Tertúlias TEXianas na capital da Bairrada tiveram a participação de Pasquale Del Vecchio

Tertúlias TEXianas na capital da Bairrada com
.
a participação de Pasquale Del Vecchio

Por José Carlos Francisco (texto), Joana Gonçalves e Orlando Santos Silva (fotos)

Mesa da Tertúlia Texiana na Nova Casa dos Leitões recheada de pards com a presença de Pasquale Del Vecchio

Nos três dias da 1ª Mostra do Clube Tex Portugal, mais precisamente nos dias 15, 16 e 17 de Agosto, realizaram-se, no que ao Tex diz respeito, várias Tertúlias Texianas que chegaram a juntar numa única mesa quase 40 pessoas em duas alongadas mesas no restaurante Nova Casa dos Leitões situado no Peneireiro, Mealhada e que se prolongou depois, e sempre com a presença de Pasquale Del Vecchio, madrugada fora em casa de Hernâni Portovedo e mais tarde no PM Bar em Mogofores.

Mas para além dessa grandiosa tertúlia TEXiana ocorrida na noite de 16 de Agosto, várias outras também com bom número de participantes ocorreram, como foram aquando do jantar no dia 15 de Agosto no restaurante Dom Ferraz nas Vendas da Pedreira, no almoço de sábado 16 em minha casa e no almoço de domingo, 17, no restaurante Pompeu dos Frangos, na Malaposta, este também inserido na programação oficial, todas elas com a participação do consagrado Del Vecchio, Sócio Honorário do Clube Tex Portugal.

Tertúlia Texiana no Pompeu dos Frangos

Foi a primeira vez que um evento oficial português relacionado a Tex teve duas Tertúlias Texianas integrada na própria programação do evento e foi seguramente um motivo mais para atrair alguns fãs e coleccionadores de Tex até Anadia de modo a poderem desfrutar de um maior espaço temporal junto de muitos outros fãs e coleccionadores de Tex, mas sobretudo de Pasquale Del Vecchio, já que o autor italiano tinha confirmado há muito a sua presença em todas as Tertúlias integradas na 1ª Mostra do Clube Tex Portugal.


Como o próprio nome diz, a Tertúlia é na sua essência uma reunião de amigos com pelo menos um gosto em comum, que se reúnem de forma mais ou menos regular, para discutir vários temas e assuntos, embora em Anadia e por motivos óbvios, tudo se concentrava em redor de Tex e de Pasquale Del Vecchio, daí ser denominada Tertúlia Texiana, já que no fundo todos os presentes eram (são) apaixonados pela personagem Tex Willer.

Tertúlia Texiana em casa de José Carlos Francisco

E foram verdadeiras Tertúlias Texianas na real acepção da palavra, porque no quesito “Tertúlia” para além dos fãs e coleccionadores de Tex, acompanharam-nos em muitos casos as respectivas famílias e no quesito “Texiana” porque todas as conversas iam parar a Tex e também porque nas faustas refeições  não faltaram sequer os famosos bifes de dois dedos de altura cobertos por uma montanha de batatas fritas… mesmo estando na Bairrada onde o leitão assado é rei e senhor à mesa!

Um brinde a Tex

(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima, clique nas mesmas)

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *