A capa (INÉDITA) de Tex Coleção #495

Tex Coleção nº 495, intitulado UM RANGER EM PERIGO e que será publicado neste mês de Abril, pela Mythos Editora, no Brasil, traz a segunda e última parte da história SPRINGFIELD CALIBRE 58, escrita por Claudio Nizzi e desenhada por Victor De La Fuente, “um grande de Espanha“. Estas foram as palavras com que Sergio Bonelli saudava a chegada do primeiro desenhador não nascido na Itália, que ilustrava um dos seus álbuns especiais de Tex.

O primeiro trabalho de Victor De La Fuente na série mensal foi precisamente Springfield  Calibro  58,  uma história em duas partes que começou na edição 441 da série mensal italiana, uma aventura onde Tex e Carson recebem a missão de seguir a pista de um tráfico de armas entre comancheiros e índios. As investigações levam os dois Rangers à região de Odessa, onde se veem às voltas com dois perigosos traficantes, Will Kinkaid e Sid Ketchum. Após eliminarem alguns dos comparsas de Kinkaid, os dois Rangers resolvem convencer a sócia deste em um saloon, Vera Lopez, a passar para o lado da Lei. A mulher concorda e, mesmo ameaçada pelo bandido, revela onde fica o esconderijo do bando.

Mas o motivo principal de estarmos hoje a falar do Tex Coleção nº 495 é que o mesmo trará, como habitualmente, uma capa da autoria de Claudio Villa, mas o inusitado é que se trata de uma CAPA INÉDITA, como podemos mostrar de seguida, já que nem na Itália a ilustração foi publicada como capa:

Capa (inédita) de Tex Coleção nº 495

Nesta movimentada ilustração da autoria de Claudio Villa, como já dissemos, vemos Tex Willer, em plena floresta junto a uma velha mina abandonada, a ser atacado por um imponente puma que acabaria por ser morto pelo Ranger, como podemos vislumbrar em toda a sua plenitude na ilustração original:

Ilustração original de Claudio Villa usada para capa de Tex Coleção nº 495

Outra curiosidade deveras interessante, é que a cena de capa do Tex Coleção nº 495 retrata a sequência imediata da acção na cena do número anterior, como podemos ver na capa de Tex Coleção nº 494:

Capa de Tex Coleção nº 494

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

7 Comentários

  1. Alguns colecionadores não gostaram, no entanto, desde a RGE, Globo e a Mythos sempre publicaram capas inéditas, diferentes e no caso da RGE/Globo, capas repetidas.
    O sonho de uma coleção idêntica à original italiana ainda existe, inclusive no formato Italiano.

  2. A sequência de cena não se “encaixam”, são ilustrações de histórias diferentes, o animal, em um passe de mágica ficou com a cor preta?
    O responsável pelas capas de Tex na Mythos está confuso, vem relacionando ilustrações de capa que não tem à ver com as Histórias.
    Exemplo, as revistas Tex Platinum 30 e 31, são ilustrações baseadas em Histórias desenhadas pelo Ticci e o De La Fuente, nada à ver com Histórias que estão nestas revistas, e não só essa duas, tem mais, inclusive reclamei com o Dorival à respeito disso.
    Está me lembrando a PÉSSIMA editora Globo que repetia capas, como disse o leitor acima, no caso da Mythos são ilustrações que não tem à ver com as Histórias.

    • Exatamente pard Nei, concordo contigo. O Sr. Dorival não sei o que tá acontecendo com as capas de Tex, tão vindo sem nada a ver com a história ou original, claro que é melhor uma capa inédita, mas desde que seja relacionada à história. E outra, deixe as capas inéditas pra Tex Ouro e Tex Platinum.

    • Cara lá vem a Mythos bagunçar com Tex Coleção!… Caramba meu irmão, por que fazem isso? Por que não a capa original?… Eu fico revoltado com certas atitudes da editora, ou do Dorival, seja lá quem for responsável por essas lambanças!…

  3. Na coleção da Salvat quando chegou na aventura Oklahoma deixaram de publicar a linda capa original do Galep e publicaram uma ilustração do Ticci.
    No Tex Anual 1 a mesma coisa.

    • Outra coisa por que o Sr Dorival não se pronuncia, explica o por que dessas trocas de capas, o leitor fica assim sem explicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *