Relógio (oficial) de homenagem a Tex pelos seus 70 anos

Relógio (oficial) de homenagem a Tex pelos seus 70 anos

Tex Willer, como todos sabemos, é um personagem imaginário protagonista da série (de banda desenhada) Tex, um dos mais conhecidos de sempre na banda desenhada italiana, escrito e criado por Giovanni Luigi Bonelli e pelo desenhador Aurelio Galleppini em 1948 e ainda hoje publicado pela Sergio Bonelli Editore. O personagem, inicialmente um dos tantos justiceiros solitários, conquista rapidamente um lugar de imenso respeito na história da banda desenhada.
A série de banda desenhada da qual é protagonista está entre os quadradinhos italianos mais conhecidos e publicados no estrangeiro, tanto na Europa como em outros países do mundo; depois de setenta anos continua a ser protagonista de novas histórias realizadas também por autores estrangeiros, continuando a ser reeditadas as precedentes.

Relógio (oficial) de homenagem a Tex pelos seus 70 anos

É desta forma que Tex Willer é apresentado, em 2018, pela LABORATORIUM, a conceituada empresa italiana de relógios de pulso, numa colecção de sete relógios de pulso dedicada a heróis da banda desenhada e que para além de Tex inclui Dylan Dog, Martin Mystère, Zagor, Fantasma, Mandrake e Flash Gordon.

As horas dos heróis de banda desenhada

O relógio dedicado a Tex, assim como os restantes desta colecção é realizado e vendido apenas sob reserva. Os interessados podem contactar a LABORATORIUM (que garante em todos os relógios 2 anos de garantia sobre todos os defeitos de fabricação) através do e-mail info@laboratorium.it

Colecção de relógios de personagens de banda desenhada

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

9 Comentários

  1. Sabe eu sempre achei o Fantasma e Mandrake com cara de Bonelli. Eu se fosse da diretoria da editora, pegaria a licença e publicaria as histórias dos dois heróis, com roteiristas e desenhistas da casa Bonelli, e modernizava-os. Seria um grande sucesso.

  2. Por falar em Fantasma, soube agora que a Mythos vai traze-lo de volta. Você tem mais informações, Zeca ?

    • Banzé, pelas informações que eu possuo acho que a Mythos vai fazer uma revista mensal, formatinho, 64 páginas coloridas, histórias inéditas.
      E uma no formato 16 x 21, bimestral, colorida, 64 ou 80 páginas, também com histórias inéditas.
      Isto porque descobriu-se muitas histórias inéditas do desenhador Sy Barry, um dos melhores que já fizeram Fantasma.

  3. Infelizmente a Mythos vai voltar a insistir com o Fantasma em formatinho, como fez da última vez. As edições que forem em formatinho eu não vou comprar.

    Sempre li o personagem em formato americano pela RGE. Quando eles passaram para o formatinho eu deixei de comprar. Acho um desrespeito publicar O Fantasma ou Madrake em formatinho. Personagens clássicos merecem mais respeito.

    Se houver edições em formato maior eu comprarei, mas em formatinho já basta o Tex, que eu já acho o cúmulo espremer seus desenhos em tampouco espaço.

  4. Que pena que não teremos o material sueco do Fantasma, o Fantomen da editora Egmont. E o Dorival tem um grande amor pelo formatinho, nunca vi isso. Deve ser o maior defensor deste formato no Brasil e Portugal. Não sei se os custos são mais baixos que o formato Bonelli italiano ou no formato americano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *