O MURRO de Tex a Carson… CENSURADO

Por José Carlos Francisco

O Murro de Tex a Carson… CENSURADO

Muitas das vezes, páginas desenhadas e legendadas, ou até mesmo capas já totalmente prontas acabam por nunca chegar a ver a luz do dia, inclusive no que a Tex diz respeito.

Um dos casos mais famosos, obrigou à mudança de algumas vinhetas desenhadas por Aurelio Galleppini e escritas por Guido Nolitta (Sergio Bonelli) assim como à mudança da própria capa e título da história…

Tratou-se de um litígio entre Tex e Carson, com um consequente murro do primeiro ao segundo. A vinheta fazia parte de uma sequência que deveria comparecer na edição italiana nº 243 (157 no Brasil) de Tex, “Il segno di Cruzado“.

E tudo começou quando alguns jovens Navajos da tribo de Tex impulsionados por um incompreendido sonho de glória, juntaram-se às sanguinárias bestas do bando Paiute de Cruzado. Kit Carson chegou à aldeia, depois de uma longa cavalgada para informar Tex dos massacres cometidos pelo bando, exausto, agressivo, fora de si, num estado quase febril e fora de controlo, o que obrigou o Tex a dar-lhe um potente murro para o fazer voltar à razão, um gancho direito à mandíbula de Carson que tinha então funções terapêuticas.

Mas a sequência parecia demasiado “forte” para os leitores de Tex. Houve um debate na redacção. O editor Sergio Bonelli, era um dos defensores do “sim” à publicação da sequência e expôs as suas razões… porém, como se sabe hoje em dia, o “não” venceu. A sequência considerada excessiva foi eliminada, assim como a capa de Galep teve que ser redesenhada e o título da história alterado (inicialmente intitulava-se “Ore disperate“), provando desse modo, que às vezes, os editores também perdem.

A capa de Aurelio Galleppini inspirava-se precisamente na sequência interna que Guido Nolitta, tinha escrito e onde então dois eternos e inseparáveis amigos – praticamente irmãos – andavam aos murros, um pouco à Mister No e Esse-Esse!

A famosa capa de Tex, realizada por Galep, censurada pela redacção Bonelli

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

4 Comentários

  1. Bah, tenho que discordar do Sergio Bonelli nessa, o soco parece exagerado demais (tanto que era a capa do gibi), parecia feito mais pra chamar a atenção mesmo.

    Nem quando Carson ficou fora de si por motivos externos em outras historias Tex pegou tão pesado com ele.

    Bom ver que os editores nem sempre fazem besteiras com as histórias

  2. Creio que a mudança foi muito drástica mesmo, isto é, desde a chegada de Carson na aldeia, visto que nas cenas da história, Carson não chega nessa irritação toda na aldeia, ele chegou BEM MAIS IRRITADO em NAVAJOS EM PÉ DE GUERRA (Sangue Navajo), hehehe

  3. Foi bom esta história ter mudado, estava muito apelativa, fazendo de um ranger experiente como Carson uma pessoa extremamente emotiva e sem controle em situações difíceis, muito pelo contrário, o Carson de Gian Luigi Bonelli já salvou Tex muitas vezes.
    Realmente, Sergio Bonelli exagerou, e foi correto os outros componentes da redação não concordarem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *