Finalmente, a série Ken Parker Speciale chega ao Brasil

KEN PARKER ESTÁ DE VOLTA !!!!

Finalmente, a série Ken Parker Speciale chega ao Brasil

.
Por
Ezequiel Guimarães

Para os fãs de rifle comprido é um momento especial. Os 4 volumes que ainda estavam inéditos estão chegando à língua de Camões.

Veja o release oficial do CLUQ (Clube dos Quadrinhos):

OS CONDENADOS é o primeiro volume, de uma série de quatro, da Colecção KEN PARKER ESPECIAL, publicado originalmente, na Itália, no período de Junho de 1996 a Janeiro de 1998, pela Sergio Bonelli Editore. Este episódio é o último da retrospectiva cronológica kenparkeriana e ganhou o prémio INCA (Italian Internet Comics Academy) como melhor roteiro e personagem em 1996.

Mais uma vez o CLUQ (Clube dos Quadrinhos) traz até você uma edição inédita no Brasil. Os quatro volumes desta série Especial são as últimas aventuras produzidas da personagem KEN PARKER. Novamente, a dupla Giancarlo Berardi e Maurizio Mantero, concebem uma história apaixonante, rica de personagens singulares e referências aos filmes ambientados em penitenciárias. Como “Rebeldia Indomável” (Cool Hand Luke) com Paul Newman, no truque para despistar os cães.

KEN PARKER que foi transferido para a penitenciária de Fort Lauderdale, na Flórida, localizada no meio de um grande pântano repleto de crocodilos. Junto com os outros prisioneiros ele aguarda, em vão, uma revisão do processo enquanto alguns tentam inutilmente a enésima fuga. KEN PARKER resigna-se ao destino irremediável. Durante um isolamento na prisão, conhecidas personagens que contracenaram em outros episódios já publicados, como Oake Barnum, Pat O’Shane, Kamoose, Alec Browne e Fanny, manifestam-se nos delírios de KEN PARKER.

Com argumento do genial Berardi, no roteiro ele conta com a parceria de Maurizio Mantero, que nasceu em Génova em 12 de Junho de 1954. Estreou profissionalmente em 1977 e dois anos depois iniciou a sua colaboração com Berardi, realizando roteiros de KEN PARKER e depois para Julian. Além de argumentista, Mantero, é também desenhador, colorista, ilustrador e jornalista.

A magnifica capa de Ivo Milazzo exibe todo o talento do artista no âmbito da arte da aguarela. Os desenhos contam com a colaboração de Pasquale Frisenda, um milanês, nascido em 8 de Janeiro de 1970. Concluiu o curso de Fumetto e Illustrazione e colaborou com importantes publicações. Consolidou a sua posição profissional integrando a equipa que realizou as aventuras de KEN PARKER. Actualmente faz parte dos desenhores de Tex. Além de Laura Zuccheri que nasceu em Budrio, Bologna, em 4 de Outubro de 1971. Concluiu o curso de publicidade, em 1990, e trabalhou para uma agência até Novembro de 1992, quando conheceu Berardi e Milazzo. Colaborou em KEN PARKER até 1995 e em 1997 iniciou os seus trabalhos para Júlia.

KEN PARKER ESPECIALOs Condenados (Volume 1)
Argumento de Giancarlo Berardi
Roteiro de Giancarlo Berardi e Maurizio Mantero

Capa de Ivo Milazzo

Desenhos de Pasquale Frisenda e Laura Zuccheri

Estrutura: 184 páginas
Formato: 16,0X23,0 cm

Capa: Cartão Supremo 250 gr – 4 cores – Laminação Fosco – Reserva Verniz UV
Miolo: Couche Magno Fosco Plana 115 gr – P&B

Preço: 79,90 Reais

CLUQ (Clube dos Quadrinhos)
Caixa Postal 61105

São Paulo – SP

05017-000cluq@terra.com.br

9 Comentários

  1. Acabei de receber o meu exemplar, realmente é uma edição imperdível de Rifle Comprido, principalmente porque tenho tudo de Ken Parker publicado pelo CLUQ, inclusive a primeira versão de Onde Morrem os Titãs, publicada em forma de mini-série em dois números e autografada pelo próprio Ivo Milazzo, quando esteve pela última vez no Brasil em novembro de 2001.
    Renato Alves da Silva
    Teresina-PI

  2. Ken Parker é um clássico das HQs. Um personagem que nunca sai de “moda”. A cada leitura parece que se recicla. Títulos da Vecchi disputados no mercado a preços de “quem paga mais”. Uma coleção impecável que saiu pelo amor ao personagem como a da Tendência/Tapejara. Se me perguntarem se o preço está salgado? Direi: Quanto vale um gosto, algo desejável, um personagem de HQ inesquecível? Como diz aquele comercial de TV: “Tem coisas que não tem preço“. E esse herói / edição vale. Depois de tantas leituras e releituras (já lemos e relemos, eu e minha família, Lily e o Caçador, Adah e Greve “trocentas vezes”) do nosso querido Rifle Comprido, fica a vontade de “quero mais”, quero histórias novas, mas não tem!!! E o que tiver, seja uma edição primorosa como essa ou uma edição de papel jornal ou do tamanho de livros de bolso, eu vou estar lá. Sei que os autores estão ensaiando um retorno do personagem… Oxalá isso venha a se concretizar. Tenho edições coloridas do KP, mas no preto e branco é que é sua “célula mater”.
    Os quatro volumes que estão a sair, não deixam nada a desejar para a série original. Assim sendo, adquiram, leiam e leiam e releiam.

  3. Eu acho que por melhor que for o personagem não vale a pena gastar os tubos para comprar uma edição tão cara como essa. Gosto de Ken Parker mas jamais vou comprar uma edição que abusa do bolso do pobre fã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *