Entrevista com o fã e coleccionador: Ilson Nogueira Junior

Entrevista conduzida por José Carlos Francisco.

Ilson Nogueira JuniorPara começar, fale um pouco de si. Onde e quando nasceu? O que faz profissionalmente?
Ilson Nogueira Junior: Chamo-me Ilson Nogueira Junior, sou natural de Angatuba no interior do Estado de São Paulo, Brasil. Nasci no dia 2 de Setembro de 1980, actualmente resido na cidade de Itapetininga, também interior do Estado de São Paulo, onde trabalho em uma fábrica de baterias.

Quando nasceu o seu interesse pela Banda Desenhada?
Ilson Nogueira Junior: Quando tinha 8 anos de idade comecei a ler “Tex”, conheci a revista através do meu pai que era um coleccionador, ele comprava a revista mensalmente e depois que ele terminava de ler era a minha vez.
Foi assim que começou o meu interesse pelas revistas em quadradinhos, encantavam-me desde aquela época as tramas das histórias e os excelentes desenhos de Tex. Comecei a frequentar as bancas da cidade de Cotia (São Paulo), onde eu residia nessa época e logo me interessei também por “Zagor” e posteriormente “Mister No”.
Hoje em dia, além de Tex e Zagor, também colecciono “Mágico Vento” e “Aventuras de Uma Criminóloga”.

Ilson Nogueira Junior e o Blogue de JúliaPara aqueles que ainda não estão bem identificados, fale-nos um pouco da sua paixão por Júlia (Aventuras de Uma Criminóloga), paixão essa que o levou a criar inclusive o blogue de Júlia Kendall?
Ilson Nogueira Junior: Júlia foi criada pelo genial Giancarlo Berardi, autor que eu admiro muito, que inclusive elaborou todos os argumentos da série até hoje, isso apenas já seria suficiente para acender a minha paixão por Júlia, porém é mais do que isso. As histórias de Júlia são brilhantes, realistas, emocionantes, e por vezes polémicas e chocantes, e ainda conta com alguns dos melhores desenhadores da Editora Bonelli.
Apesar de já estarmos na edição 59 de Júlia aqui no Brasil, desde o início da publicação da revista pela Editora Mythos houve boatos de que Júlia poderia ser cancelada devida a sua vendagem ser baixa.
Como já havia lido por mais de uma vez todas as edições publicadas no Brasil, senti-me um especialista em Júlia, então criei o Blogue “Aventuras de Uma Criminóloga” (www.juliahq.blogspot.com) com o intuito de ajudar na conquista de novos leitores e ainda ter um local em que eu pudesse trocar ideias com outros leitores de Júlia.

Ilson Nogueira JuniorPassando agora ao Ranger que dá nome a este blogue, quando descobriu Tex?
Ilson Nogueira Junior: Como informei anteriormente foi aos 8 anos de idade, através do meu pai que já é falecido, ele era um coleccionador de Tex. A minha própria colecção eu comecei quando me tornei adolescente e comecei a trabalhar, podendo assim comprar as revistas mensalmente. Na época Tex era publicado no Brasil pela Editora Globo.

Porquê esta paixão por Tex?
Ilson Nogueira Junior: Gosto muito de todas as publicações da Editora Bonelli e Tex é o pai de todas as revistas da editora. As aventuras de Tex são interessantes e inteligentes e seu estilo marcante está presente há muitas décadas.

Ilson Nogueira JuniorO que tem Tex de diferente de tantos outros heróis dos quadradinhos?
Ilson Nogueira Junior: Acho que principalmente o carisma da personagem, seu senso de justiça e lealdade são sua marca registrada. Tex é uma personagem muito confiante e corajosa, desafia qualquer um em nome do que acredita que seja o correcto.

Qual o total de revistas de Tex que você tem na sua colecção? E qual a mais importante para si?
Ilson Nogueira Junior: Não sei ao certo o total de revistas de Tex que tenho na minha colecção, infelizmente faltam-me centenas de edições para completá-la, porém tenho muitas da Editora Globo e quase todas da Editora Mythos. Todas as edições são importantes para mim, mas se tiver que escolher fico com o “Tex Edição Especial –  O Vale do Terror” que foi desenhado por Magnus.

Ilson_007Colecciona apenas livros ou tudo o que diga respeita à personagem italiana?
Ilson Nogueira Junior: Apenas as revistas em quadradinhos mesmo.

Qual o objecto Tex que mais gostava de possuir?
Ilson Nogueira Junior: Gostaria de possuir um póster para quando eu tiver um cómodo em casa que eu possa transformar na minha BiblioTEX.

Qual a sua história favorita? E qual o desenhador de Tex que mais aprecia? E o argumentista?
Ilson Nogueira Junior: Considero a edição “Oklahoma!” com o roteiro do Berardi a melhor história de Tex. Os desenhadores são todos muito bons, mas como tenho que escolher apenas um, escolho o Fabio Civitelli, e o roteirista escolho o Claudio Nizzi.

Ilson Nogueira JuniorO que lhe agrada mais em Tex? E o que lhe agrada menos?
Ilson Nogueira Junior: O que mais me agrada são as muitas sequência de acção que são apresentadas durante a história, o que menos me agrada é a falta da abordagem de temas mais pessoais da personagem, como o relacionamento com o filho e até mesmo a falta de relacionamentos amorosos de Tex.

Em sua opinião o que faz de Tex o ícone que é?
Ilson Nogueira Junior: Tex consegue fazer com que seus leitores se tornem fiéis à personagem, quem lê Tex uma vez não consegue mais parar.

Costuma encontrar-se com outros coleccionadores?
Ilson Nogueira Junior: Nunca tive a oportunidade de me encontrar com outros coleccionadores, espero que um dia eu consiga, principalmente se o encontro for dentro do Estado de São Paulo.

Ilson Nogueira Junior e filhoComo vê o futuro do Ranger?
Ilson Nogueira Junior: Acredito que Tex ainda tem uma longa vida editorial pela frente, a Editora Bonelli está sempre renovando a sua equipa de artistas a fim de manter os leitores antigos e conquistar novos, isso sem perder o padrão que fez de Tex o ícone que é.

Para concluir, como imaginaria uma história onde Tex e Júlia pudessem actuar juntos?
Ilson Nogueira Junior: Imagino alguém sendo acusado de um crime injustamente, e apenas a intuição e perspicácia de Júlia e a análise critica dos factos e empenho do Tex poderiam solucionar o caso a favor do injustiçado.

Prezado pard Ilson Nogueira Junior, agradecemos muitíssimo pela entrevista que gentilmente nos concedeu.
(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

  1. Sou amigo do Editor Sergio Bonelli de longa data. Ele me presenteou a muito tempo com uma bellissima coleção inedita chamada “Un Uomo un’Avventura com 30 pubicações mensais a partir de novembro de 1976. Infelizmente estou mudando de apartamento e tenho espaço muito reduzido para abrigar livros. Procuro um colecionador que se interesse por essa coleção, cujo valor é inestimavel.

    Procuro então um colecionador que se interesse pela coleção ”UN UOMO UN’AVVENTURA” Edizioni Cepim de nov de 1976 de Sergio Bonelli.

    Jatyr

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *