Entrevista com o fã e coleccionador: Guido Claudino Succi

Entrevista conduzida por José Carlos Francisco.

Para começar, fale um pouco de si. Onde e quando nasceu? O que faz profissionalmente?
Guido Claudino Succi: O meu nome é Guido Claudino Succi, hoje com 47anos, nasci em Arapongas, estado do Paraná, em 18 de Fevereiro de 1968. Sou empresário contábil e pai de duas lindas filhas: Karen e Karina.

Quando nasceu o seu interesse pela Banda Desenhada?
Guido Claudino Succi: Quando criança sempre admirei os desenhos animados eas histórias aos quadradinhos.

Quando descobriu Tex?
Guido Claudino Succi: Aos 11 anos um amigo na cidade de Japorã, no Mato Grosso do Sul, apresentou-me o Ranger Tex. Era a edição número 98, “São Francisco“.

Porquê esta paixão por Tex?
Guido Claudino Succi: Esta primeira aventura, do “Barba Negra”,  foi paixão à primeira vista. A história tem um realismo fantástico que me cativou pelo resto da vida.

O que tem Tex de diferente de tantos outros heróis dos quadradinhos?
Guido Claudino Succi: É difícil descrever. Tex tem o dom de cativar, com histórias incríveis e determinação, fazendo justiça com cenários incríveis, tanto do velho Oeste norte-americano como até do norte do Canadá.

Qual o total de revistas de Tex que você tem na sua colecção? E qual a mais importante para si?
Guido Claudino Succi: Hoje tenho aproximadamente 1.200 revistas. Em termo de raridade é o nº 1 da 1ª edição: “O Signo da Serpente” adquirida recentemente. Também tem o nº 262 da edição Italiana: “Le colline della paura” enviado por meu irmão, Célio Roberto Succi em Agosto de 1982.

Colecciona apenas livros ou tudo o que diga respeita à personagem italiana?
Guido Claudino Succi: Gosto de tudo que diz respeito à personagem Tex. Porém tenho pouca coisa a respeito.

Qual o objecto Tex que mais gosta de possuir?
Guido Claudino Succi: São dois os objectos do mundo de Tex que eu mais gosto de possuir na minha colecção: o chaveiro (porta-chaves) do Tex e mais recentemente a estatueta de Tex.

Qual a sua história favorita? E qual o desenhador de Tex que mais aprecia? E o argumentista?
Guido Claudino Succi: Tex nº 112 traz a minha história preferida: “El Muerto”. Os melhores desenhadores para mim são Fabio Civitelli e Alessandro Piccinelli e o argumentista que mais aprecio é o Mauro Boselli.

O que lhe agrada mais em Tex? E o que lhe agrada menos?
Guido Claudino Succi: Gosto da determinação e persistência em fazer Justiça. Não me agrada muito, quando resolve de maneira muito fácil, situações que na vida real seria bem mais difícil.

Em sua opinião o que faz de Tex o ícone que é?
Guido Claudino Succi: A sua maneira de fazer justiça num cenário inigualável, com histórias cativantes e envolventes.

Costuma encontrar-se com outros coleccionadores?
Guido Claudino Succi: Sim. Fui três vezes a encontro de coleccionadores em São Paulo e  pretendo ir em Tangará, no estado de Santa Catarina em Janeiro de 2016. Também faço parte do Clube do Tex e nos relacionamos constantemente pela Internet.

Para concluir, como vê o futuro do Ranger?
Guido Claudino Succi: Sempre será um futuro promissor. Temos muitos novos leitores e coleccionadores. As publicações actuais superam as do passado. Hoje temos diversas colecções, entre elas: Tex Edição Gigante em Cores, Tex Ouro, Tex Coleção, etc.
São colecções que fascinam e que existirão por muito tempo.

Prezado pard Guido Claudino Succi, agradecemos muitíssimo pela entrevista que gentilmente nos concedeu.


(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

6 Comentários

  1. Gente muito boa, o nosso Guido, ou PPP, como “carinhosamente” o chamo nos bate papos, (Paulista Patife e Picareta). Abraços a esse grande parceiro e ao Zeca…

  2. O Guido é um super cara, gente boa, conheci nos Fest Comix, quando acompanhado da esposa.
    Seria muito bom recebê-lo numa Expo-Tex em Jampa City. Goza suas férias agora em outubro e vem pra cá.
    Olhando as fotos, pensei que havia ‘vendido’ os livros Tex no Brasil, mas encontrei com ajuda de uma ‘lupa’ espremido junto do Tex em Cores. Ô amigo, um lugar de destaque aí pros livros (pode ser no chão, bem visível – kkkk).
    E sempre simpático e bem humorado o nosso amigo Neimar Testa Quente, um sujeito de ouro dos Hualpais.
    Abraço e parabéns pela belíssima coleção, bem arrumada.

  3. Excelente entrevista pard Guido, saiba que vocè é um associado de primeira grandeza em nosso Clube Tex Brasil que tive a honra de conhecer no II Encontro Nacional em São PauloSAMPA FUMETTI COM“. Sucesso nessa empreitada em completar a sua coleção, pois sei que é muito difícil.
    Aviso a todos que qualquer gibi na loja do clube custa somente R$ 5,00 para associado do clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *