Dylan Dog: Os inquilinos arcanos – ESTA quinta-feira com o jornal Público

Capa do volume 10 da Colecção Bonelli – Dylan Dog & Os Inquilinos Arcanos

Por Levoir

* Chega hoje às bancas o décimo e último volume da Colecção Bonelli, intitulado “Dylan Dog – Os Inquilinos Arcanos”..

Depois de ter protagonizado o terceiro volume, com o clássico Johnny Freak, Dylan Dog regressa para encerrar esta colecção, num volume que recolhe três histórias curtas a cores. A primeira, “Os Inquilinos Arcanos“, é uma história em três capítulos autónomos, mas que se completam, publicada originalmente na revista Comic Art. Assinada por Tiziano Sclavi, o seu criador e por Corrado Roi, um dos melhores desenhadores da série Dylan Dog, “Os Inquilinos Arcanos” centra-se nos estranhos fenómenos que afectam um edifício em Londres, o condomínio Castevet.Apesar do número reduzido de páginas, todos os elementos que caracterizam o trabalho de Sclavi estão presentes de forma concentrada, começando pelo humor negro, o toque surreal e as homenagens e citações. Ilustrada por Corrado Roi, cujo fabuloso trabalho é perfeito na criação do ambiente opressivo, esta história em três partes tem também a singularidade de ser umas das raras aventuras de Dylan Dog em que este troca a habitual camisa vermelha, que se tornou a sua imagem de marca, por uma simples camisa branca.As outras duas histórias que completam esta edição, foram publicadas na revista Dylan Dog Color Fest. “O Grande Nevão“, assinala a estreia do argentino Enrique Breccia (“A Vida de Che“) na Bonelli, aproveitada pelo argumentista Luigi Mignaco para fazer uma bela homenagem à mais importante BD argentina, El Eternauta, de Oesterheld e Solano Lopez.Finalmente, em “Bailando com um Desconhecido“, Nives Manara ilustra uma história de fantasmas escrita por Barbara Baraldi. Uma história com uma sensibilidade bem feminina, escrita por uma fã de Dylan Dog que se tornou uma das principais argumentistas da série e ilustrada com uma delicadeza também feminina por Nives Manara, a irmã mais nova de Milo Manara, bem reveladora da dimensão feminina de Dylan Dog, uma série de que muitas fãs e leitoras se tornam também autoras.Características deste volume 10 da Colecção Bonelli
Tradução – João Miguel Lameiras
Prefácio – Filipe Melo
Capa dura
Cores
Nº páginas – 120
Formato – 190 x 260mm
Preço 10,90€

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *