Encontro em Lisboa com Paulo Guanaes, tradutor de Tex

Por Orlando Santos Silva

Orlando Santos Silva e Paulo Guanaes num hotel de Lisboa e com Tex presente

Aproveitando a estadia em Lisboa do lendário tradutor de Tex, Paulo Guanaes, e sabendo o hotel em que ele e a sua esposa estavam alojados, não perdi a oportunidade de conhecer nesta quarta-feira, dia 19 de Outubro, um dos mais longevos e importantes profissionais de Tex no Brasil.

Cheguei no hotel onde estava hospedado Paulo Guanaes eram 12h00. Fiquei no hall de livro de Tex na mão e rapidamente o Paulo Guanaes me viu. Sem nunca nos termos visto nem sequer falado antes, tivemos um encontro afectuoso, pois o Paulo Guanaes e esposa são muito simpáticos.

Fiquei a conhecer vários factos relacionados com os primórdios das revistas de Tex no Brasil, pois o Paulo Guanaes trabalha com Tex desde o número 1! Que curiosidades fantásticas, sobre os balões, as traduções, a forma de trabalhar nessa época.

E ainda tive as revistas que levei autografadas!
Uma delas, a número 52, que o Paulo Guanaes leu com muito carinho os nomes das pessoas que figuravam na página da editora, recordando episódios e situações muito interessantes.

Eu coloquei-lhe uma questão, quando lançaram a primeira revista no Brasil escreveram logo número 1, podiam ter colocado à venda uma revista isolada, sem número. Paulo contou-me que já conheciam o sucesso de vendas em Itália e os números que existiam, por isso a revista no Brasil foi lançada como uma colecção (embora no início não na mesma ordem que em Itália), sabia-se que iria haver o número 2, o número 3… mas quem pensaria que chegaria ao número 500 no Brasil!? Só com grandes editores, como Dorival Vitor Lopes, e uma legião de fiéis leitores. E personagens de enorme riqueza e narrativas formidáveis, situação que foi consolidada ainda na altura de Gian Luigi Bonelli. Além de uma evolução e melhoria constante na qualidade.

Um dia ganho, por ter tido o prazer de conhecer pessoalmente Paulo Guanaes.

Felicidade de um encontro texiano bem especial, o fã português Orlando Santos Silva e o profissional brasileiro Paulo Guanaes

(Para aproveitar a extensão completa das fotos acima, clique nas mesmas)

3 Comentários

  1. Um belo dia na vida dos dois. Só penso que se devia fazer justiça também ao Ota, que foi o Editor que primeiro alavancou as vendas do Tex no Brasil, tendo uma excelente visão editorial, ao lançar revistas com mais páginas no período de férias e tornar o Tex quinzenal, por exemplo.

    • Sem dúvida, foi um dia especial para ambos, pois certamente o Paulo Guanaes também ficou feliz por se ver assim tão admirado num país estrangeiro e vendo o seu profissionalismo (assim como a sua paixão por Tex) reconhecido…

      Quanto ao grande Ota, aquando das entrevistas publicadas em 2008 com o próprio Paulo Guanaes (o texto do Orlando tem um link para a entrevista que recomendo) e com Marcos Maldonado, foi também nossa intenção fazer uma grande entrevista com o Ota mas infelizmente após num primeiro momento o Ota responder afirmativamente a entrevista nunca se chegou a realizar o que é uma grande pena, pois seria muito gratificante termos também a entrevista do Ota neste nosso blogue que está recheadíssimo de grandes entrevistas com inúmeros profissionais de Tex, desde editores até autores… mas ainda acredito que um dia ainda possamos publicar a entrevista com este editor tão especial.

      E por falar em grandes entrevistas, também Júlio Schneider está respondendo a uma entrevista (exclusiva) ao blogue do Tex 😉

  2. O nosso encontro não teve intuito de entrevista e apenas destaquei uma pequena parte de uma agradável conversa, onde Paulo Guanaes também falou, com carinho e destaque, de várias outras pessoas ligadas a Tex, algumas já falecidas e outros episódios que constam na entrevista referida pelo José Carlos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *