As vinhetas de Tex REDESENHADAS por Ernesto Garcia Seijas

Ernesto Garcia Seijas e a aventura “Il fuggiasco”

Por José Carlos Francisco

Ler uma história de Tex, é uma aventura maravilhosa,  mas poder apreciar os originais desenhados pelos desenhadores, é uma aventura muito maior. É uma daquelas coisas que nos fica na memória para toda a vida. Além disso, através da visão e apreciação ao pormenor dos originais, apercebe-se que entre a prancha desenhada pelo autor e a página que será impressa, por vezes há algumas mudanças, umas mais subtis, outras menos, como por exemplo se pode constatar nas diversas vinhetas de Ernesto Garcia Seijas que foram refeitas mais tarde, como damos a conhecer hoje aos nossos leitores.

Página 5, 1ª vinheta

Página 114, 4ª vinheta

Trata-se sem dúvida alguma de um TEXouro valiosíssimo até por se tratar de material único e não publicado como podem confirmar nas diversas imagens que ilustram este texto e que mostram num primeiro momento as vinhetas originais e de seguida as redesenhadas (já com o texto escrito) pelo mestre argentino, certamente por ordem de Sergio Bonelli, já que em 2008, ano de publicação desta história (“Il fuggiasco“, Tex nº 572, de Mauro Boselli e Seijas, no Brasil “O fugitivo“, Tex nº 475 ) era o já falecido editor milanês quem era o responsável máximo pelo Ranger criado em 1948 pelo seu pai, Gian Luigi Bonelli e pelo desenhador Aurelio Galleppini.

Página 16, 1ª vinheta

Mas voltando às vinhetas, é delicioso comparar os quadradinhos (impressos e os não publicados) e ver as mudanças ocorridas e deduzir o porquê de tais mudanças… se bem que por vezes essas mudanças são bem mais comuns do que muitos pards imaginam já que muitas vezes no decurso de uma história o desenhador tem que refazer vinhetas ou até páginas inteiras por não estar agradado de todo com a sua interpretação, ou por exigência do guião e/ou do escritor ou até do próprio editor… como já aqui mostramos por diversas vezes!

Página 30, 1ª vinheta

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *