As Leituras do Pedro: Tex Gigante #32 – O magnífico fora da lei & Tex Graphic Novel #5 – O vingador

As Leituras do Pedro*

Tex Gigante #32: O magnífico fora da lei
Tex Graphic Novel #5: O vingador
Mauro Boselli (argumentos)
Stefano Andreucci (desenhos)

Mythos Editora
Brasil, 2017/2018
185 x 275 mm, 242 p., pb, capa mole
205 x 275 mm, 48 p., cor, capa mole
R$ 24,90 / R$ 29,90

Preparar o caminho

Apesar de ter um percurso editorial com mais de sete décadas, a maioria das histórias de Tex restringe-se a um período muito curto da sua vida. Naturalmente, reconheço, porque foi nessa idade que o ranger se afirmou junto dos leitores e granjeou a enorme popularidade de que ainda desfruta.

No entanto, as diversas mudanças que os anos recentes trouxeram à série – cor, número de páginas, formatos, avanço para as livrarias… – na procura por novos leitores, tornou apetecível o seu passado, nomeadamente a sua juventude, com uma série de relatos que culminaram na série Tex Willer actualmente em curso em Itália e no Brasil.

Mas, como em todas as mudanças, há sempre duas faces de uma mesma moeda.

Abordar a juventude de um herói alicerçado no imaginário colectivo, é sempre um risco. Tem que haver um grande equilíbrio entre as novidades que vão ser introduzidas e o estatuto alcançado. Com as devidas diferenças a considerar, é importante garantir que – entrando já no caso presente de Tex – as acções do passado estão em linha com as acções (que reconhecemos) no presente e que o espírito do protagonista é o mesmo.

Mais ainda, para o passado ser interessante, tem que trazer algo de novo e não ser apenas uma transposição do ranger (ponderado) da idade adulta para uma mais (impulsiva) juventude, sem mais acrescentos que valorizem as novas obras.

Tex Gigante #32 - O magnífico fora da lei

Tex Gigante #32 – O magnífico fora da lei

Ora, em minha opinião, é exactamente isto que sucede em O Magnífico fora da lei, que com um toque gráfico – e a óbvia eliminação dos momentos em que o Tex actual conta as suas aventuras juvenis aos seus parceiros habituais – poderia ser facilmente protagonizado pela versão adulta, infiltrado num bando de criminosos, como já aconteceu várias vezes. Esta sensação, que me acompanhou ao longo de toda a leitura, acabou por a tornar algo incómoda e não me permitiu desfrutar – como possivelmente merecia – de um relato que não destoa da linha narrativa tradicional da série.

Tex Gigante #32 – O magnífico fora da lei

Isto, apesar de a história arrancar com o jovem Tex – ainda fora-da-lei na época – perseguido por um xerife à cabeça de um grupo de voluntários pelo seu (aparente) envolvimento num assalto com vítimas mortais. A fuga aos perseguidores e a infiltração num bando de criminosos para limpar o seu nome – relativamente a este caso concreto – são as duas linhas condutoras de uma narrativa em que Tex terá o auxílio de parceiros pontuais.

Tex Graphic Novel #5 – O vingador

Diferente, é o caso de O Vingador, que nos apresenta o jovem Tex – já após ter vingado a morte do seu pai, mas tendo ainda vivo o seu irmão Sam – mais uma vez em fuga, desta vez devido à recompensa que foi oferecida pela sua cabeça. O encadeamento da acção no período seguinte à morte do pai, a relação com o irmão e o facto de parte dela se situar no local de nascimento de Tex, dá credibilidade a este salto ao passado do ranger e torna mais interessante um relato que, apesar de contar apenas 48 páginas – no formato franco-belga que a Sergio Bonelli Editore (também) tem a vindo a explorar – revela uma consistência e uma extensão que surpreende o leitor, muito por força de uma planificação mais condensada, como atestam as quatro tiras por página.

Tex Graphic Novel #5 – O vingador

Como os autores dos dois livros são os mesmos. Mauro Boselli e Stefano Andreucci, não deixa de ser curioso como são díspares os resultados obtidos exactamente com os mesmos pressupostos, o que mostra mais uma vez que não há fórmulas milagrosas nem ideias infalíveis…

Tex Graphic Novel #5 – O vingador

*Pedro Cleto, Porto, Portugal, 1964; engenheiro químico de formação, leitor, crítico, divulgador (também no Jornal de Notícias), coleccionador (de figuras) de BD por vocação e também autor do blogue As Leituras do Pedro

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *