Um álbum de cromos para Tex

 Por José Rivaldo Ribeiro[1]

Álbum de cromos de Tex - capaQuando os leitores e coleccionadores brasileiros de revistas de banda desenhada do Tex foram às bancas  nos meses de Abril e Maio de 1981 surpreenderam-se com o primeiro e único Álbum de cromos do ranger, lançado no Brasil pela extinta Editora Vecchi.

Os 384 cromos coloridos, distribuídos em 32 páginas, mostravam magníficas paisagens dos desertos e pradarias americanas, nas quais Tex e seus pards viveram (e vivem) incríveis aventuras, além de diversos quadradinhos reproduzidos em cromos.

Passados exactos 28 anos do seu lançamento, esta publicação é hoje o sonho de consumo de muitos coleccionadores de Tex, e também dos coleccionadores de álbuns de cromos.

Álbum de cromos de Tex - interior 1.
Mas o que faz deste álbum um item raro? Prováveis hipóteses: ter sido lançado somente para algumas capitais das regiões Sul e Sudeste do Brasil; tiragem bem menor do que a da própria revista, que naquela época girava em torno de 150 mil exemplares mensais; quem tem nem sonha em se desfazer.

.
Álbum de cromos de Tex - interior 2Chama a atenção o facto de a capa ter uma ilustração exclusiva e inédita de Aurelio Galleppini. Para completar, vale lembrar que o álbum é simplesmente o primeiro conteúdo colorido de Tex que foi lançado no Brasil (a primeira BD colorida, O Ídolo de Cristal, só saiu em Setembro de 1990, na série Tex Especial Colorido nº 1.).

Aos coleccionadores, portanto, boa sorte na caçada!

(Texto publicado originalmente no Planeta Gibi Blog, em 24 de Abril de 2009) – Para aproveitar a extensão completa das imagens, clique nas mesmas


[1] José Rivaldo Ribeiro é um grande coleccionador brasileiro de banda desenhada, tendo participado activamente de pesquisas para edições, blogues e sites referentes a BD de diversos géneros!
Considera-se um crítico de banda desenhada e é também leitor e coleccionador de Tex.

2 Comentários

  1. Olá, caros texianos, alguém pode me dizer como fazer para conseguir um álbum desses e quanto custaria já que é um item tão apreciado e raro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *