NAS PEGADAS DO “MESTRE”: MÉDICO, CIENTISTA, VILÃO E ASSASSINO {1}

NAS PEGADAS DO “MESTRE”:
MÉDICO, CIENTISTA, VILÃO E ASSASSINO {1}

A Tragédia do Shanghai Lady

Por Zenaldo Nunes – Caruaru – Pernambuco – Brasil

Fevereiro de 2021

O MESTRE (Andrew Liddel): Nome original: Maestro – Criação: Mauro Boselli – Licenciador: Sergio Bonelli Editore.

**************************************************

Em 1986 o roteirista Mauro Boselli assinou seu primeiro “western de Tex”, escrito a quatro mãos com o criador do nosso ranger, Gianluigi Bonelli {22 de Dezembro de 1908, Milão – 12 de Janeiro de 2001, Alexandria / 92 anos}. Foi “A Tragédia do Shangai Lady”; lançado no Brasil em 1987. Naquela ocasião, os Texianos conheceram um novo vilão, que planejava envenenar o reservatório de água de São Francisco: Andrew Liddel, chamado de “O Mestre” por seus grandes conhecimentos científicos. Personagem criado por Boselli (que, naquele seu primeiro trabalho texiano publicado, foi o autor do argumento; “a ideia de base da trama”, que depois foi transformada em roteiro por G. L. Bonelli), mais de dez anos depois o autor resolveu trazer de volta o patife e, nas duas vezes, confiando os desenhos ao grande Guglielmo Letteri {11 de Janeiro de 1926, Roma – 2 de Fevereiro de 2006, Roma / 80 anos}.

**************************************************

1ª aparição: (TXI 309-310, Tex 215-217, TXO 5 – Boselli/G.L.Bonelli/Letteri).

TEX 215 – Com Água Até o Pescoço (Outubro de 1987 – Ed. Globo)Publicada originalmente em Tex n° 309/1986 – Sergio Bonelli Editore.

Um misterioso veleiro encalha próximo a Sausalito, na baía de San Francisco. A bordo, ninguém, exceto a morte, invisível e misteriosa, que atinge a todos que chegam perto dele. Incapaz de resolver o mistério, o Chefe de Polícia, Tom Devlin, recorre a Tex e Carson, que logo ao chegarem à cidade, percebem que estão diante de um novo e poderoso inimigo que se auto-intitula O Mestre, e quer envenenar o reservatório de água de toda San Francisco.

Personagens: Tex, Kit Carson, Tom Devlin, O Mestre – Desenho de capa: Aurelio Galleppini, “Galep” – Argumento: Mauro Boselli – Roteiro: Giovanni Luigi Bonelli, “Gianluigi Bonelli” – Desenho: Guglielmo Letteri – Número de páginas: 116 – Formato: (13,5 cm x 17,5 cm) – Preto e branco / Lombada quadrada.

A TRAGÉDIA DO SHANGHAI LADY

– Iniciando “a saga”: A Tragédia do “Shanghai Lady” – p.102.
– Primeira morte por “envenenamento” (a bordo do “Shanghai Lady”) – p.105.
Humor: Kit Carson recebe “um balde d’água” no rosto por um Chinês (fumando charuto em local proibido) – p.110.

TEX 216 – A Ameaça Invisível (Novembro de 1987 – Ed. Globo)Publicada originalmente em Tex n° 310/1986 – Sergio Bonelli Editore.

Personagens: Tex, Kit Carson, O Mestre – Desenho de capa: Aurelio Galleppini, “Galep” – Argumento: Mauro Boselli – Roteiro: Giovanni Luigi Bonelli, “Gianluigi Bonelli” – Desenho: Guglielmo Letteri – Número de páginas: 116 – Formato: (13,5 cm x 17,5 cm) – Preto e branco / Lombada quadrada.

A AMEAÇA INVISÍVEL – O SURGIMENTO DE UM VILÃO

– Surge o Mestre (de costas) e quando é chamado de “Mestre” pela 1ª vez por seu súdito (Kalang) – p.11.
– Primeira morte por envenenamento (em terra) – p.20.
1ª mensagem escrita pelo “Mestre”- p.21.
– Citado a 2ª e 3ª mensagens escritas pelo “Mestre” (aviso de 4 mortes) – p.22.
– Citado a acromegalia; disfunções endócrinas (Dr. Legista) – p.27

O Gigantismo e Acromegalia são síndromes de excesso de secreção de GH (hormônio do crescimento) quase sempre decorrentes de adenoma hipofisário. Antes do fechamento das epífises, o resultado é o gigantismo. Mais tarde, o resultado é a acromegalia (do grego “akron” = extremidade, e “mega” = grande), que produz características faciais, contração dos tendões, hipertorfia da tireóide e outras. O diagnóstico é clínico, por meio de radiografias de crânio e mãos; medida das concentrações de GH; com a remoção ou destruição do adenoma. Fonte: https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/acromegalia

– Pista de morte: 5 mortes por envenenamento (copos) – p.29.
– Primeira citação ao “Mestre”; chamando-o pelo seu nome, “Andrew” (cúmplice) – p.32.
– A doença é citada como “a maldição de Nantung” (Mestre Su-Ling) – p.49.
– Citado as ilhas da Malásia, como sendo “a origem” da maldição (Mestre Su-Ling) – p.50.

A Malásia tem 878 ilhas, daquelas inabitadas e acessíveis às solitárias e distantes. Pela costa oeste da península, pode-se conhecer a popular ilha de Langkawi, com praias tropicais e resorts de luxo; também a ilha de Penang, com arquitetura colonial e floresta primitiva. As Ilhas Perhentian, na costa leste, oferecendo uma atmosfera relaxante. Tudo isso a poucas horas de Kuala Lumpur. Apesar das ilhas da vizinha Tailândia serem mais famosas, as centenas de ilhas da Malásia são certamente tão bonitas quanto. 

DIÁRIO DE BORDO DO SHANGHAI LADY

– Diário de bordo do Capitão do Shanghai Lady; “Richard Davis”: 2 de Maio / Sepultado no mar a 4ª vítima em 2 dias, estando na metade do caminho entre o Havaí e a Costa da Califórnia (4 mortos) – p.54

O Estado do Havaí (Mokuʻāina o Hawaiʻi) é o mais novo dos 50 estados que compõem os Estados Unidos. Localizado ao norte do Oceano Pacífico, sua capital é Honolulu, na ilha de Oahu. Com uma área total de 16,637 km². A população é de cerca de quase 1.500 habitantes, e na maioria seguidores do cristianismo de rito católico. As línguas oficiais são o inglês e o havaiano. A moeda corrente é o dólar americano. Fonte: https://www.infoescola.com/

– Diário de bordo: 24 de Maio / mais 1 cadáver – p.55.
Nota: É citado que “o único passageiro” do Shanghai Lady era um certo Sr. Falkner (Andrew Liddel), sob falsa identidade}; mas havia seu empregado Malaio Kalang; o 2º passageiro. (a tripulação não é contada como passageiros) – p.55.

– Diário de bordo: 24 de Maio: “Andrew Liddel”, de Boston formado em Medicina e especializado em doenças tropicais – p.55.
– Diário de bordo: 25 de Maio / mais 1 cadáver – p.55.
– Diário de bordo: 27 de Maio / mais 1 cadáver em 26 de Maio – p.56.
– Diário de bordo: 27 de Maio / “possível morte” do Capitão Richard Davis – p.56.
– Mostrado o “Diploma de Medicina” de Andrew Liddel (Tom Devlin) – p.56.
– A 4ª mensagem escrita pelo “Mestre”- p.74.
– Pedido de resgate por mensagem escrita: Um milhão de dólares em ouro – p.75.
– Citado Andrew Liddel, formado em Medicina tropical (Tom Devlin) – p.76. {ver p.55}
Nota:
A medicina tropical é um campo da medicina que nasceu no fim do século XIX e descreve as doenças que ocorrem em regiões tropicais e são transmitidas por vetores intermediários, que são os insetos, os moluscos ou os vermes. O pai dessa ciência é o médico inglês Patrick Mason, que descreveu a importância dos vermes na filariose (elefantíase) e o papel do mosquito na transmissão da malária. Assim, países Europeus começaram a investigar a origem de tais doenças, inicialmente a malária, que impediam a colonização de regiões tropicais. Fonte: https://www.infoescola.com/

– Bacilos da doença, visualizados em microscópio (ampliação de 1 gota de água infectada recolhida do “Shanghai Lady”) – p.78.

– Os bacilos da doença desconhecida, são classificados como A Ameaça Invisível (título da edição nº 216) – p.78.
Nota: A “Cólera” é citada como debelada em Londres, pelo uso de filtros de areia que eliminam a maior parte das impurezas; tornando a água potável; purificada antes de entrar nos canos das residências – p.82.

Entre 1853 e 1864, a epidemia em Londres ceifou mais de 10.000 vidas e houve mais de 23.000 mortes em toda a Grã-Bretanha. Esta pandemia foi a que provocou mais mortes no século XIX. Em Londres, foi o pior surto na história da cidade, ceifando 14.137 vidas, mais do dobro do que o surto de 1832. Naquela época, Londres estava em pleno vapor – coração do vasto império da Rainha Vitória e portanto, um centro de comércio internacional. Sua população estava crescendo rapidamente; havendo aglomeração e miséria. Fonte: BBC NEWS/BRASIL (Julho/2020) – Desenhos: https://jornal.amormais.pt/

Uma corte para o rei da cólera“, diz esta ilustração de 1852, que descreve uma cena típica de condições superlotadas e insalubres nas favelas de Londres. A cólera apareceu pela primeira vez na Grã-Bretanha em 1831, e surtos ocorreram regularmente em Londres em meados do século 19. Fonte: BBC NEWS/BRASIL (Julho / 2020).

TEX 217 – O Rancho dos Homens Perdidos (Dezembro de 1987 – Ed. Globo)Publicada originalmente em Tex n° 311/1986 – Sergio Bonelli Editore.

Personagens: Tex, Kit Carson, Mestre – Desenho de capa: Aurelio Galleppini, “Galep” – Argumento: Mauro Boselli – Roteiro: Giovanni Luigi Bonelli, “Gianluigi Bonelli” – Desenho: Guglielmo Letteri – Número de páginas: 116 – Formato: (13,5 cm x 17,5 cm) – Preto e branco / Lombada quadrada.

NOS ESGOTOS DE SAN FRANCISCO

– Morre o assassino Malaio Kalang (baleado) – p.27.
– Morre assassinado o aliado Mestre Volker (punhal envenenado) – p.37.
– Surge a face do “Mestre” – p.69.
– “O Mestre” contamina-se com frascos quebrados (sua maleta) – p.74.
– Tentativa do “Mestre” de “injetar o antídoto” em seu corpo (fracassada) – p.75.
– Revelado sua face; contaminado com o vírus (o Mestre) – p.76.
– “O Mestre” bebe pequena parte do antídoto (retardando a ação do bacilo) – p.77.
– Injetado “antídoto” no “Mestre”; salvando-lhe a vida (hospital) – p.77.
– Destino do “Mestre”: Manicómio Judiciário de Atlanta (EUA) – p.77.
Nota: Nos Estados Unidos, o primeiro manicómio criminal foi implantado no ano de 1855. Fonte: https://www.reme.org.br/Home

– “O Mestre” é chamado de “Génio” (Tom Devlin) – p.78
– Trem de San Francisco ao Arizona (South Pacific) – p. 79.

A Southern Pacific Transportation Company, primeiramente Southern Pacific Railroad (1865-1885) e Southern Pacific Company (1885-1969). Foi uma ferrovia norte-americana com Sede em San Francisco, Califórnia e área de operação: Arizona, Califórnia, Louisiana, Nevada, Novo México, Oregon, Texas, Utah, Colorado, Arkansas, Oklahoma, Kansas, Missouri, Iowa e Illinois. Fonte: https://www.farwest.it/

O 1º ASSALTO A UM TREM EM MOVIMENTO NO VELHO OESTE

Nota: Na noite de 6 de Outubro de 1866, John Reno, Sim Reno e Frank Sparkes embarcaram em um trem que fazia a rota de Mississipi a Ohio, renderam um guarda e arrombaram um cofre contendo algo entre US$ 10.000 a US$ 16.000 dólares. Com o trem em movimento, empurraram um cofre maior para fora, onde o resto da quadrilha, conhecida como a gangue dos irmãos Reno, esperava. Não conseguiram abrir o segundo cofre e fugiram. Aconteceu próximo a Jackson County, Indiana, e era a primeira vez que se tinha notícia de um assalto a um trem em movimento. Até então, assaltos aconteciam com o trem parado em alguma estação ou em terminais de carga. Foram a primeira gangue de assaltantes de que se tem notícia, e logo o método tornou-se popular. Com o tempo, as linhas de trem passaram a se defender. Homens armados eram embarcados nos trens, assim como começaram a ser utilizados vagões carro-forte. Em função disso, no final dos anos 1800 o roubo a trem tornou-se uma tarefa muito difícil e perigosa. Os irmãos Reno foram capturados dois anos depois, em 1868, e, neste mesmo ano, foram enforcados por uma multidão que invadiu a cadeia onde estavam presos. A maior parte do dinheiro de seus roubos nunca foi recuperada. Fonte: https://nahistoriadehoje.wordpress.com/

1º PEDIDO DE RESGATE: US$ 1.000.000 (Um milhão de dólares em ouro) – Vírus – São Francisco.

**************************************************

Relançamento da 1ª aparição do “Mestre” (TXI 309-310, Tex 215-217, TXO 5 – Boselli/G.L.Bonelli/Letteri).

1ª história – O Rancho dos Homens Perdidos (Março de 2003 – Ed. Mythos) – Publicada originalmente em Tex n° 309-311/1986 – Sergio Bonelli Editore.

Os cheyennes do chefe Faca Comprida se rebelam e atacam um rancho à beira do deserto. Para piorar, ainda raptam a filha do dono do rancho. Apenas Águia da Noite e Kit Carson podem apaziguar os índios e salvar a moça.

Personagens: Tex, Kit Carson, Cheyennes – Desenho de capa: Aurelio Galleppini, “Galep” – Arte: Claudio Villa – Argumento: Giovanni Luigi Bonelli – “Gianluigi Bonelli” – Número de páginas: 308 – Formato: (13,5 cm x 17,5 cm) – Preto e branco / Lombada quadrada.

SURGE “O MESTRE”

2ª história – A Tragédia do Shangai Lady (Março de 2003 – Ed. Mythos) – Publicada originalmente em Tex n° 309 – 311/1986 – Sergio Bonelli Editore.

Um misterioso veleiro encalha próximo a Sausalito, na baía de San Francisco. A bordo, ninguém, exceto a morte, invisível e misteriosa, que atinge a todos que chegam perto dele. Incapaz de resolver o mistério, o Chefe de Polícia, Tom Devlin, recorre a Tex e Carson, que logo ao chegarem à cidade, percebem que estão diante de um novo e poderoso inimigo que se auto-intitula O Mestre, e quer envenenar o reservatório de água de toda San Francisco.

Personagens: Tex, Kit Carson, Tom Devlin, O Mestre – Desenho de capa: Aurelio Galleppini, “Galep” – Arte: Guglielmo Letteri – Argumento: Mauro Boselli, Giovanni Luigi Bonelli – “Gianluigi Bonelli”.

ARCO HISTÓRICO DA 1ª APARIÇÃO DO “MESTRE”
(Relançamento – TEX EDIÇÃO DE OURO nº 5)

1º PEDIDO DE RESGATE: US$ 1.000.000 (Um milhão de dólares em ouro) – (ver Tex 215-217)


**************************************************

Nota: “Arcos históricos” no Brasil: (1987, 1998, 2019 – Tex regular) e (2003, 2012 – Tex Edição de Ouro). Fontes: Tex Willer Blog {Portugal}, Texbr, Guia dos Quadrinhos {Brasil}, sites/páginas/web.

Nota final: Diante do “cenário atual” em que o mundo está passando (Pandemia do COVID-19); além de “estudar, ensinar e trabalhar com Ciência“; ousei fazer esta “busca investigativa” nos arcos históricos supracitados; diante das narrativas propostas de complô, traição, suborno, chantagem, ganância, politicagem, ódio, preconceito, racismo, escravidão, doença, morte, cura e sobrevivência. Vivendo estas aventuras; teremos os “registros históricos“, agregados com conhecimentos e curiosidades. Nestas “batalhas” realísticas, subjetivas, fictícias ou filosóficas: {bem X mal; herói X vilão; mocinho X bandido; vacina X vírus}; vos apresento “O Mestre“.

Foto: Zenaldo Nunes

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Para ler a segunda parte da matéria de Zenaldo Nunes dedicada ao Mestre intitulada “A Volta do Mestre“, clique AQUI!
Para ler a terceira parte da matéria de Zenaldo Nunes dedicada ao Mestre intitulada “A Sombra do Mestre“, clique AQUI!

10 Comentários

    • Obrigado pard Diogo; pelo teu incentivo e credibilidade confiado a mim nestas pesquisas. Imensa “responsabilidade” em cada ponto e vírgula. Feliz e honrado em “fazer parte” da história do FANTÁSTICO Tex Willer.

    • Material inédito e muito importante para todos os Texianos, parabéns ao pard Zenaldo por essa obra jamais editada visando um Inimigo de Tex.

      • Obrigado pard Alexsandre. É dito que por trás de um grande herói, há um grande vilão; verdade; entretanto digo também, que por trás de um grande vilão, há um grande herói. Que “Manitu” me conceda mais idéias, para que possamos aprender juntos, além da narrativa histórica deste fantástico universo de aventuras. Abraço Texiano.

  1. Uma Maravilha de matéria e um esplêndido trabalho de pesquisa e coleta de informações. Parabéns pard Zenaldo…

    • Obrigado pard João. Você é um dos que aumenta minha motivação em aprender, ensinar e divulgar cada vez mais, a “saga” do Maravilhoso herói Tex Willer; a “Águia da Noite”.

  2. A dedicação que Zenaldo tem pela personagem Tex deve ser reconhecida internacionalmente. Um trabalho belíssimo que deve fazer parte com louvor da história da personagem Tex Willer no mundo!

    • Obrigado pard Adilson. Lembro quando falaste que voltaste a comprar, ler e gostar mais ainda de Tex por “minha causa“; o que me dá um grande “orgulho nobre”; pois além de ser um colecionador e grande conhecedor das histórias em quadrinhos; és também fã do Faroeste, além de ser um grande amigo. Gracias!

  3. Parabéns, pard Zenaldo pelas informações! Tex também é cultura e das boas por sinal! Eu tenho todas essas edições onde aparecem o Mestre e seus cúmplices. Curiosamente, é um dos poucos personagens do mundo do Tex que realmente está morto (ainda tenho dúvidas sobre Proteus. Rsrsrsrs), mas que rendeu boas histórias.

    • Obrigado pard Cícero. Por sinal, muita cultura neste fantástico universo de aventuras. Espero poder continuar motivado e inspirado para as pesquisas e descobrimentos, dentro das narrativas históricas e compartilhar este aprendizado; além dos “balões falantes”. Quanto a “Proteus”; o meliante foi visto pela “última vez”, sendo alvejado com um tiro calibre 45 na região do coração e atropelado por um trem. (Só se Mefisto “o trouxer”, rs, rs). Abraço Texiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *