Entrevista com o fã e coleccionador: Odair Barizão

Entrevista conduzida por José Carlos Francisco.

Para começar, fale um pouco de si. Onde e quando nasceu? O que faz profissionalmente?
Odair Barizão: Meu nome é Odair Barizão, nasci em São Carlos do Ivai, Estado do Paraná, Brasil, no dia 23 de Abril de 1970, onde moro até hoje. Sou casado com a Edna e tenho dois filhos: Fernando e Fabricio.Tenho uma
empresa de Materiais para Construção onde trabalho há 16 anos.

Quando nasceu o seu interesse pela Banda Desenhada?
Odair Barizão: Desde criança com cinco anos, minha mãe lia as revistas da Disney e Tex para mim enquanto eu olhava as figuras. Ela conta-me estes factos até hoje, e vem a nostalgia de outras épocas.

Quando descobriu Tex?
Odair Barizão: Foi na mesma época, minha mãe trabalhava para uma família da qual tem um leitor de Tex, e ele me deixava levar as revistas para casa, depois de alguns anos comecei a comprar as minhas revistas e coleccionar. Meu primeiro Tex foi o número 50 “Frechas Pretas Assassinas”, e depois para completar a colecção procurava nas bancas e sebos (alfarrabistas) revistas usadas.

Porquê esta paixão por Tex?
Odair Barizão: Como posso responder esta pergunta ? Bom, posso dizer que gosto demais dos desenhos, das histórias, enfim é o meu principal passatempo. Posso contar que para que o vendedor da banca não me deixasse sem a revista de Tex sempre pagava adiantado a do mês seguinte. Posso dizer que mandei um email para a Mythos dizendo que pagaria o dobro de preço se for o caso para eles não pararem de editar Tex.

O que tem Tex de diferente de tantos outros heróis dos quadradinhos?
Odair Barizão: Gosto de ler Zagor e Ken Parker e tenho a colecção de ambos também, porém eu sou fascinado por Tex, e a diferença com as outras personagens é que na maioria das histórias de Tex, eles são heróis humanos sem poderes sobrenaturais, por isso eu consigo entrar dentro da história, passando-me por uma das personagens durante a leitura. É simplesmente fascinante.

Qual o total de revistas de Tex que você tem na sua colecção? E qual a mais importante para si?
Odair Barizão: Tenho todas as edições de Tex Mensal: 531 exemplares, e mais 486 revistas de Tex de outras edições, no total de 1017 só de Tex. A revista que mais gosto e a número 1 da minha colecção “Flechas Pretas Assassinas“, número 50. E a história de Tex que mais gosto é “A Noite dos Assassinos“, número 58.

Colecciona apenas livros ou tudo o que diga respeita à personagem italiana?
Odair Barizão: Somente revistas de Tex para além de Zagor e Ken Parker.

Qual o objecto Tex que mais gostava de possuir?
Odair Barizão: Todas as revistas do Ranger.

Qual a sua história favorita? E qual o desenhador de Tex que mais aprecia? E o argumentista?
Odair Barizão: A história de Tex que mais gosto, como disse anteriormente é “A Noite dos Assassinos“, número 58. O desenhador é Aurelio Galleppini e o argumentista o Antonio Segura.

O que lhe agrada mais em Tex? E o que lhe agrada menos?
Odair Barizão: O que me agrada em Tex e seus companheiros é que ele é um herói humano. E não me agrada o eterno continua na próxima edição, por isso só leio quando tenho a história completa.

Em sua opinião o que faz de Tex o ícone que é?
Odair Barizão: É simplesmente uma obra de arte digna de museus.

Costuma encontrar-se com outros coleccionadores?
Odair Barizão: Não, mas quero que divulgue o meu email para futuros contactos dos texmaniacos brasileiros e portugueses: odairbarizao@bol.com.br

Para concluir, como vê o futuro do Ranger?
Odair Barizão: Acho um futuro incerto e duvidoso, mas se depender de mim vai muito longe.
Um abraço, muito obrigado pela oportunidade.

Prezado pard Odair Barizão, agradecemos muitíssimo pela entrevista que gentilmente nos concedeu.

.
(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

3 Comentários

  1. Valeu, pard Odair!!! E gostei quando você falou “que pagaria o dobro de preço se for o caso para eles não pararem de editar Tex.” Saiba que eu também pago o dobro (ou até mais) pra Tex permanecer nas bancas… E sempre quando posso compro duas, três revistas da mesma edição, heheheee… e já cheguei a comprar CINCO – como foi o caso do Tex em Cores n° 1!!! E agora com o lançamento do GIGANTÃO A CORES, vou comprar 3 edições do n° 1!!!
    Enquanto existirem leitores assim como nós, pode ficar certo que Tex permanecerá nas bancas até o FIM DOS TEMPOS!!!

    Abraços.

  2. Parabéns pard Odair!!!! É bom saber que Tex conta com uma legião de leitores que somando faz a diferença garantindo a continuidade desse ícone dos quadrinhos que acompanho religiosamente desde 1979 e já próximo aos meus 50 anos que farei logo logo, continuarei firme nessa cavalgada ao lado do ranger mais destemido do oeste.
    Vida longa a Tex e seus leitores!!!

  3. Obrigado Blog do Tex por nos dar a conhecer mais um grande cowboy texiano. O Rancho TW & Cia é tão grande que a maioria dos cowboys não se conhecem ainda… mas aos poucos, vamos tomando contato com todos.
    É um prazer conhecer o Barizão e convido-lhe para se ligar nos grupos do Facebook, no clube, no TexBr, para manter contato e acesa a chama da amizade fraterna dos texianos. Na verdade, garanto que quanto mais perto dos pards texianos, mais feliz é a vida de um colecionador.
    Hasta la vista, hombre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *