As capas de Júlia Kendall números 140 e 141

No próximo dia 2 de Maio a Mythos Editora publicará a edição número 140 de Júlia Kendall, Aventuras de uma criminóloga, mais um número contendo duas histórias completas (e cuja capa, de Cristiano Spadoni, apresentamos de seguida):

QUANDO TODOS MORREREM
Astrid Müller, uma ex-activista na América Central, chega a Garden City e começa a matar. Será vingança contra quem matou os seus filhos ou algo mais? O FBI não tem uma resposta a essas dúvidas e o agente Matt Bradley resolve envolver Júlia na investigação, que deverá cavar no passado da mulher para descobrir qual será o seu próximo alvo.
OS INSUSPEITÁVEIS
Crise geral, problemas familiares e pessoais… Bill, Lance e Freddy decidem largar o emprego no banco e, de íntegros e insuspeitáveis homens comuns, eles se transformam em marginais. A escalada dos crimes do trio atinge picos de violência inimagináveis. Júlia é chamada pela polícia para elaborar um perfil desses criminosos que, para melhorar de vida, estão arruinando as de muitos inocentes.

Dois meses depois, a 2 de Julho a editora paulista da fogueirinha lançará o número 141 de Júlia Kendall, mais um volume contendo duas histórias completas da famosa criminóloga de Garden City e cuja capa, também da autoria de Cristiano Spadoni, o Blogue do Tex também a divulga desde já:


ACIDENTE DE CAÇA
Mauno Lehtinen, um brilhante engenheiro informático, tem paixão pela observação de aves. Mas a última coisa que Mauno pôde enquadrar com os seus binóculos não foi uma ave, mas uma espingarda… a do caçador que estava para matá-lo! Acidente ou crime? O genial engenheiro trabalhava num projecto revolucionário que chamou a atenção das grandes empresas de informática e de poderosas indústrias bélicas. Uma investigação complicada para Júlia, que, para poder agir no mundo dos computadores, precisará da ajuda de Luther, filho de Emily, hacker por paixão.
NOS BRAÇOS DA NOITE
A polícia localiza Leo Baxter, num túnel desactivado do metropolitano, ferido por uma bala e às portas da morte. Mas o que Leo fazia naquele túnel? Júlia inicia a investigação percorrendo ao contrário o trajecto feito pelo querido amigo, que investigava o sequestro de Patrícia, a filha do chefão do crime Big Bear Drummond. Leo poderia estar agindo num terreno minado, correndo o risco de trazer à tona algo importante e perigoso!

(Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas)

3 Comentários

Responder a Thiago Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *