Entrevista com o fã e coleccionador: Gilberto Moraes

Entrevista conduzida por José Carlos Francisco.

Para começar, fale um pouco de si. Onde e quando nasceu? O que faz profissionalmente?
Gilberto Moraes: Nasci no interior de Campo Largo, tenho 48 anos e  actualmente moro e trabalho em Curitiba.

Quando nasceu o seu interesse pela banda desenhada?
Gilberto Moraes: Comecei a ler quadrinhos com 7 anos, lia Tio Patinhas.

Quando descobriu Tex?
Gilberto Moraes: Descobri Tex com 10 anos através de um irmão!

Porquê esta paixão por Tex?
Gilberto Moraes: A variedade das histórias, Tex é uma surpresa a cada nova revista.

O que tem Tex de diferente de tantos outros heróis dos quadradinhos?
Gilberto Moraes: Tex é diferente, é uma pessoa de verdade, não tem super-poderes, apenas as suas armas e a sua inteligência!

Qual o total de revistas de Tex que você tem na sua colecção? E qual a mais importante para si?
Gilberto Moraes: Hoje tenho 188 revistas do Tex e 8 livros, no passado eu lia e tinha que trocar nos sebos para poder continuar lendo, se não fosse isso eu teria a colecção COMPLETA. Para mim TODAS são importantes, mas uma é ESPECIAL por ser a número 1 do Tex Coleção e por ter sido um presente do meu PAI que também lia e admirava o Tex!

Colecciona apenas livros do Tex ou também de outras personagens?
Gilberto Moraes: Por enquanto apenas as revistas e alguns livros.

Qual o objecto Tex que mais gostaria de possuir?
Gilberto Moraes: As estatuetas do Mundo do Tex e uma edição original italiana.

Qual a sua história favorita? E qual o desenhador de Tex que mais aprecia? E o argumentista?
Gilberto Moraes: A minha história favorita é “El Muerto”, mas tem outras, muitas outras. Desenhador que mais aprecio, são três: José Ortiz, Claudio Villa e Fabio Civitelli! Quanto a escritores a minha preferência vai para Claudio Nizzi e Mauro Boselli.

O que lhe agrada mais em Tex? E o que lhe agrada menos?
Gilberto Moraes: O que mais me agrada são os belos desenhos e os óptimos roteiros. O que me desagrada mais são os preços.

Em sua opinião o que faz de Tex o ícone que é?
Gilberto Moraes: A longevidade do personagem que acabou de fazer 70 anos seguindo sempre a mesma linha editorial e mantendo a tradição.

Costuma encontrar-se com outros coleccionadores?
Gilberto Moraes: Sim, pessoalmente e virtualmente através de grupos de coleccionadores de Tex.

Para concluir, como vê o futuro do Ranger?
Gilberto Moraes: MUITO PRÓSPERO, continuando a nos encantar com as histórias e a cativar cada vez mais novos leitores!

 

.

Prezado pard Gilberto Moraes, agradecemos muitíssimo pela entrevista que gentilmente nos concedeu.

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *