volto Nascosto ainda não havia saído e tampouco a história de Tex que escrevi para Fabio Civitelli. O mais estranho são as duas perguntas (e as minhas respostas) sobre a possível conclusão de Mágico Vento e sobre o Especial de Mágico Vento. À primeira pergunta eu praticamente respondi que a série não previa uma conclusão e não teria um final, e à segunda, que eu não sabia quando o Especial seria publicado. Nesse meio-tempo, como se sabe, aconteceram muitas coisas.

Apoiado pelo editor eu decidi concluir a série de Mágico Vento, que terminará no final de 2010. Expliquei várias vezes os motivos dessa escolha: um desejo meu de ter mais tempo à disposição para novos projectos (como acenei na entrevista), falta de desenhadores jovens e aptos ao faroeste (muitos dos nossos passaram para Tex, nos últimos dois anos, e é cada vez mais difícil achar substitutos) e, além disso, ao pensar e repensar, pareceu-me justo que a série, desenvolvida como uma saga, tivesse um final definido. Assim os leitores poderão reler tudo como um único e longo romance, do início ao fim. E um fim deve existir, sobretudo em uma série cheia de personagens e tramas, senão as coisas complicam-se com o passar do tempo, ou corre-se o risco de contar coisas já vistas, de se repetir e entediar. Eu não queria que isso acontecesse a Mágico Vento. O final que planejei é muito aberto, ou seja, posso garantir aos leitores que Ned e Poe não morrem no final da história, mas esse final conclui muitas subtramas que se entrelaçaram na série: a de Hogan, a dos Antigos, e também explica o sentido da missão de Ned, que em todos esses anos ficou um pouco misterioso.

Logo depois da conclusão da série sairá o Especial (em Novembro de 2010, na Itália), que é realmente especial porque faz uma espécie de balanço da série: numa única moldura narrativa, em que Poe conta as histórias em primeira pessoa, haverá um episódio inédito do grande e saudoso Marcello – feito no primeiro ano da série mas que não pudemos publicar por um problema de programação – além de outro desenhado por Pezzi no qual se conta a primeira investigação jornalística de Poe e, por fim, um episódio desenhado por Biglia que narra o que aconteceu a Ned DEPOIS da conclusão de sua última aventura, isto é, um segundo final.

Falemos também um pouco dos novos projectos:
Estou a escrever uma nova série (sequência de Volto Nascosto) com as aventuras de Ugo (protagonista de Volto Nascosto) na China durante a revolta dos Boxers. Chama-se “Shanghai Devil” e deve sair em 2011.

Também estou a concluir um roteiro de Tex a ser desenhado por Giovanni Ticci – e assim o sonho do qual eu falava na entrevista (escrever uma história para Ticci) está a realizar-se. É uma história muito intensa, em duas edições, ambientada no sul do Texas, perto da fronteira mexicana, para onde Tex se dirigiu junto a Carson para combater três vilões ao mesmo tempo: um ex-oficial do exército americano que cometeu assaltos com uma companhia de soldados desertores, um bandido mexicano completamente louco que arrasa com tudo por onde passa e, por fim, o fundador de uma cidade refúgio para criminosos que explora os fora da lei em fuga para o México pelo deserto, ao lhes oferecer água e provisões em troca de um percentual sobre os roubos. Em suma, é um retorno ao Tex heróico que luta “só contra todos”, se bem que não está só, porque tem ao seu lado o amigo Carson.

Gianfranco Manfredi

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

6 Comentários

  1. Grande mestre Gianfranco Manfredi, já li uma aventura que ele escreveu de Tex. E fico muito feliz por ele está concluindo outro roteiro para o nosso ranger!

  2. Interessantíssima notícia sobre Mágico Vento. Muito bom saber que teremos um especial do personagem…

  3. Hmmm… Uma aventura de Tex escrita por Manfredi e desenhada por Ticci, vai ficar uma obra-prima.

  4. Eu esperava que a história desenhada pelo Ticci fosse estrelada pelo MV, mas de qualquer forma promete ser uma boa história…
    Sobre o fim de MV, história boa tem começo, meio e fim. Compartilho da opinião do Manfredi, que não gostaria de ver Ned se arrastando pelas bancas, assim como hoje acontece com os super-heróis americanos.
    E Nota 10 pro ESPECIAL, vai fechar a série com chave de ouro.

  5. Maravilhosa notícia. Uma história de Manfredi desenhada por Ticci? Mas não perco estas edições italianas por nada, não vejo a hora.

    Nei Campos

Responder a Eder Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *