Momentos de lazer e descontracção no Brasil de Civitelli, Diso e Burattini

Por José Carlos Francisco (texto) e Moreno Burattini (fotos)

Fabio Civitelli, Roberto Diso e Moreno Burattini, três dos mais conceituados e admirados autores italianos da editora Bonelli estiveram recentemente no Brasil, mais precisamente em São Paulo e Curitiba onde foram as estrelas mais cintilantes de dois grandiosos eventos relacionados com a banda desenhada, respectivamente a 19ª edição do Fest Comix e a Gibicon nº 1.


Fabio Civitelli, Roberto Diso e Moreno Burattini como verdadeiros profissionais que o são, em ambos os eventos deliciaram os seus fãs e admiradores já que durante horas seguidas cumprimentaram, conversaram, autografaram, tiraram fotografias e inclusive desenharam para todos os fãs que desejaram uma recordação especial desta presença dos autores italianos no Fest Comix e na Gibicon, sempre com grande calor e simpatia comprovados pelos constantes sorrisos e abraços, mas nem só de trabalho comportaram estes 10 dias passados em solo brasileiro, pois houve diversos momentos de lazer e descontracção conforme se comprova em diversas fotos e vídeos que mostramos a ilustrar este texto (para ler as legendas das fotos passe com o rato por cima da imagem).



Para finalizar, dois inolvidáveis momentos musicais proporcionados por Fabio Civitelli e Moreno Burattini e ainda Va’ pensiero” de Verdi cantado por Fabio Civitelli e por Tanino Liberatore ao som da harmónica tocada por Bira Dantas:

(Para aproveitar a extensão completa das imagens acima, clique nas mesmas)

8 Comentários

  1. Muito bom que puderam curtir um pouco de nossa terra, além dos eventos e tal, e já viram que comigo, sempre faço o melhor tour com @s visitantes em Sampa, às 18h no metro da Sé, é o momento de sentir o calor humano do povo paulistano!! 😉
    Mas é claro, que um mercado municipal, uma comidinha típica como nossa querida feijoada (adaptada, não ‘originária’), sempre são boas pedidas!
    E, será que deram uma cachaça para os cabra!!?

  2. Foi uma experiência única ter recebido esses grandes criadores da Bonelli. Além de serem verdadeiras lendas vivas, eta pessoal mais divertido! Morremos de rir com os causos contados durante os dias, nas refeições, dentro da piscina. Foi um privilégio ter tido a oportunidade de passar momentos tão especiais ao lado deles.

  3. As artes marciais em Tex.

    As técnicas de combate corpo a corpo praticadas pelos quatro pards (Tex Willer, Kit Carson, Kit Willer e Jack Tigre) são similares às diversas artes marciais como a briga de rua, o boxe (Pugilismo), o savate (Boxe francês ou Kickboxing francês), o wrestling (Luta livre), a luta com facas, a luta com bastões, a esgrima e o tiro com arco e flechas.

    O imigrante irlandês Pat Mac Ryan é um grande lutador de boxe e wrestling (luta livre).

    Os nativos americanos da América do Norte tinham forte tradição no wrestling.

  4. Huahuhaauhauha, que farra! Prometo a todos que da próxima vez em que encontrar os italianos da Bonelli e Liberatore, estarei mais treinado no Va Pensiero (rs)! Finalmente encontrei Civitelli, Diso e Burattini no Brasil. Fizemos uma farra na Gibicon de Curitiba. Grandes debates e bebedeiras… E um grande encontro onde fui presenteado pelo Dorival com a edição completa de Ranxerox (Conrad) devidamente autografado por Tanino Liberatore. Pena que não gravaram minha versão de “Dólar furado” e “Bonanza” na gaita. Talvez Júlio Schneider, este estupendo amigo, tenha gravado. Ou, quem sabe, na próxima visita do Ezequiel ao meu estúdio!
    Abraços.

  5. Combinado então, Eze! A gente pode fazer uma sessão de Westerns na gaita e talvez até tirar algum dos temas de TEX que Bonelli, Pizzamiglio e Castellari compuseram…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *