Andrea Venturi e a cidade de Viseu

Andrea Venturi e a cidade de Viseu

Por José Carlos Francisco (texto), Andrea Venturi (fotos), António Guerreiro (fotos) e Orlando Santos Silva (fotos)

Venturi e pards à descoberta de Viseu

Andrea Venturi e António Guerreiro apreciando os belos jardins vissenses

.
Na cidade que se assume como berço de Viriato, não faltam locais para visitar e descobrir o passado e foi essa a proposta feita a Andrea Venturi aquando dos dois dias em que esteve em Viseu, e mais uma vez ficou comprovado que quem passeia pela cidade beirã também não fica indiferente às milhares de flores que dão cor e vida aos canteiros, às rotundas e a cada pedaço de jardim que faz de Viseu uma das cidades mais bonitas do país.

Orlando, José Carlos, Andrea Venturi e António Guerreiro em Viseu

Andrea Venturi, Mário Marques, António Guerreiro, Carlos Moreira, José Carlos Francisco e Orlando Santos Silva na Sé de Viseu

Na companhia de alguns pards portugueses e respectivas famílias, Andrea Venturi foi então à descoberta da cidade que recebeu Tex Willer em 2013, começando pela Sé de Viseu, edifício cujo aspecto exterior é imponente, embora pesado e austero e onde no seu topo resistem marcas de outros tempos. Trata-se de um edifício gótico, com traços de igreja-fortaleza, dos séculos XIII-XIV.

Mesmo ao lado, o Museu Grão Vasco, que deve o nome ao célebre artista plástico da terra, mostra uma colecção permanente de arte sacra e exposições temporárias variadas que tivemos obrigatoriamente que visitar, mesmo que um pouco à pressa. Fundado em 1915 por Francisco de Almeida Moreira, que dedicou grande parte da sua vida a reunir obras portuguesas, sobretudo representativas dos melhores pintores portugueses modernos e contemporâneos, o Museu de Grão Vasco está instalado no Paço dos Três Escalões, contíguo à Catedral.

António Guerreiro, Andrea Venturi e Orlando Santos Silva no Museu Grão Vasco

Andrea Venturi e Orlando com as belas artes do Museu

À colecção de objectos e imagens originalmente destinados a práticas litúrgicas (pintura, escultura, ourivesaria e marfins, do românico ao barroco), acrescem peças de arqueologia, importantes exemplares de pintura portuguesa do séc. XIX, faiança portuguesa, porcelana oriental e mobiliário. A colecção principal do museu é constituída por um conjunto notável de pinturas da autoria de Vasco Fernandes (1475-1542), o célebre Grão Vasco, e do seu colaborador principal, Gaspar Vaz.

José Carlos Francisco e Andrea Venturi nas escadarias da Igreja dos Terceiros de São Francisco

Um momento de pausa no interior do Templo

Mas também nos perdemos pela cidade, onde a arquitectura religiosa está presente em todos os recantos, e pode ser observada em pormenor em locais como a própria Sé de Viseu, a Igreja da Misericórdia, a Igreja dos Terceiros, a Igreja do Carmo, a Igreja de Santo António entre muitos outros templos.

A cidade antiga, que ainda conserva parte da sua muralha, descobriu-se no centro, descendo do largo da Sé até ao Teatro Viriato, passando, claro, pela mítica Rua Direita, via estreita onde abundam as curvas, e que é a principal artéria de comércio da cidade, conservando uma atmosfera própria de épocas passadas.

Andrea Venturi e o painel de azulejos do Rossio viseense

O descanso das guerreiras texianas

Passamos também pelo Rossio (também conhecido por Praça da República), onde Andrea Venturi apreciou em detalhe o painel de azulejos que reveste a parede em frente à Câmara Municipal, o “Salão de Visitas da Cidade”. Este painel de azulejos retrata trajes típicos da região, personagens e cenas da vida quotidiana tradicional, bem como 5 representações de uma torre de um castelo. A parte inferior do painel está preenchida por um friso que representa repetidamente duas plumas. Destacam-se várias figuras enquadradas por molduras decoradas com motivos florais.

José Carlos Francisco, Orlando Santos Silva, Andrea Venturi e António Guerreiro com os azulejos ao fundo

Viseu mostrou ser uma cidade de contrastes, com antiguidade e memórias, modernidade e espaços verdes – um equilíbrio perfeito que foi devidamente apreciado por Andrea Venturi e seus pards…

(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima, clique nas mesmas)

Um comentário

  1. Através das fotos pode se notar que a cidade é linda mesmo. Fotos belíssimas, fiquei com muita vontade de conhecer esta bela cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *