Do esboço inicial à versão final a cores, passando pela tinta da china, na ilustração de Alessandro Nespolino (para a 5ª Mostra do Clube Tex Portugal) onde o engenheiro Tavares da Silva (pai do espumante português) está a servir uma taça de espumante a Tex Willer

Por José Carlos Francisco

Nos dias 28 e 29 de Abril deste ano, realizar-se-á na cidade de Anadia, capital da região bairradina, a 5ª Mostra do Clube Tex Portugal, onde obviamente não deixará de estar presente em grande destaque a personagem Tex Willer, não só pelas duas exposições associada ao Ranger, mas também pela presença dos conceituados desenhadores italianos Alessandro Nespolino e Alessandro Bocci.


Como forma de agradecimento por este convite português e tendo em conta que o evento se realizará no Museu do Vinho Bairrada, Alessandro Nespolino desenhou, numa típica adega portuguesa, o engenheiro Tavares da Silva (corria o ano 1890) a servir uma taça de espumante a Tex Willer.

A produção de vinhos espumantes iniciou-se na Bairrada em 1890, por iniciativa de José Maria Tavares da Silva, director da Escola Prática de Viticultura e Pomologia da Bairrada, a actual Estação Vitivinícola da Bairrada. Tavares da Silva é figura icónica de Anadia e da Bairrada, precisamente por ser considerado o pai do espumante português. O engenheiro Tavares da Silva foi o seu primeiro director, tendo-se revelado o seu desempenho decisivo para o desenvolvimento da viticultura e enologia. Das várias tentativas realizadas em Portugal para a elaboração de vinhos espumantes pelo método champanhês, foi este devotado engenheiro que protagonizou, em 1890, em Anadia, os resultados mais notáveis na preparação destes, sendo um dos pioneiros do seu fabrico em Portugal.


Alessandro Nespolino foi ao mais ínfimo pormenor para retratar Tex Willer com o engenheiro Tavares da Silva, como se pode constatar por exemplo pelo formato da taça à época: a Taça Maria Antonieta nas mãos de Tex. Na ilustração também podemos ver, dentro da adega, uma pupitre (suporte para garrafas de espumante) da época…

Com esta especial arte que irá directamente para a ala do Tex no Museu do Vinho Bairrada, Alessandro Nespolino torna assim esta quinta presença do Ranger na capital da Bairrada, uma região rica e afamada pelo leitão, mas também pela produção de apreciados espumantes, muito mais especial, como podemos ver a ilustrar este texto num desenho (colorido pelo próprio desenhador) que  o blogue português do Tex volta a divulgar, com a particularidade de exibir também o esboço inicial, assim como a arte a tinta da china para os amantes do preto & branco!


(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Fantástico!. Só espero chegar a ser tão bom quanto esses mestres que desenham para a SBE.

  2. Está fantástico, apenas com um detalhe menos bom: TEX!

    Está “magro como um cão” e com um rosto a condizer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *